#aptocinquentatonsdecinza: Upgrade do home-office


Quase um ano depois da mudança, eis que consigo finalmente "terminar" o tão sonhado home-office. Digo terminar entre aspas porque eu tô tentando enfiar na minha cabeça que terminei, porém meu coração (sempre) diz que ainda falta algo.
A ideia de transformar o terceiro quarto da casa em um cantinho de leitura existia desde sempre, mas essa vontade sempre conflitava com a minha insatisfação com o meu home-office: eu achava a mesa que eu trabalhava imensa, servindo só para ocupar muito espaço no cômodo, e consequentemente, tudo ia parar em cima dela. O fato dela estar no closet também me incomodava bastante, justamente porque TUDO ia parar em cima dela (principalmente coisas que nem minhas eram). Aí o lugar que era para servir justamente como estação de trabalho não era usado para os devidos fins, e lá estava aquela mesa gigante servindo para nada.
Mas Sheila, porque você não colocou desde o começo a sua mesa de trabalho no terceiro quarto? Simples: porque ela era tão grande que não cabia! E qual era a solução para tudo isso? Arranjar uma mesa menor.


E foi isso que eu fiz! Mas antes de qualquer coisa, eu precisava pensar em algo que combinasse perfeitamente com a primeira ideia: o fatídico quartinho da leitura. Se você viu o post o qual mencionei este desejo, já sabe que a ideia era não só ter um espaço para relaxar, ler um livro e escutar uma música, mas também queria que servisse como um quarto de hóspedes quando alguém resolvesse posar aqui pelas nossas bandas. E com a ajuda da gloriosa Catiane (um ser humano que eu posso com precisão chamar de ANJO) consegui adicionar dois pallets lindamente iguais debaixo do colchãozinho de solteiro que eu já tinha por aqui. Depois foi só escolher um lençol bem bonito (este que vocês estão vendo é um que encontrei na promoção da Tok Stok) e adicionar almofadas coloridas para dar uma alegrada no ambiente, e também mais aconchegante.



A luminária da Tok Stok ficava do lado da nossa cama lá no outro apartamento, mas caiu como uma luva no cantinho da leitura, pois serviu de arandela, pendurada na parede. A persiana também é herança do antigo quarto. Já as almofadas foram "colecionadas" ao longo dos anos - me lembro que na época paguei bem baratinho por todas elas, tanto na Riachuelo como na Etna.


Mas voltando a mesa, eu queria algo bem simples, e principalmente, que não carregasse tanto a decoração do cantinho, já que o quarto é pequeno e eu tinha na cabeça que quanto menos volume eu adicionasse, mais espaçoso ele seria. A solução foi incluir esta escrivaninha, que também combinou perfeitamente com a minha cadeira de diretor, ambas da Tok Stok. Aí foi só dar uns toques pessoais por ali e voilá!



Como eu tenho pouquíssimas coisas para armazenar (algumas pastas de contas da casa, documentos e uma impressora), fiquei com o gaveteiro da antiga mesa e o deixei quietinho lá no closet, sem ocupar muito espaço. 


E para dar aquele grand finale na decoração, pensei em fazer um pouco diferente em relação aos quadros. Porque não deixá-los no chão? Para harmonizar com o gigantão Elvis, o pôster do Pequena Miss Sunshine, do Na Casa da Joana, foi incluído por ali (agora preciso de um poderoso substituto para colocar em seu lugar no quarto), e também uma plantinha. A estante fazia parte da decoração da sala no antigo apartamento, e agora é onde deixamos alguns de nossos livros, discos e filmes. 




Sendo muito franca, esta é a parte do quarto que ainda quero mexer e muito. Me incomoda o fato de ter muita miudeza por ali espalhada, e eu tô numa fase que menos é mais e ponto final. Provavelmente eu ainda incluirei algumas prateleiras não só no home-office, mas também em outros cômodos da casa, para distribuir esses apetrechos.


Outra ideia que ainda quero colocar em prática é pintar a parede onde a mesa está encostada. Mas quero uma solução que não escureça o quarto (nunca senti tanto o resultado positivo da amplitude que uma luz natural valorizada traz ao ambiente!). E para isso, pensei em uma pintura estilizada, como as das imagens abaixo:



Vocês não imaginam a imensidão de ideias que já criamos para este quarto: encher uma das paredes de quadros (temos vários posters que precisam de moldura ainda, e que iriam ficar muito legais no cantinho), incluir uma mesinha com vitrola, colocar uma prateleira ou gride em frente a mesa... Difícil mesmo é manter um foco! Provavelmente daqui alguns meses eu volto com outro post sobre outro upgrade deste cômodo, rs!

E aí? Curtiu? Você pode acompanhar algumas evoluções do apê lá no Instagram do blog, o @phdemseilaoque, e também pela hashtag #aptocinquentatonsdecinza.

Um comentário:

  1. Oi Sheila!
    Nossa, super amei seu post, super bem escrito e mostrou bem o passo a passo da arrumação do seu quarto de leitura / quarto de hóspede.
    Eu amei demais a cama no estrado de madeira (não sei o nome kkk) e a combinação da mesa com a cadeira de diretor (meu sonho de consumo, inclusive, essa cadeira! <3).
    Acho que uma parede decorada vai super dar um up no espaço e às vezes nem precisa ser pintada, às vezes pode ser adesivos que dão esse efeito super legal das fotos que você mostrou! <3
    Amei as inspirações, sonho em ter um quarto de leitura! <3
    xoxo

    ResponderExcluir

Instagram