cap 5 - Bem me quer...mal me quer?

10:57:00


Quando afastamos nossos corpos um do outro, a garoa tinha parado. Nos olhamos por alguns instantes e mais parecia que aquilo era dois alguéns tentando encontrar algumas respostas. Como podia uma pessoa desconhecida despertar tamanha confusão dentro de mim? Parecia que nos conhecíamos há tempos e eu detestava cair nesse pensamento - achava um tanto adolescente. Eu não sabia de quase nada dele, só tínhamos descoberto que existiam inúmeras afinidades entre nós dois. Olhando para ele dava para perceber que suas indagações eram as mesmas que as minhas - e isso não é ilusão.

Com as mãos ainda em meu rosto, permanecemos uma eternidade por ali... pelo menos foi a sensação que deu. Meus pensamentos foram interrompidos por aquele sorriso, seguido de um "eu te levo pra casa".

Achei melhor recusar o convite. Não que não era da minha vontade aceitar tamanha gentileza, e deixei isso claro à ele, mas queria pensar durante o caminho, e deixar tudo que eu produzisse durante esse processo da porta pra fora de casa. A minha vontade de não me envolver ainda era muito maior do que os meus desejos e intuições. Mas por alguns minutos eu me permitiria...

Caminhamos de mãos dadas até a estação. Na despedida um outro beijo todo cheio de sensibilidade me deixou ainda mais envolvida. E olhando fixamente nos meus olhos ele me disse que poderia parecer piegas, mas que aquele dia tinha sido muito importante para ele. Retribui com um sorriso, e prometi que repetiríamos aquilo da próxima vez.

Dentro do metrô meus olhos estavam distantes, perdidos para fora da janela. Nem me dava conta quais as estações passavam. Uma garota me fez voltar à realidade passando em frente à mim - parecia estrangeira, com um olhar tão longe quanto o meu de segundos atrás. Mas ela parecia triste, ou desolada...não esboçava nenhum sentimento em sua fisionomia. Lembrava uma belga: branca, olhos claros, cabelos escuros e esguia. Minha consciência pedia para sentar ao lado dela, mas pensei que talvez ela também desejasse estar ali em seu canto, da mesma forma que eu, se permitindo mergulhar em pensamentos longe da nossa realidade...


...continua...




You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe