Os primeiros passos para a viagem dos seus sonhos


Difícil encontrar alguém nesse mundo que não gosta de viajar, não é mesmo? Conhecer novos lugares, novas culturas e pessoas com certeza é uma das coisas mais deliciosas da vida. Mas antes de sair por aí desbravando o mundo com uma mochila nas costas, é necessário tomar algumas providencias chatinhas, mas fundamentais. 
Esse pequeno manual é destinado para quem quer sair do país, e também para aquelas pessoas que me perguntaram como fiz para tirar meu passaporte e visto (Orlando, falta pouco para a gente se encontrar, meu amô!), então para facilitar minha vida na hora da resposta, mais fácil enviar este link e não correr o risco de se esquecer de nenhum detalhe, rs.



Antes de planejar qualquer viagem, é muito importante você ter os documentos necessários para embarcar em qualquer avião. Se sua trip é para algum país do Mercosul (ou mesmo para algum estado brasileiro), somente o seu RG será exigido no aeroporto, mas fique atento a idade do seu documento, pois se ele tiver mais que 10 anos, é hora de renovar, ou você perderá o seu voo. Este procedimento pode ser feito em qualquer Poupa Tempo e nem demora muito.
Quando fui para Buenos Aires, precisei renovar os panauês e agendei o procedimento neste site aqui. Fui em um dia de semana a tarde no Poupa Tempo e o atendimento foi super rápido. Optei por retirar o documento no local depois de alguns dias, mas você também pode pagar uma pequena taxa para recebê-lo em casa.
Se sua viagem exige passaporte, aí você terá que gastar um pouquinho mais, baby. Tirei o meu no final do ano passado e paguei em torno de R$150. Fiz uma solicitação por este site aqui, paguei o boleto, depois voltei no site e agendei minha ida ao posto da Polícia Federal. Neste último passo, você recebe uma lista de documentos necessários para levar no dia da sua visita ao posto (aqui também é fundamental ter o RG renovado, viu?). Escolhi o posto de atendimento do Shopping Internacional, em Guarulhos (que era o mais perto para mim) e o atendimento também foi rapidinho. Lá você tira foto, mete os dedos pra registrar suas impressões digitais, assina uma papelada, e entre uma ou duas semanas, volta lá para retirar o seu passaporte. 



Agora, se o seu destino além do passaporte também exigir um visto para entrar no país, se prepara mais um pouquinho porque esta é a parte mais chata. No meu caso, tive que entrar no site específico para o visto americano (este link aqui), e munida de muita paciência, respondi um questionário quilométrico em inglês (depois vi que se você colocar o cursor do mouse em cima da pergunta, ela é automaticamente traduzida). Eu não me lembro de quantas perguntas respondi, só me lembro que foram muitas, muitas mesmo. Depois de uma hora e meia respondendo o questionário, seu boleto de 150 dólares será gerado e somente com ele pago você conseguirá agendar as suas visitas ao consulado e ao posto de atendimento, que será dividida em duas etapas: 
A primeira consiste em levar todos os documentos exigidos na hora do cadastro virtual + comprovante de pagamento e código do requerimento. Fui em uma unidade de atendimento próximo ao Shopping Morumbi e estava muito vazio. Uma maravilha. Aí você vai tirar uma foto (a parte mais terrível deste procedimento). NÃO PODE ESTAR DE CABELO PRESO, SÓ ATRÁS DA ORELHA, SEM ÓCULOS, SEM BRINCOS, SEM GOLA ALTA, SEM DECOTE, SEM SORRISOS, SEM SIMPATIA, SEM BRILHO NOS OLHOS, APENAS PARE E OLHE PARA A CÂMERA. Feito isso você volta pra casa e aguarda a segunda data com o seu passaporte cheio de etiquetas e códigos.
Apesar de ter hora marcada, esta segunda etapa costuma ser demorada porque uma leva de gente também terá o mesmo horário marcado que o seu, mas acredite, antes de ser assim costumava ser pior, porque todo mundo chegava a hora que queria e as filas eram gigantescas. Lá você passará por uma triagem absurda (fila pra deixar o passaporte - fila pra aguardar a revista - revista - fila para ser chamado até o guichê e responder as perguntinhas necessárias para receber o carimbo do amor) e este tempo é muito maior do que a própria entrevista em si. 
Eu e meu boy levamos diversos documentos que comprovavam nossa ligação com o Brasil, como extrato de banco (ou holerite da empresa que você trabalha), documento de carro, de casa (caso você tenha), comprovante de matrícula da escola/faculdade/cursinho/etc blablablá... No nosso caso, a entrevistadora nem olhou nada, mas isso vai muito de sorte também... nunca conte com isso. Já o rapaz da nossa frente na fila teve que mostrar tudo, até a alma pra moça. Enfim... depois de algumas semaninhas, fomos buscar o nosso passaporte carimbadinho e bonitinho. Caso você não possa ir, dá sim para alguém retirar para você, basta escrever uma cartinha a mão com seu número de documento e requerimento, permitindo a pessoa X, de RG tal e CPF tal retirar para você.
Caso você não more em São Paulo, é necessário averiguar em qual estado mais próximo do seu possui um consulado americano para realizar todo este procedimento, e consequentemente, o custo será maior devido a sua viagem até este local para realizar tudo isso aí que escrevi acima. Isso vale também para os consulados de outros países que você irá visitar que exigem visto.
Eu não sei como está agora, mas desde julho o consulado americano havia suspendido a emissão de vistos para qualquer outro país. Justificaram problema no sistema interno deles, mas acredito que seja por conta desses confrontos feat ebola. Portanto, averigue direitinho como anda esse babado antes de tomar qualquer providencia relacionada à sua viagem.
Ah, mesmo se a emissão de vistos já tenha sido normalizada, é muito importante tirá-lo antes de fechar a sua viagem. Deus me livre guarde algum pepino acontecer, você não perde dinheiro a toa, certo?
Espero ter esclarecido a sua dúvida com a minha experiência. Agora é só aguardar ansiosamente pela data da viagem e receber o seu primeiro de vários carimbos no passaporte! ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram