Bruna B. pt 5 - O Final.


E quando finalmente nossos lábios se separaram eu me senti entorpecida demais, só consegui olhar dentro de seus olhos e sentir que ele também estava entorpecido. Era como se ambos tivéssemos a certeza de que estávamos indo longe demais e talvez fosse a hora de parar.
O show da sua banda predileta começou, ele foi conferir de perto e fiquei observando tudo aquilo, lembrando tudo que tinha acontecido. Em algum momento tínhamos nos envolvido demais, mais do que deveríamos, demais para tirar todo o gosto bom que aquilo tinha. Um lado meu queria te dizer adeus e nunca mais voltar a te ver. Outro lado desejava voltar no tempo pra viver tudo de novo. Mas no fundo eu sabia, aquele era o fim.
Aquele garoto ia e vinha, parecia querer olhar cada movimento meu pra guardar em pra ele. E eu te o observava de longe, gravava suas frases e escondia seus olhares dentro de mim. Estava claro, a gente tinha uma ligação forte e ambos sabiam o que estava acontecendo. Nem o vi . Sai da festa e me perdi na multidão, não o procurei, apenas fui embora e Caio fez o mesmo. Não precisou palavra alguma, não precisou despedida - era o fim.
Depois daquele dia ainda conversamos, mas havia sentimento e a gente não queria isso agora. Nem eu e nem Caio. Não tinha porque continuar. Talvez ninguém entenda nossa decisão, talvez nem a gente entenda. Mas talvez nossos caminhos tenham se cruzado apenas por isso, para voltar a sentir. Em algum momento a gente ia se encontrar e a gente conseguiu aproveitar bem.
Não me arrependo de nada, e não trocaria nenhuma das noites ao seu lado por nada. Só eu sei o quanto ele me fez bem, e o quanto essa loucura de relacionamento me abriu os olhos e me fez crescer. Ele foi mesmo aquele homem que me fez mulher, me fez descobrir quem eu sou, e por isso faz parte de mim.
Seguimos nossos caminhos, e de vez em quando nos esbarramos por ai, e ainda temos nosso barulho, ainda temos nosso sentimento, mas aprendemos a caminhar separados e a guardar todas as lembranças dentro de nós, e nos permitimos viver.
Os beijos mais íntimos, as conversas mais loucas, os olhares mais provocantes, os silêncios mais gostosos e os barulhos mais envolventes. Foi bom te-lo aqui, e observar-lo partir foi a certeza de que vivemos o nosso melhor e não teremos mas recordações, apenas poderemos sorrir após cada lembrança, foi como uma musica, aproveitamos cada nota, mas depois de algum tempo acabou.
Mas que fique aqui registrado: foi a melhor música de todas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram