Elaine Oliveira: O seu muito ainda é meu pouco


Eu queria, de verdade, ouvir você dizendo que me quer pra sempre, que imagina seus filhos com meus olhos e quem sabe que planeja um futuro ao meu lado. Eu queria não precisar implorar por sua atenção, poder confiar em você com toda a minha alma sem me sentir mal com aqueles telefonemas no meio da noite que te fazem levantar da cama e me deixar sozinha, imaginando que eu esteja dormindo.

Queria que o "Pra sempre juntos" não fosse um assunto temido, entre outros assuntos que vivem nesse enorme vácuo entre nós.

Eu queria, com toda a minha verdade, entender o porquê de tantos segredos.
Queria saber o que passa entre as memórias do seu computador que mal posso chegar perto. Nas mensagens do celular que você apaga antes que eu pense em querer ver.

Confesso, queria sim uma entrega maior da sua parte. Queria por um dia, apenas por um dia que fosse você pudesse me provar, não mais dizer, apenas provar o quanto me ama de verdade, demonstrar o quanto sou importante pra você.
Porque você diz. Sim, é o que você melhor sabe fazer, dizer e dizer...

Palavras e mais palavras, que tento, mas não entendo.

Queria me sentir única. Que você nem pensasse na possibilidade de escolher entre seus amigos e eu. Porque eu seria a escolhida sempre - O que sabemos que não acontece.

Gostaria de não precisar ter dúvidas quanto as suas escolhas como tenho o tempo todo.
Queria que você demonstrasse sentir-se mal ao perceber que o fim de está tão longe, que não agüenta esperar de tanta saudade.

Queria invadir seus pensamentos. Saber se você pensa em mim com a mesma intensidade em que penso em você... Ou se suas antigas amantes ainda te fazem delirar quando está sozinho. Porque embora eu nunca tenha dito, suas palavras não são, nem nunca foram suficientes. Pra mim sempre houve uma longa distância entre palavras e atos, e ao seu lado isso me parece bem mais perturbador.

Muitas palavras, poucos gestos.

Você, sempre prezando pela sua particularidade, me manteve longe de sua verdade, da sua realidade.
Sem querer me causou um ciúme, daqueles que matam qualquer amor.
Você vem afastando sem perceber a garota que quis apenas um pouco mais de você, da sua transparência. A garota que pensa e sonha todas as noites com esse sentimento que perturba e consome o pouco que resta de sua paz.
Que passa horas escolhendo uma roupa só pra ficar ao seu lado em casa assistindo qualquer programa de TV.

Pode ser que meu ciúme seja exagerado e que esteja pedindo algo que talvez você jamais possa me dar.
Mas se este ciúme existe, nasceu com o descaso e ao valor que você não quis dar a uma pessoa que só fez te amar demais.

-

Elaine Oliveira é dona do super blog "De palavras e Atos"

6 comentários:

  1. ..Ficou tão mais legal aqui do que no blog original. *.*

    Adorei estar aqui denovo.
    Obrigada pelo convite Nega!


    ;)

    ResponderExcluir
  2. Cara, até me arrepiei!

    Isso aconteceu comigo também. Talvez, estar na dúvida sobre o que a pessoa que você ama faz nas suas costas, dói mais do que se soubéssemos a verdade.

    A dúvida é cruel, o ciúme é conscequência.
    Desproposital, ou não... eles fazem que fazem e conseguem nos desanimar, começar a repensar no tal 'pra sempre'.

    ResponderExcluir
  3. Por acaso, você está apaixonada, é? Tá, vai dizer: SOU apaixonada. Enfim, adoooorei! Muuuito bom!

    ResponderExcluir
  4. Mais um selinho pro PHD no http://depalavraseatos.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Aqui ta deeeemais! *--*
    Podem propagar o JDS21 aqui sim!
    Nós fazemos o mesmo de volta sem problemas.
    Beeijos

    ResponderExcluir
  6. Estão linkassímas!
    Obrigado por colocarem a gente aqui também! *--*
    Beijos!

    ResponderExcluir

Instagram