Sara Richena: Open House


Vocês já ouviram falar no Open House? Claro que existem vários tipos de festas assim, mas essa em questão é feita após o casamento. Não bastando o noivado, o chá de panela e o casamento, criaram uma comemoração a mais e a única coisa que posso dizer é: JÁ QUERO PRA MIM! Sério, achei a ideia genial e já estou tão empolgada tanto quanto com as outras preparações. Tem gente que vai pensar: "Mas outra coisa pra gastar, Sara?". Sim, amiguinha, outra coisa pra gastar, porém outra oportunidade para celebrar o amor. E outra, essa comemoração é muito mais intima que o casamento, pois os convidados devem ser apenas aquelas pessoas que nós sabemos que vão continuar a frequentar a nossa casa pro resto da vida, com ou sem festas. Não é igual o casamento que as vezes temos que convidar aquela tia chata sem querer. Tudo acontece quando o casal já voltou da lua de mel e a casa já está toda montada.

Convidando

O Open House, por ser uma festa mais íntima e ao mesmo tempo informal, não exige toda aquela pompa e elegância na hora do convite. Um e-mail, um recadinho na rede social, um Whatsapp ou um telefonema já resolvem o seu problema.



Os "comes" e os "bebes"


Isso vai do gosto de casa um e de você saber o que os seus convidados gostam de comer e beber. Pode ser um almoço ou um jantar, pode ser apenas salgadinhos simples ou uns quitutes mais elaborados. A bebida pode ir de cerveja até o vinho mais caro... a escolha tem que ser agradável a todos. Uma dica super bacanuda é a de usar as coisas que foram ganhadas no casamento: os talheres, os copos, os pratos e o que mais puder ser usado. As pessoas gostam de ver os seus presentes serem usados e nós não estamos mais no tempo da vovó em que se guardava os aparelhos de jantar pra usar daqui 50 anos todos amarelados. Use tudo e seja feliz.

Decorando

A decoração deve ser feita da maneira em que as pessoas no Open House (Casa Aberta, caso não saiba, rs) se sintam aconchegantes e a vontade. Se fizer uma coisa muito sofisticada e cheia de detalhes pode acabar deixando a festa mais intimidadora. Vale colocar a personalidade do casal na decoração, isso nunca vai dar errado. Flores, luzes, potinhos coloridos, quadrinhos, são coisas que deixam o ar sempre mais feliz. Se a sua casa já tiver alguns desses itens será mais fácil ainda, você só investe nas flores e tudo ficará mais bonito. Deixe espaços livres para os copos e pratinhos serem apoiados, caso não tenha muito onde acomodar os convidados. Também é uma boa espalhar almofadas e pufes. Lembre-se de retirar aqueles objetos que você jamais gostaria de ver estraçalhados no chão, porque pode sempre acontecer do amigo mais alegre esbarrar. sabe como é, né?



Dançando, dançando, dançando, dan-dan-dan-dançando


Como boa parte de tudo o que falei, a música deve ser escolhida conforme o gosto do casal e dos convidados. Se todos que estão ali são seus amigos do coração, não vai ser nada difícil escolher a trilha sonora. Separe tudo antes dos convidados chegarem, e claro, reserve sempre um espacinho para a dança, depois de algumas horas e bebidas a animação toma conta. E deixe claro que: O sofá é novo e não deve ser pisoteado. Do resto ocorrerá tudo bem.

Comida gostosa, bebida gelada, música boa e amigos do peito fazem parte da combinação perfeita para momentos felizes. Se joga no Open, amô! Beijos.

fonte: casareumbarato.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram