Mischa Barros: Beleza <> Psicológica

12:05:00


Olá pessoas! 
Esse post deve começar necessariamente com a pergunta: E aí, como vai você? Mas, de verdade, como você ? Como a cabeça? Como vai o emocional?
Diferente dos meus posts normais, vim aqui falar pra vocês sobre a relação entre beleza e o nosso psicológico. Não quando você se torna obcecado por beleza e sim, quando o seu emocional interfere no seu "eu externo" digamos assim. 
Tenham em mente que não se deve impor padrões, não existem termômetros de beleza. O certo é sempre você se sentir bem, e essa é a única regra. Mas não vou empurrar os devaneios, vamos direto ao ponto. Vocês já ouviram falar em acne "emocional"? Nem eu, até agora...Estive por um tempo nessa jornada incessante de peelings e cuidados, até notar que meu problema de acne estava piorando e não adiantava atacar apenas os sintomas, precisava cortar pela raiz. 
Hoje, minha pele está próxima ao pior nível em que já chegou, e depois de conversas com minha esteticista (Carol, ❤️ obrigada por tudo), exames, visitas a dermatologista, que em uma consulta  me disse: "É Michele, é uma realidade, quando a cabeça não funciona direito, nada funciona e o seu corpo dá sinais". Essa foi a resposta ao meu indignado questionamento: E EXISTE ISSO? Era só o que me faltava! 
Aqui não é lugar de lamentos, mas pra que todos entendam a situação, devo falar que estou numa fase emocional um tanto turbulenta e temos a velha ansiedade rondando. Então saber que esses problemas poderiam mexer com o setor estético fez o contrário do que faria com uma pessoa normal (que seria procurar melhora) me fez surtar tipo: NÃO ACREDITO, BLÁ BLÁ BLÁ.
E não é que a teoria se fez provar? Pensei que tinha entrado numas e era coincidência, mas de fato, após os picos de ansiedade, crises, stress ou períodos de tristeza, aparece umas benditas no rosto, bem inflamadas e grandes. 

Mas é isso, essa é uma manifestação do corpo, e citando novamente a Dra. Ângela, quando a cabeça não funciona direito, nada vai funcionar. 
Além da acne "emocional", (sem comprovações científicas de minha parte), algumas outras disfunções emocionais que interferem na estética:
Tricotilomania (trico = cabelo; tilo = puxar) é um transtorno psicológico mais conhecido por seus sintomas do que pelo seu nome. Pessoas que sofrem desse distúrbio de controle de impulsos arrancam os fios de cabelo para controlar a ansiedade e o nervosismo. Algumas enrolam os fios no dedo para depois puxar. Nos casos mais graves acabam ficando calvas ou com grandes falhas no couro cabeludo. Em uma pesquisa, cerca de 4% dos entrevistados relataram já ter arrancado cabelos em um momento de ansiedade.
A Dermatotilexomania ou Dermatilomania (dermato = pele, tillexis = picar algo, mania = preocupação obsessiva com algo) é uma compulsão caracterizada pela vontade de causar ou, geralmente, agravar lesões da própria pele. Pesquisas sugerem que a vontade de arrancar a pele está dentro do espectro obsessivo-compulsivo, mas outros discutem que para alguns é mais um transtorno de auto-mutilação.

Alguém já tinha ouvido falar? Como já citei no post coisas de pele, tive um problema com acne e isso me apresentou da pior forma a Dermatilomania - conheci praticando e não sabia o que era até pouco tempo atrás. E GENTE, infelizmente sou diagnosticada com ansiedade daquelas que vai além da ansiedade do dia-a-dia, então não é que eu tenho tudo, às vezes uma coisa é atrelada à outra.

Da mesma maneira que pessoas fazem loucuras pra ficar bonitas, existem distúrbios que atrapalham nossa estética, seja o corpo dando sinais de alerta ou hábitos ruins decorrentes de algum distúrbio. Esses são exemplos de que não basta cuidar de si de maneira superficial. O nosso interior reflete de maneira intensa na nossa aparência. Então estar bem emocionalmente e psicologicamente é essencial. Não devemos cobrar perfeição; fui ensinada que quanto mais eu me cobro em relação à minha aparência, mais tiros sairão pela culatra, pois o estresse e a ansiedade de um padrão de beleza X me causam o efeito contrário.
Então além dos conselhos corriqueiros, cuidem da saúde mental. Meditem, se expressem, não reprimam emoções, não se cobrem demasiadamente. Espero, muito em breve, voltar aqui com um post falando sobre a melhora da minha pele!
Besos!

You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe