#phdviaja: Hollywood Studios

Eu preciso contar uma coisa pra vocês: esse post tem foto pra caramba. Mas eu fiz uma força absurda pra não colocar meu álbum inteiro aqui que vocês não fazem ideia. Isso tudo porque na minha humilde opinião, o Hollywood Studios é o parque mais divertido da Disney no quesito brinquedos mais radicais, e o número de personagens espalhados pelo parque é muito maior do que de qualquer outro.



Eu tive uma sorte gigantesca de ir na última semana do chapéu do Mickey "Fantasia" montado em frente ao Teatro Chinês. E foi de dar dó acompanhar o 'falecimento' dessa coisa linda pela internet, viu? Aparentemente ele foi montado apenas para ficar um período, aí ele fez tanto sucesso, virou ícone, que eles decidiram extender mais um pouco a sua estadia no parque. Mas a entrada no Teatro Chinês (que por sinal é linda) ficava tão escondida atrás do chapéu, que infelizmente ele teve que nos dar adeus mesmo. Algumas pessoas especularam que ele seria montado em outra área do parque, mas ninguém confirmou isso.
E por falar em Teatro Chinês:

Foi por lá que encontramos o museu do cinema da forma mais maravilhosa do mundo de se visitar. Pra você ter uma ideia, enquanto se está na fila, é possível ver diversos figurinos reais utilizados em grandes clássicos de Hollywood, como a vestimenta da Rose enquanto o Titanic afundava, do Poderoso Chefão e de mais um monte de personagens inesquecíveis. Já na atração você faz uma viagem no tempo pelo cinema, vendo por um passeio de barco aqueles bonecos incríveis que o Walt Disney projetou e que parecem reais (confira um pouquinho disso no vídeo no final do post).


Em todo o parque há diversas estruturas que dão a impressão de amplitude, quando na verdade, a área do Hollywood Studios é a menor do complexo Disney. Aliás, ele foi o terceiro parque a ser construído, e foi inaugurado em maio de 1989. Toda a temática dele é voltada para o cinema, e deve ser por isso que muitos e muitos personagens de clássicos da Disney desfilam por lá. 


 Área do Muppets Babies. Passei por lá bem rapidinho, não deu tempo de entrar
 Querida, encolhi as crianças!


 Star Tour, o simulador do Star Wars. O boy se realizou na motoca dos Stormtroopers.
Vocês se lembram do ScyFy Theater que comentei neste post aqui? Então...ele fica no Hollywood Studios

Uma coisa que senti muito foi o tempo correr neste dia. Como o parque fechava as 20h, não deu tempo de ver nem metade das atrações! Por lá há muitos espetáculos longos (Indiana Jones, Frozen, Fantasmic, etc) e fica difícil você aproveitar tudo e ainda assistir aos shows em tempo record em alta temporada, por isso que acabamos optando só pelos brinquedos mesmo. Portanto, a minha sugestão é: se tiver oportunidade, repita o Hollywood Studios antes de voltar pra casa! Apesar de pequeno, há muita coisa pra ver em pouco tempo.






Outra coisa que eu vacilei muito nesta viagem foi não ter se informado sobre o Character Palooza, que rola em horários alternativos. Quando vi o Max (filho do Pateta) rodeando por lá na hora que o parque ia fechar que me dei conta que isso existia. Pra quem não sabe, o Character Palooza é um momento em que diversos personagens não tão famosos se espalham pelo Hollywood Studios pra você tirar uma fotinho com eles. Eles saem de um portão ao lado do Hollywood Tower e é possível saber em que momento isso acontecerá no aplicativo da Disney.
Logo, tive que me contentar com os personagens que encontrei ao longo do dia - que não foram poucos. O boy já estava quase perdendo a paciência.



Falando em Hollywood Tower, achei que eu ia morrer nesse brinquedo. Mas no final das contas ele foi maravilhoso! Olha a minha cara de paçoca aflita na foto acima! E a moça da minha frente fazendo a WHATDAFUCKISGOINGON dando uma chave de braço na criança? Amei essa foto!
Ah! Quando você sai dos brinquedos e bate seu cartãozinho do photopass no totem disponível na saída, a foto automaticamente é salva em sua conta, e ao voltar pra casa, é possível comprar todas essas fotos pelo site da Disney. Aliás, as fotos com os personagens também são tiradas por fotógrafos profissionais, mas eles são tão fofos que também tiram foto pra você pelo seu celular.


