Gita Habiba: Mulher Exú e Mulher Ebó


“Ai se inveja matasse...”


Era uma vez... peraí... antes fosse só uma vez, mas o que vou contar, acontece quase sempre com todas as monas elegantemente belas e inteligentes que andam por aí. Enfim, em um dia muito cruel, a mulher Exú descobriu seu verdadeiro Eu porque o ex-marido resolveu parar de dizer a ela todos os seus defeitos e deixar que o próprio espelho falasse, tão indiretamente quanto ele, ao vê-la desprovida de beleza. A dita cuja resolveu aceitar a separação, mas não a feiúra e desde então tem como companheiro o despeito e como companheira partidária a mulher Ebó...


Que por sua vez, também em dias cruéis viu o desabrochar da sua verdadeira essência quando todos em sua volta aos poucos desapareciam... Sozinha e pessimista como sempre, perdeu namorado, amigos e amigas, mas ganhou duas parceiras inseparáveis: a inveja e a mulher Exú!


Assim estava formada a liga mais patética e sem propósito do mundo feminino. A liga da Mulher Exú e Mulher Ebó, ou liga das Desajustadas, como bem diz as monas por aí. E o que vou contar é o episódio mais brega e real que nós mulheres bem resolvidas estamos suscetíveis a passar na vida...


Em um dia de azar, Mona teve a vida exposta por conta de um final de relacionamento, nada saudável aos seus princípios e então a saga da inveja, revelaria seu lado mais cruel – aquele de que a culpa é só sua – porque mulheres indesejáveis acham e dizem que por culpa do que você é, perdeu o que tinha.


Logo a Mulher Exagerada sempre diz:


“Se você fosse menos vaidosa, e gastasse menos tempo com a aparência, não teria perdido o homem da sua vida...”

Aquela outra, a Mulher Emoção emenda:


“Eu já acho que a culpa é a falta de carinho, de atenção... Quem manda perder mais tempo com a sua vida egoísta do que com ele quando chega do seu futebol ou sua saída da cervejinha?”

Então pra piorar, chega a Mulher Exu, dizendo:


“Olha queridinha, infelizmente beleza não é o suficiente, e se fosse tudo, você perderia lugar no coraçãozinho dele do mesmo jeito, porque de fato (e na minha sincera opinião), você não é tudo isso que imagina.”



E lascando de vez, a Mulher Ebó para sacramentar o inferno astral:


“Gente... acorda... Acorda você também amada. Aliás, ex-amada... Se esse homem reconhecesse o verdadeiro valor que você merece, veja bem, poderia estar pior do que já está! Talvez no lugar de te dar o pé da bunda, ignoraria completamente a sua burrice e simplesmente esfregaria a outra na sua cara!”


Então você que é Mona, tem que ser mais esperta e reconhecer o verdadeiro lugar de um canalha e principalmente o devido lugar de cada uma dessas mulheres e não esquecer de responder (de salto) à altura:


“Ai se inveja matasse... cada um morreria com o próprio veneno!”

3 comentários:

Instagram