Maryah C.: Esmaltes - E as cores, de onde vem?

08:00:00



Falamos aqui sobre a inspiração para os nomes e até procedimentos burocráticos que as marcas adotam para que a gente não corra o risco de encontrar mais de um esmalte com o mesmo nome nas prateleiras das lojas especializadas por aí afora.
Mas e as cores, como fazer para não repeti-las e ainda lançar moda? Haja criatividade! Às vezes os tons entre uma marca e outra parecem idênticos, mas depois de passar nas mãos percebemos que não é bem assim. Por isso, reserve bem, faça estoques para que se algum dia ele sair de linha, você precise rodar o mundo atrás dela. O que raramente vai acontecer com as fãs da clássica Renda, não é?!
Como sempre, no processo de criação de novas pigmentações para embelezar as nossas unhas, as cores são fruto de pesquisa, especialmente nas passarelas mais badaladas do mundo e nós, consumidoras, também temos voz.
Atualmente, cada empresa cria a sua estratégia para desenvolver coleções, pois já entenderam que o mercado de esmaltes no Brasil virou febre e a disputa nas prateleiras está bastante acirrada.
A Impala, por exemplo, desenvolveu uma estratégia muito interessante para essa produção. O processo e tempo de confecção dos esmaltes é sigiloso, mas pesquisas com consumidores e estudos na área da moda são tantos que, entre a reunião de todas as respostas e ideias e a venda do produto no mercado, se leva de seis a nove meses para concluir o processo.
A última coleção da linha, como a Bruna B. já nos contou, é a SPFW.
A marca firmou uma parceria com o evento como patrocinadora oficial. Isso fez com que os produtos estivessem presentes na maioria dos desfiles, fazendo com que os estilistas pensassem na beleza dos pés e mãos.


Afinal, do que é feito o esmalte?

Um esmalte é composto por inúmeras substâncias, como solventes, resinas, plastificantes, aditivos e pigmentos.
A resina tem a função de dar aderência e durabilidade. Os solventes quando se misturam, ajudam a diminuir a viscosidade do produto. Uma tinta constituída apenas por resina e pigmentos pode se tornar extremamente pastosa e difícil de ser aplicada.
O odor característico de um esmalte para as unhas vem dos solventes orgânicos. Os solventes orgânicos são substâncias utilizadas como diluentes dispersantes ou solubilizantes.

-

Ainda dá tempo de mandar uma foto das suas lindas maõzinhas com o seu esmalte preferido e aparecer aqui no PhD! Junto com a foto, envie o seu nome, profissão, twitter e idade para phdemseilaoque@gmail.com.

E, claro, não esqueçam que a nossa promoção kit ‘PHD em Impala’ continua! Para participar é só seguir as dicas abaixo:

Primeiramente, você precisa ser seguidora do nosso twitter @phdemseilaoque e também do nosso blog (não precisa ser blogueira para seguir a gente, basta ter uma conta no Twitter). O próximo passo é dar RT lá no twitter na frase "Quero ganhar o kit 'PhD em Impala' que o @phdemseilaoque está sorteando http://kingo.to/vpJ". Podem twittar quantas vezes quiserem, só tomem cuidado para não twittarem muitas vezes seguidas e floodarem tudo!



O resultado será postado aqui no PhD no dia 3 de abril. Boa sorte à todas!


You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe