Soraia: Lar doce lar


Sair de casa não é uma decisão muito fácil. Seja para morar sozinho ou com alguém, este é um importante passo à independência. Mas, como o Ben Parker uma vez proferiu “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. E elas são muitas: aprender a lavar e passar roupa; cozinhar; limpar a casa; fazer compras...
Aparentemente são itens básicos, mas que requerem muita atenção. E é óbvio que só fui perceber o quão difícil era essa tarefa quando passei a morar com o meu marido. Depois de 32 anos morando com os meus pais, um ano e três meses morando com a sogra (na verdade, uma segunda mãe para mim) e seis meses de muita reforma (e gastos!), finalmente o apartamento está habitável. 
Durante esses 33 anos, não tive que me preocupar em cozinhar, lavar e passar por obrigação. Fazia o trivial, mas nada muito elaborado. Além de ter que me adaptar a todas as mudanças, aprender a fazer uma casa funcionar é algo que demanda tempo e paciência. Sem contar no aprendizado “tentativa e erro” por achar que as pessoas vão rir de mim pela inexperiência ou algo parecido. 
Sim, isso já aconteceu e é por isso que inicio esta semana uma série de textos sobre a incrível jornada de uma mulher recém-casada que nunca lavou roupas, não gosta de (e não sabe!) cozinhar, está aprendendo a fazer compras para o dia a dia e que nunca antes teve que quebrar a cabeça para resolver tarefas básicas do dia a dia doméstico. Assim, dividirei com vocês desde receitas que deram certo até dicas de como lavar sua roupa e secá-la na secadora sem que ela encolha. E, é claro, ficarei esperando ansiosa por dicas de vocês sobre como deixar a casa limpa e perfumada em dez minutos e receitas apetitosas que possam ser feitas em cinco minutos no micro-ondas (já anoto todas que as meninas publicam por aqui no PhD).
Brincadeiras à parte, porque fazer tudo isso em pouco tempo é impossível, convido a todos para uma aventura doméstica e saudável no decorrer das próximas semanas. Até lá.
-
Gostou? Então não deixe de compartilhar o link deste post em sua mídia social preferida, ou até mesmo deixar a sua opinião nos comentários. Assim podemos contar com você para fazer o blog crescer ou apenas pra compartilhar opiniões. Um beijo

6 comentários:

  1. Prof. Será ótimo pra vc!!! Mentira é terrível kkkkk

    Contrata uma diarista na quinta feira pra casa ficar arrumada pro final de semana e na segunda feira pra bagunça do final se semana.
    Há e ainda a segonha não passou por ai né? Vai ficar pior abraço e boa sorte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte do crescimento. :)
      E tenho que aproveitar que ainda não tenho filhos, certo?!

      Excluir
  2. Prof. Será ótimo pra vc!!! Mentira é terrível kkkkk

    Contrata uma diarista na quinta feira pra casa ficar arrumada pro final de semana e na segunda feira pra bagunça do final se semana.
    Há e ainda a segonha não passou por ai né? Vai ficar pior abraço e boa sorte

    ResponderExcluir
  3. Poxa, fiz um comentário enorme aqui via face ontem mas sumiu :(

    Vamos la:

    Adorei o tema Soraia, to passando por essa fase de recém casada também e só agora eu consigo me colocar no lugar da minha mãe, além de compreender mulheres que eu tanto julgava achando que se tornaram relaxadas com a aparência após o casamento... Só agora enxergo o quanto É DIFICILIMOOO conciliar: cozinha+casa+atenção ao maridão+unha+cabelo+trabalho+estudos+lazer+ academia+igreja (no meu caso)+ amigos+familia dele+ familia minha+contas+compras+gastos... é uma lista infinita e pra quem tem filho é tudo isso em dobro....

    Eu, com 5 meses de casada to apanhando, mas aplico na minha casinha tudo o que eu encontro de prático e que caiba na minha rotina...
    Pego conselho de todas as minhas tias, amigas, primas que ja são casadas e não fico quebrando a cabeça tentando ser a esposa boazuda... Sou mulher moderna, estudei muito e não abrirei mão de trabalhar e atingir meus objetivos, (nem pensar em morrer com a barriga na pia) darei o meu melhor mas sem fazer a louca! certo ...

    Do meu ponto de vista as vezes acho que estou sendo prática demais, mas meu marido sempre diz que eu sou uma mulher muito dedicada, e se ele diz, já está ótimo.

    Como boa dona de casa, aprendi que nem sempre o mais fácil é o mais simples, na cozinha aqui de casa a lei do "menos é mais" funciona bem...

    Quando chega visita surpresa aqui em casa, o que acontece bastante nos horário de jantar... sabe-se lá pq... Eu ja estou tão vacinada que ja tenho uma receita prática de tudo o que nao vai me impedir de colocar a conversa em dia, e nem me atrapalhar de cozinhar...
    Levo a visita pra cozinha comigo e faço uma sobremesa que SEMPRE dá certo e todo mundo ama e fica pronto enquanto o jantar é preparado... "Danoninho caseiro" http://www.tudogostoso.com.br/receita/19728-danoninho-caseiro.html

    E pro jantar sair rapidinho apelo para o hambúrguer a parmigiana, pq quem tem sempre que cozinhar correndo tem que ter hamburguer, queijo e molho de tomate na geladeira... E o melhor, fica pronto em 10 minutos! e tem cara de prato de restaurante... vc pode enfeitar com oregano ou folinhas de coento ou louro ... sei la, usa a imaginação kkk http://cozinhaadois.com.br/wp-content/uploads/2011/06/bife2web1.jpg

    ***Esse comentário ta maior que o post... Mas é isso, amei o tema**

    ResponderExcluir
  4. Ah, com certeza acompanhando, amo esse tipo de post, principalmente dicas de limpeza, que sou pessima nesse quesito. Trabalho, estudo, sou pós graduada e nao concordo que só as mulheres tem que fazer os serviços domesticos. Sou casada ha 4 anos e temos uma filha de 3. Meu esposo ainda nao ajuda nas tarefas dmesticas e tem dias que eu acho que é muita pressao em cima da mulher, ela tem que ser a perfeita em tudo, mas vamos levando e pedindo a colaboração dos boys ne?

    ResponderExcluir

Instagram