Iatan GM: O melhor do VMA 2013


Não importa muito o VMA ter acontecido no último domingo. Ainda parece que foi ontem, embora tudo na indústria musical pareça correr. A edição da premiação desse ano foi mais pop e poderosa do que nunca.
Já fazia muito tempo que o público se segurava de ansiedade, pois além da competição, as performances desse ano foram muito esperadas por uns e outros. Eu, caladinho na minha, apenas observei, e agora elegi o top das 5 melhores apresentações da noite da premiação.
Vamos que vamos!



5. Bruno Mars
Vamos combinar que o último trabalho do Bruno Mars trouxe muita música empolgante, e que o atual single Gorilla não é tão empolgante quanto seus antecessores (Locked Out Of Heaven, When I Was Your Men e Treasure). Mas o vozeirão do Bruno prendeu o público, e acho que isso basta.


4. Katy Perry
Os KatyCats estavam loucos, mas também vamos concordar que a própria Perry fez um marketing danado em cima dessa apresentação, que no fundo no fundo só acabou atrapalhando. Tanto os fãs quanto o público menos grudento da cantora criaram expectativas exorbitantes em cima da performance da Katy, que tinha tudo pra impulsionar ainda mais o desempenho do seu single Roar, quanto do seu novo CD, PRISM. Acabou que a apresentação da Katy foi boa, foi boa meeesmo. Mas gerou tanta expectativa que acabou por decepcionar. Todo mundo queria uma super produção, um vozeirão, uma coreografia de quebrar tudo. Mas não rolou, Katy não soube aproveitar bem a oportunidade que teve.


3. Miley Cyrus
Aqui o mundo parou. Sério, foi a coisa mais comentada desde a cerimônia no domingo. “- Como assim a Hannah Montana tá safadinha, gente?” Pois foi exatamente assim que a Miley apareceu: o palco cheio de ursinhos, twerkando como se não houvesse amanhã, e se esfregando no Robin Thicke – como se ela não tivesse um relacionamento seríssimo com o Liam-irmão-do-Thor-Heamsworth-Gale-Fiendzone-da-Katniss.
A ex-estrela da Disney já deixou claro em entrevistas que não está mais voltando seu trabalho pra nenhum tipo de público jovem ou infantil, mas sim pras pistas. E não dá pra negar que tá dando certo, pois We Can’t Stop é hit, e Wrecking Ball, segundo single do seu CD Bangerz, é uma música poderosa que promete dominar os tops das Billboards da vida.
A apresentação safadinha da moça contou com a participação do não-tão-novo e quase-Timberlake Robin Thicke. (Tirem as crianças da frente da tela antes de dar play.)


2. Lady Gaga
ARTPOP é a fase nova da mãe monstra mais coisada desse mundo, artista que ficou responsável pela abertura da premiação. E dona Lady Gaga não fez feio. Não teve sangue nem Jo Calderoni, dessa vez o que vimos foi Gaga apostando no básico, na arte e no pop. Aposta certeira.
A apresentação da cantora não mostrou nada mais do que suas fases, com direito a troca de figurino no palco e uma alusão direta a pintura de Sandro Botticelli, O Nascimento de Vênus.
Todo mundo esperava – e até queria - exagero, mas a novinha deu qualidade. Applause é o carro chefe de ARTPOP, e segundo a mídia, concorrente direto de Roar, da dona Katy Perry. Precisamos mesmo dizer quem levou a melhor nessa briga, no round VMA?


1. Justin Timberlake
O top dos tops dos tops dos tops não podia ser outra pessoa além do grande vencedor da noite: Justin. O Timberlake. O único, e o original.
Além de ganhador do Michael Jackson Video Vanguard Award, Justin apresentou seus maiores sucessos, alguns de seus singles recentes, e de quebra ainda ressuscitou o N’Sync (mesmo que por pouquíssimos segundos.)
15 maravilhosos minutos de Justin: o ápice do VMA2013!


2 comentários:

  1. Iatan, esse comentário ñ tem a ver com o post, mas p/ confirmar que recebi o livro que ganhei na promoção e estou adorando a leitura: muito obrigada!
    um beijo

    ResponderExcluir

Instagram