Juliana Trinci: Vamos fugir... das redes sociais

08:00:00

As redes sociais há muito tempo deixaram de ser aquele campo florido e dos sonhos que todo mundo gosta de ver. Depois de terem sido bombardeadas por life styles duvidosos, como nada é tão ruim que não possa piorar, chegou a vez bacharéis da Internet.
Fale sobre qualquer coisa, mas qualquer coisa mesmo, que vai ter alguém defendendo sua tese como quem defende uma obra de doutorado. Mas tem uma diferença: Enquanto um cara que tem doutorado estuda muito para poder ter seus argumentos, os bacharéis da Internet tem suas opiniões formadas através de títulos de matérias duvidosas.
Isso mesmo, eles se baseiam apenas no TÍTULO. Faça um título bem tendencioso e polêmico e pronto. Depois você pode colocar uma receita de miojo na matéria que ninguém vai notar.
As discussões de redes sociais nunca chegam a lugar nenhum e se resumem naquelas briguinhas que tínhamos na pré escola: Você não concorda comigo, é bobo feio e chato.
Nenhum dos lados vai assumir a falta de embasamento, pois isso significaria procurar apreender mais, e bacharel de Internet nunca tem nada a aprender, pois sabe de tudo. Tem até quem defenda coisas horríveis, preconceitos, disseminação de ódio, dizendo que trata-se apenas de opinião. Um coisa triste de se ver. 
Mas acredito que isso é apenas uma onda que irá passar. Enquanto não passa e você não tem mais saco para tanto blá blá blá e mimimi que tal usar seu precioso tempo para fazer outras coisas?

Faça o bem:

Tem gente que morre de vontade de ajudar os outros, mas acha que isso só seria possível se fosse milionário. Alto lá. É uma utopia achar que vai salvar o mundo, mas algumas pequenas ações fazem grande diferença na vida das pessoas.

Procure saber: Orfanatos, asilos, hospitais e abrigos de animais às vezes procuram pessoas que possam doar parte do seu tempo e sua atenção. Escutar histórias de um idoso, brincar com uma criança, ler para um doente ou passear com um cachorrinho, demandam o mesmo tempo que você gasta no bate boca improdutivo das redes, com a diferença que te deixarão bem mais satisfeito depois.

Aprenda algo novo:

Existem um mundo além das abas de redes sociais na sua internet viu? Milhares de tutoriais que te ensinam coisas legais. Tem tutorial de comida, de maquiagem, de 'faça você mesmo'. Mesmo que o resultado nunca saia igual ao do tutorial (quem nunca? ), vale ai a experiência.

Se informe:

Procure saber de algo, mas a fundo. Leia, escute e assista os veículos mais variados de determinados assuntos. A tal da “imparcialidade” no jornalismo, é algo que nos é desmitificado logo nos primeiros anos de faculdade. Então, nunca aceite as informações que vem de maneira fácil e que todos concordam. Questione, averigue e tenha base de tudo que já aprendeu em sua vivência até hoje para montar sua opinião.

Concentre-se

Busque fazer algo que demande muito sua atenção. Pode ser arrumar o guarda roupa, arrumar suas maquiagens, colocar a estante de livros em ordem. Desligue o celular neste momento, e só volte a ligar novamente quando sua tarefa estiver encerrada.


Leia

Leia um livro, um gibi, um blog. Não importa. Leia. Ler aumenta seu conhecimento, te leva outros mundos além de aumentar seu vocabulário.

Ame

Enquanto nas redes sociais, todo mundo odeia todo mundo, use seu tempo para amar quem está próximo de você. Seu namorado, seus amigos, sua família, seu pet. Libere o amor.

Não estou dizendo que o Facebook e outras redes sociais são o mal da sociedade e deveriam ser abolidos. Jamais. Eu acredito que sim, as redes sociais deixaram as pessoas mais próximas e com mais poder de voz. Mas também existem coisas mais legais para passar o tempo do que ficar tentando provar ideias para os outros que no fundo, no fundo, você ainda não provou nem para si mesmo.

You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe