Maryah C.: Bem-resolvida

16:51:00



Entre sapatos, corpos e viagens, a característica mais gritante de Maryah C. sempre foi esta: ser bem-resolvida. Mesmo involuntariamente.
E o que faz de uma pessoa merecedora desse título, é o que ela decide fazer diante das experiências, pessoas, e de sua tão complicada vida.
Temos problemas, contas, dramas e às vezes, pessoas para “enfrentar” todos os dias. É mais fácil chorar e dar uma de uma de louca, do que tomar uma atitude. Sempre.
Lembrando que choro não paga conta, dar uma de louca só vai te atrasar a vida, enquanto viver bem só depende da gente,
Não e fácil. Nem nunca foi. Pra sua mãe, pro seu vizinho ou pra Paris Hilton.
À todas situações que você se submete, vai haver alguém pra julgar, outro na mesma que você, o que vai torcer pra não dar certo; e às vezes, resta um pra ajudar. Com muita sorte, este último não será seu espelho.
E vem o momento de olhar pra si, reconhecer onde errou e porquê, e tentar não seguir o mesmo caminho.
Chega a hora de trabalhar e assumir responsabilidades e compromissos com você e para com outros.
Agora você deve obedecer a horários, ao chefe e à filosofia da empresa. E não mais aos seus pais, com os quais você não podia, mas deixava escapar gritos, sussurros, sem ser penalizado por isso. E mesmo se fosse, você podia chorar.
Agora, chorar diante pessoas que você mal conhece e nada tem a ver com a sua vida é sinal de fraqueza, ser bonzinho é bancar o idiota, e ser simpático é ceder espaço e intimidade para a inconveniência.
Agora é com você.
Cair na real é pra já.
Lamentar, viver de passado, criar expectativas demais. É a gente que se engana, nunca o contrário.
E outra: uma hora a gente tem que crescer.



You Might Also Like

1 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe