Mischa Barros: #testdrive - Elf Studio Acne Fighting Foundation

09:40:00

Olá pessoas!
Hoje vim trazer um testdrive que eu estava ansiosa pra fazer. Primeiramente porque estou (continuo a precisar) precisando de bases novas, segundamente porque qualquer produto com proposta de combater a acne chama minha atenção. Então imagina a minha euforia quando eu descobri uma base dentro desse padrão and com um preço acessível o.O Pirei. Assim que coloquei as patinhas nela, trouxe pra mostrar pra vocês.

Se fosse da cor da tirinha que, de fato, sinaliza o nome da cor, seria lindo!

O que o produto promete (tradução livre):
Produto leve, funciona para disfarçar vermelhidão, manchas e uniformizar o tom de pele. Fórmula composta pelos principais para combater  a acne como Ácido Salicílico, Hamamélis, Cânfora, Óleo de Malaleuca e Aloe Vera, prevenindo e tratando a acne e cicatrizes. 
Bom, o que eu posso dizer sobre isso? O leve cheiro de Gelol leva a crer na composição do produto rs. Brincadeiras à parte, o cheiro de cânfora é notável - de leve, mas passa em cerca de 2 minutos. Em relação às propriedades desses ingredientes, seria necessário usar todos os dias para obter eficácia. Mas só a ideia de não causar acne, não congestionar os poros, já acalma o coração. Porém vou começar com um contra: assim que fiz o teste de cor no braço, percebi que seria muito rosa pra mim e pensei "droga!". A cor escolhida foi Porcelain. Talvez a cor mais clara, Ivory, tenha um fundo mais amarelado e eu possa misturar as duas. A textura é bem consistente.

Em algumas luzes o tom rosado ressalta, em outras até passa batido, mas a cor acabou se traduzindo meio acinzentada/meio rosada na minha pele, e não tããão rosada como eu imaginava.
Não escolhi o melhor momento da minha pele pra testar essa base, pois estou com alguns pontos ressecados e descascando por conta de tratamentos dermatológicos, o que não favorece muito uma fórmula pra pele oleosa. Então claro que acentuou esses pontos, mas eu já sabia disso. Proporciona média a alta cobertura, então usei o Beauty Blender para uma cobertura menos opaca.
Realmente é leve na pele, não fica aquela sensação de algo pesando. O acabamento não é um matte completo, mas definitivamente não é algo tipo " nem dá pra ver que você tá de base, amiga." Algo entre maquiagem com acabamento acetinado. A base não acentuou meus poros, de maneira alguma. Isso é uma grande vitória. Secou sem ficar com aquela sensação de que tá grudando tudo, então a aplicação do contorno, blush e iluminador foi tranquila, os produtos deslizaram lindamente.
A evolução e o queixo rebocado.
Usei um pouco de base em pó, pra deixar o tom mais próximo do meu tom de pele, e finalizei com Fix+ da Mac, um spray que confere um pouco mais de hidratação - por conta dos meus pontos ressecados. Talvez por isso a base tenha começado a se separar na área do queixo em cerca de 3 (três) horas. Ou porque fico apoiando a mão no rosto e não percebo, hãn? Mas minha pele é super oleosa e quase todas as bases fazem isso depois de algum tempo de uso. AH! Não transfere quase nada! Meu blush e iluminador ficaram no lugar o tempo inteiro. O problema foi o queixo mesmo.
Devo ressaltar que construir camadas, como a base em pó, deixou aquela aparência tipo reboco, então, ir devagar na hora de selar o produto, SE houver necessidade. Uma névoa de pó solto deve ser o suficiente.

No geral, meus critérios para base: cobertura, acabamento, sensação na pele, longevidade e não-transferência. Esses foram cumpridos. Não recomendo para peles secas, porque ela se concentra nas áreas mais ressacadas e/ou partes que estejam descascando. Aí fica com cara de glacê de bolo mesmo, miga.
Deixou a desejar na cor, e por não aceitar bem a a camada de base em pó, rolou um look meio reboco (talvez porque não precisava, né. Dã). Mas nada disso teria acontecido se a cor combinasse 100%. #chateada

Paguei menos de 50 Dilmas em 36 ml. Ótimo custo X benefício.
4 estrelinhas do PhD pra essa belezura e, com certeza, vai receber bastante amor <3

You Might Also Like

2 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe