Gita: Ideias que vão Melhorar o Mundo [Identificação de Cores para Daltônicos]



Color Add - Ideia de Miguel Neiva para Codificar e Identificar necessidades Daltônicas.

A Revista Galileu e Superinteressante, vem publicando vários textos relacionados ao futuro tecnológico e de importância cada vez mais curiosa e precedente. Então a partir desta semana, vou postar periodicamente matérias relacionadas ao pensamento: Ideias que vão Melhorar o Mundo e que de acordo com o nosso próprio pensamento, é tudo imaginação...

Por isso o papo agora é coisa de cinema. Poderia até ser do gênero ficção científica, mas não é. Enquanto estamos no facebook compartilhando ideias e pensamentos repetitivos do que já deu muito certo ou errado, existe gente empenhada em ultrapassar as barreiras do futuro próximo, com ideias revolucionárias e malucas demais pra quem não repensa.

Pra começar, a primeira ideia escolhida por mim na verdade não é tão futurista mas é perfeitamente pontual. E não deixa de ser revolucionária, principalmente para quem é deficiente daltônico.

O daltonismo é uma doença congênita, que compromete a capacidade de percepção visual das cores. Enquanto um indivíduo saudável é capaz de enxergar 30.000 cores, um indivíduo daltônico enxerga entre 500 e 800 tonalidades, dependendo do tipo de daltonismo a qual está acometido. (E para entender melhor a doença,  Veja aqui no How Stuff Works.

A Color Add é a marca registrada, criada pelo designer português Miguel Neiva, que consiste em um grupo de símbolos em formas de fácil percepção, que têm como objetivo ilustrar cores a pessoas que sofrem dessa deficiência. Ainda com números baseados no estudo de Neiva, sobre pesquisas realizadas com daltônicos, pode-se afirmar que:

• 37% não sabe qual o seu tipo de daltonismo
• 64% considera a confusão das cores como o maior problema
• 59% só consegue identificar algumas cores
• 22% não vê algumas cores
• 51% não conseguiu “criar um código” que lhe permita a identificação correcta das cores
• 42% sente dificuldade ao nível da integração social
• 90% pede ajuda na compra de vestuário
• 88% sente dificuldade na escolha/ utilização de vestuário
• 61% “criou” um processo de auto-ajuda na escolha do vestuário.

Guiado pela problemática dos seus estudos, o designer conceituou o sistema baseado em cores primárias somadas ao branco e preto, e a partir destes símbolos, a ilustração das cores secundárias em diante é construída com a soma destes símbolos básico, utilizando o branco e preto para indicar a tonalidade das mesmas, cores claras ou escuras.









Imagens do Site Digifilia

Neiva pensou em várias maneiras de atender a essa demanda, imaginando as crescentes possibilidades dessa ideia genial , para setores públicos da saúde, educação, social... É com clareza, um dos projetos de design que vai melhorar e muito quem é carente de uma codificação que faça da deficiência, uma independência considerável.

O Projeto Color Add já ganhou vários prêmios, inclusive o reconhecimento da Revista Galileu como uma das 40 ideias que vão melhorar o mundo e tem o apoio do Secretário de Saúde de Portugal. Ou seja, existe ideia mais inteligente do que aquela que atende todos os requisitos de utilidade e prática? 

Isso é o que a gente vai ver nas próximas edições dessa série Geek. Não deixe de acompanhar! O post de hoje é dedico a Aurélio Vieira, pela sugestão para abordar sobre deficientes e suas necessidades. Aquele obrigado! E faça como o Aurélio, participe e pratique a sua parte.


2 comentários:

Instagram