Outra atração que me deixou toda mole foi a montanha russa do Aerosmith. Da primeira vez eu já tremia logo na fila - até o funcionário do parque falou pra mim "take it easy, my friend"-. E essa minha cara de bosta (e meu boy mega curtindo) foi só da segunda vez que eu fui (pra vocês verem como eu curti a adrenalina). Pra vocês entenderem meu drama, a montanha russa vai de 0 a 100 quilômetros por hora em um segundo, tudo acontece no escuro (adorooooo) enquanto várias músicas do Aerosmith ficam tocando na sua orelha). Só de lembrar me dá saudade!

E pra fechar com chave de ouro, vimos o Fantasmic, que é um show de águas com vários personagens da Disney, e claro, o principal é o lindo do Mickey. Filmei alguns momentinhos especiais pra vocês assistirem no vídeo ao final do post. A dica para o Fantasmic é: chegue uma hora antes pra pegar um bom lugar. A atração é mega concorrida e se você não conseguir o Fast Pass pra ele, impossível entrar se deixar pra última hora. É tudo muito lindo, mágico, e ir embora sem assistir este show é muito vacilo.

Dicas batutas do Hollywood Studios:

  • Como por lá há muitos personagens, muitas atrações, muitos brinquedos, muitos tudo... chegue assim que o parque abrir e fique até o parque fechar;
  • Se for possível, faça este parque em dois dias. Principalmente se você for fã de cinema e tudo que englobe os filmes da Disney;
  • O Fast Pass aqui é de suma importância. Se você conseguir programar as atrações mais concorridas (Fantasmic, Rock'n Roller Coaster e Hollywood Tower), certamente conseguirá aproveitar mais o dia, os shows e as outras atrações sem correria;
  • Alguns restaurantes do Hollywood Studios te dão acesso à uma área privilegiada para assistir o Fantasmic. Vale a pena se informar e fazer uma reserva pro seu almoço e ganhar de brinde essa oportunidade.


Dicas batutas dos parques no geral:
  • Dedique um dia para cada parque. Não perca nada pra emendar compras em seguida ou outro parque com pressa, porque você está pagando caro por uma viagem rica em detalhes e encantos;
  • Apesar de você estar em um país de primeiro mundo, todo cuidado ainda é pouco. Se atente aos seus pertences e ande com o seu dinheiro em uma doleira presa à cintura; 
  • Separe seu dinheiro de alimentação do dinheiro que você poderá gastar aleatoriamente, pois esses parques são terríveis e a tentação é de lascar. Você volta querendo transformar a sua casa na casa do Mickey e se você não tomar cuidado, vai passar fome porque despirocou geral nas lojinhas;
  • Alguns parques (não sei se tão todos, tá?) possuem armários, mas mesmo assim, leve somente o essencial na sua mochila. No decorrer do dia, por mais que nela tenha somente uma capa de chuva e uma garrafa de água, parecerá que ela tem 50 quilos devido o cansaço.
  • Roupas e calçados confortáveis SEMPRE. Se possível, deixe seu salto alto ou aquele sapato que aperta seu mindinho no Brasil, porque lá ninguém anda arrumado mesmo. Seu corpo agradecerá no final do dia por ter se preocupado com isso;
  • Nunca, mas nunca mesmo deixe de pegar os mapas dos parques logo na entrada. Se o problema for o idioma, não se preocupe porque também tem a versão em Português. Você perderá muita coisa se deixar de fazer isso;
  • Se você gosta de colecionar recordações, corra atrás do Pressed Coin, uma máquina que amassa moedinhas de 1 cent e a transforma em moedinhas personalizadas. Além de ser divertido encontrar as máquinas em todos os parques, as moedinhas costumam ser uma mais linda que a outra. Só não comprei o livro para armazena-las porque preferi guardá-las em uma latinha;
  • Nos parques da Disney há um serviço chamado Fastpass, que te dá o direito de 'furar fila' de até 3 atrações. Este serviço é gratuito e é possível reservar as atrações que deseja com até 30 dias de antecedência (se já estiver com os ingressos em mãos) tanto pelo aplicativo do complexo como nos totens dos parques.
O vídeo abaixo mostra as pouquíssimas coisas que registrei neste dia... não foi muita coisa, então acho que eu tenho que voltar lá logo pra gravar um vlog, viu? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram