Bem me quer,mal me quer.




Muitas vezes me culpo por ainda estar sozinha. Acredito não ser uma pessoa fácil de lidar em relação a sentimentos. Posso ser um tanto quanto comunicativa, divertida e até mesmo dinâmica, mas está pra nascer quem realmente terá a paciência para me desvendar.
Não que eu seja o mistério em forma de carne humana, mas tudo que faz sentido e o que responde qualquer comportamento meu, nem todos sentem a vontade de compreender ou até mesmo saber. Não me julgo uma revoltada sentimental - muito pelo contrário. Acredito ser a mais pacata e divertida cidadã da Cidade do Amor. O que me falta mesmo é a paciência de tentar mais uma vez.
Tudo que implica em egoísmo de outrem, usando o sentimento como escudo, eu não tolero. Aquela coisa de querer manipular a vida do outro, ou alguém me sufocando full time, ligando sem assunto pra por em pauta, querendo seguir meus passos, tirando todos os meus minutos de privacidade... tudo isso me faz sentir a extrema vontade de permanecer sozinha.
Percebo que são poucos que possuem a maturidade para amar. Muitas vezes a falta de confiança e a insegurança são os principais inimigos pelos relacionamentos darem errado na maioria dos casos. Em outros casos, a segunda pessoa quer obrigar a primeira a sentir o mesmo que ela, e por despreparo a primeira empurra toda essa situação com a barriga.
Acho muito mais cômodo falar sobre isso do que viver, isso é fato. Fico em uma posição estratégica, assistindo de camarote e anotando no caderninho coisas que eu prometo não fazer igual para um próximo relacionamento, quando alguém conseguir combater essa minha preguiça.
E o que vejo são coisas fantásticas do show da vida. Muitas já citei por aqui: gente que jura morrer de amor, cortam os pulsos, tomam remédios, se jogam na frente do carro do cara, e depois que acordam da 'dormida na pia' se sentem tão envergonhadas pelo show gratuito que cometeram que sentem vontade de sumir do mapa! Outra é a dedicação total. Se envolvem de uma forma que esquecem de amar a si mesmas... ai se esquecem que a melhor arma pra conquistar alguém é o amor próprio.
Confesso que não desisti 100% disso tudo. Tanto é que o amor ainda é um dos principais instrumentos de inspiração que me cerca. Mas, só não me imagino 'casando' com um cara bacana que acabei de conhecer, como acontece com várias mulheres do "planeta Terra de pessoas normais". Acho que já fiz demais para surpreender as pessoas, e hoje a Tuka espera ser surpreendida. Mas não de forma boçal.
Aí é que está! O X da questão é que me permiti esperar as coisas acontecerem. Já fui chamada de fria, sem sentimentos, e de tudo que é nome... mas o drama me afasta. E como me afasta! Porque tudo precisa ser dramatizado, ao invés de solucionado ou, quando não tem jeito mesmo, ser esquecido. O que pode parecer complicação imposta por mim em me entender, na verdade é a complicação na cabeça do outro para me enxergar às claras.


3 comentários:

  1. gosteei daqui. os post's são compridos mas bem bons *-* to seguindo!
    o que é 'favoritamos'?? O.o [/desenformada

    ResponderExcluir
  2. quem será a imbecil que toma remédios e corta os pulsos? Pelo menos que tenha cortado na transversal, pq é a forma correta.
    Q panaca!

    ResponderExcluir

Instagram