#phdvisita: Decoração DIY


Eu não tenho uma definição melhor para descrever a casa de uma das minhas melhores amigas, Ane Cavalcante, que não seja "uma verdadeira casinha de bonecas". Primeiro porque suas moradoras realmente são duas bonecas fofas (a Ane e a sua roommate, a Pam). Segundo que a decoração é tão neném, mas tão neném, que dá vontade de beijar a parede. 
Quando as duas decidiram alugar o apartamento de 47m2, puderam contar com a ajuda do boy da Ane, o Marcos, que tem uma tremenda mão boa para executar projetos arquitetônicos e engenhocas (além de tocar violão, pintar, sapatear e chupar cana ao mesmo tempo, e agora cozinhar). Com o espaço pequeno e diversas mobílias já presentes no imóvel, eles tinham uma missão de ouro: deixar tudo aquilo com a identidade das habitantes, e também otimizar o espaço para receber o terceiro integrante de quatro patas, o Aaron. E não é que o resultado ficou genial!?
O estilo da casa é uma misturinha gostosa de referências: do contemporâneo ao vintage, do urbano ao interiorano, da praticidade do lar de duas garotas a atmosfera confortável do cantinho de uma simpática vó. Tudo na mais perfeita harmonia e equilíbrio. Para isso, algumas reforminhas e construções de baixo custo foram incluídas no projeto, e também a adição de itens decorativos como almofadas, vasinhos, quadros, entre outros detalhes que vocês vão conferir agora nest post:

A sala de estar/jantar



Como já bem sabemos, ambientes pequenos pedem uma decoração clean, para não dar a impressão que o espaço é mais apertado do que realmente é. E quando digo clean, me refiro não só aos tons neutros, como também o uso de poucos, mas precisos móveis. Com o piso de madeira escuro, o objetivo era incluir cores claras como cartela de tons principal, e colorir com detalhes descontraídos, assim como foi feito na parede geométrica da sala de jantar. Como a mesa já estava presente antes da locação do imóvel, o Marcos quis aproveitar a mobília (que é de boa qualidade, diga-se de passagem) e só renovou o estofado das cadeiras para dar um up no visual (e também se livrar dos tecidos originais super manchados).


Outra construção incrível do Marcos foi a estante da sala de estar, na frente do sofá. Ele montou toda a estrutura com madeira comprada sob medida, e com isso a Ane economizou uns bons Reais, já que comprar uma pronta lhe custaria o dobro (se não o triplo) do preço. 


Depois foi só adicionar os livros, porta retratos, vasinhos e adornos decorativos para preencher o espaço com muito carinho e personalidade. 


O abacaxi amarelo é um dos itens preferidos da Ane. Ela é a verdadeira rainha do abacaxi (se cuida, Carmen Miranda!).


As suculentas adoraram este cantinho especial. O sol da varanda bate precisamente naquele espacinho delas, fazendo com que todas cresçam bem saudavelmente. 


Falando em abacaxi, olha só este detalhe da entrada da casa! O quadrinho imitando neon ganhou alguns ganchinhos instalados na parte traseira da peça, virando um eficiente porta-chaves. Ele fez um belo par com Mandacaru de tamanho médio, devidamente acomodado no cantinho de frente para a porta. 


Espia só este espelho BAPHÔNICO junto ao cacto:



A mesa lateral branca ao lado do sofá xadrez é mais uma maneira de trazer o essencial clean à decoração. E o colorido ficou por conta dos vasos e luminária acima da peça (umas plantinhas sempre são bem vindas para deixar o ambiente mais aconchegante). Todos os poucos, mas essenciais móveis da sala foram acomodados próximos a parede, mantendo assim a circulação livre para o Aaron (e quem mais estiver na casa) se movimentar sem apertos.

A varanda



Ao lado da sala há a irresistível varanda! A ideia era transformar o espaço em mais um ambiente de estar, e para isso, eles incluíram não só um sofazinho bem confortável, mas também uma rede (que pode ser fechada quando a turma precisar de mais espaço), e alguns banquinhos, que também servem como aparadores.


As almofadas coloridas são a alegria do espaço! Elas também dão um aconchego a mais para quem sentar no sofazinho, criado pelo Marcos com ripas de madeira compradas sob medida. O cordão de luz instalado logo acima deixou toda a decoração com aquela carinha de Pinterest!



Por ser um espaço versátil, o Marcos criou móveis que pudessem se encaixar: para acomodar todos sentados, é só deixar as banquetas espalhadas, junto com a rede armada. E quando precisar de mais espaço livre para a circulação com todos em pé (e também para o Aaron no dia a dia), basta encaixar as peças embaixo do sofá.




Detalhes da decoração da varanda: o quadrinho de madeira combinou com a rusticidade da rede, assim como os terrários suspensos, em formato de coração.

O dormitório



Talvez tenha sido o quarto o maior desafio do casal nessa reforma. Como os armários planejados no tom cerejeira já existiam, era necessário rebater a luz natural vinda da janela para que o dormitório não parecesse menor. Logo, a saída foi envelopar todas as portas (que também estavam meio danadinhas) com contact branco, dando outra cara ao ambiente. Espia só como o móvel era antes:


Notaram a diferença? E para complementar a cabeceira da cama, algumas adaptações criativas foram feitas: primeiramente, as luzes brancas dos spots foram trocadas por lâmpadas menores. Em seguida, o letreiro metalizado foi pintado de cobre, e instalado na parede com luzes pisca pisca incluídas atrás da peça (dando um efeito incrível durante a noite - me perdoem por ter esquecido de tirar foto com ele aceso). Por último, a cabeceira acolchoada foi confeccionada com almofadas de futons, amarradas em um varão de cortina comprado sob medida para o pequeno espaço. Ficou uma graça, né?



Na parede a frente, o casal colocou a mão na massa para fazer uma parede geométrica com cores neutras (você pode aprender a fazer igual neste post aqui). A Ane queria incluir cores suaves, e a cartela de tons contou com um rosinha queimado, bege, cinza claro e o branco já existente na parede.


É nesta parede que fica a televisão do quarto (já que as moradoras optaram por não ter nenhum aparelho na sala), e também a estante redonda com lembrancinhas de viagens da Ane. Os quadrinhos alegrando o ambiente não podiam ficar de fora, né?



Outro item "DIY" deste projeto é a cantoneira branca do quarto. Para incluir mais adornos decorativos sem comprometer o espaço, a peça foi incluída entre a televisão e a janela, longe da área de circulação do dormitório.



Para fechar a decoração com chave de ouro, os penduradores de flamingos (bichinhos esses que dividem as atenções da Ane com os abacaxis) foram adicionados atrás da porta, ao lado do espelho. Uma forma bem delicadinha de organizar bolsas e chapéus.

Difícil não suspirar depois de conferir essas fotos, não é? O projetinho da Ane, assinado pelo Marcos, nada mais é que uma solução muito eficiente para quem mora de aluguel, quer deixar o lar com a sua carinha, mas precisa de soluções de baixo orçamento e que pode ser levada embora na próxima mudança. Quanto as otimizações da mobília que já pertencia ao imóvel (como foi feito no guarda-roupas e mesa), caso o custo seja muito alto, alinhe com o proprietário se é possível descontar no valor do aluguel o seu investimento, já que essa prática só valorizará mais a propriedade dele. Assim todo mundo sai ganhando, certo?

Obrigada Ane por abrir as suas portas para o PhD! E obrigada Marcos por dividir a sua inteligência conosco! Vocês dois são inspiradores!

Veja + #phdvisita:

Conhecendo o estilo escandinavo e industrial do @apto82

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram