Mischa Barros: Coisas de pele

Olá bonitas (os)!
Nos últimos posts mostrei como eu preparo a minha base, e ressaltei a importância dos cuidados com a pele. Isso porque, como citei anteriormente, é mais agradável valorizar suas feições do que passar horas escondendo manchas e marcas que, muitas vezes, nós poderíamos evitar e tratar. Dito isso, posso afirmar pra vocês que eu falo com autoridade no assunto. Pra que entendam melhor, vamos entrar no âmbito pessoal da coisa: a minha experiência com acne.
Acne é uma daquelas situações da qual você só toma conta da dimensão do negócio, quando você passa por isso. Afeta desde (dependendo da causa) a saúde física, até - de maneira devastadora, devo dizer - sua saúde emocional.
Confiança e auto-estima foram duas situações ausentes em minha vida durante a fase que eu tive que lidar com esse pequeno/grande problema.

POR QUE FALAR SOBRE ACNE? 

Dentro dos problemas de pele é o mais comum, visto que, boa parte dos homens e mulheres no Brasil possuem pele mista (oleosidade na zona T) e com isso uma leve ocorrência de acne. A explosão hormonal da adolescência também torna a situação frequente, podendo se estender no caso de nós mulheres, que uma vez por mês recebemos - ou não - essa benção em nossos corpos.
O mais importante: A primeira atitude que tomamos, antes mesmo de buscar tratamento adequado, é tentar ESCONDER ou ELIMINAR. Fora a questão de eliminar, em que burramente decidimos espremer as espinhas, a maneira que encontramos de esconder é com maquiagem. E, fico muito muito muito triste em dizer isso, mas maquiagem pode não esconder totalmente, e dependendo do seu grau de acne, pode piorar a aparência e o produto usado agravar o caso.
PS GRANDÃO: Não existe maquiagem apropriada pra ficar na pele 24 horas, ou seja, não pode dormir de maquiagem. Não interessa a marca! Pode ser que tenha um ativo de tratamento, porém o ingrediente usado para pigmentar e/ou dar cobertura provavelmente não é seguro para permanecer na pele.

MINHA EXPERIÊNCIA COM ACNE

Fui aos extremos: de uma pele limpa, com apenas alguns cravos no nariz passei a ter acne cística concentrada nas áreas das bochechas e mandíbula. 
Pra quem não sabe como essa acne é, de maneira resumida, ela não "emerge" para a superfície, aquela inflamação fica por baixo da pele e o que vemos são cistos inflamados, que incham e ficam extremamente doloridos. Esteticamente é feio, fisicamente é dolorido. 
Poucas pessoas acreditam quando eu falo que passei por isso, pois de fato, me escondi bastante. Demorei um ano pra descobrir a causa - que foi hormonal - e tratar de maneira adequada. Só tive coragem de tirar fotos com o rosto limpo, depois de um mês tomando anti-inflamatórios e usando tratamentos tópicos. Essas fotos ficaram guardadas, até agora.
Antes e agora
Na época eu acabei com um corretivo de alta cobertura e usei metade de um vidro de base em pouco tempo, mas as elevações ainda estavam ali. Então, cheguei a um ponto em que resolvi focar mais nos cuidados e menos em esconder, deixando minha pele livre pra respirar sempre que podia. 
Também tive uma fase obscura em que, tentando espremer essas coisas, eu arregacei machuquei muito a minha pele. Registrei essa fase porque como parte do problema tinha origem emocional, olhar as fotos me ajudaria a controlar os impulsos de espremer o cravinho que consequentemente viraria um machucado bem feio. Foi tanta coisa!

CUIDADOS

Primeiramente, procurar um profissional é essencial. Mesmo que você tenha que passar por 20 médicos até algum conseguir, ao menos, descobrir a causa. A acne (e outros problemas de pele) poderá ter uma causa interna, vem de dentro pra fora. Sendo assim, não adianta você passar ouro no rosto, se não souber a causa do problema, nunca vai conseguir tratar a parte estética porque as espinhas acabam voltando. 
Ter disciplina com os cuidados diários é algo que todos devem ter, não importa o tipo de pele. Mas quem tem problemas como esse, deve ter o dobro. Com certeza sua rotina não será apenas lavar o rosto com sabão. E lavar, tonificar, hidratar, tratar, tudo isso tem que ser feito religiosamente. 
Também não esquecer: TIRAR A MAQUIAGEM, SEMPRE!
Lidar com os impactos emocionais será, talvez, a parte mais difícil. Mas é essencial também. Teremos a maquiagem como aliada e não como trincheira.
E uma dica de ouro (eu acho, né?), pesquise tratamentos naturais. Você tem poderosos aliados ali do lado, na sua cozinha ou na lojinha de coisas naturebas. Mesmo porque alguns tratamentos dermatológicos não cabem totalmente no bolso, então turbinar a rotina com um truque fácil e de grátis só vai lhe favorecer.
Meus favoritos e que mantive na rotina:
Máscara de mel com canela - ambos são bons para combater a inflamação. O mel é cicatrizante, anti-bacteriano e um hidratante natural e a canela um super antioxidante;
Argila verde - Ajuda a controlar a produção de sebo, tem ação adstringente, tonificante, anti-séptica, anti-inflamatórias, antimicrobiana, bactericida, cicatrizante e analgésica (UFAAA).

E você? Já passou por algum problema que mexeu com sua auto-estima?
Besos *:

Um comentário:

Instagram