# Fofoca PhD: O custo da Prevenção

08:00:00


Notícia: "Após cirurgia para remover seios, Angelina Jolie vira capa da revista "Time"" 
Fonte: F5 - Folha Entretenimento

Fofoca: Quando uma atitude preventiva rende mais que a vaidade?


Fofoqueira Sheila: 

"Eu custo a entender o que faz a pessoa perder seus verdadeiros traços, quando na verdade, existe um charme maduro nas rugas e cabelos brancos. Cada vez mais vemos senhores e senhoras esticados pela plástica ou inchados pelo botox, e sinceramente, não acho nada bonito. Isso também vale para as jovens vaidosas, como o caso da Nicole Kidman (colocou botox na boca e nem ela gostou do resultado). Tenho certeza que não é preciso passar por uma doença tão séria e devastadora como o câncer para a mulher valorizar suas verdadeiras qualidades naturais: há o charme também nos seios pequenos, e também nos naturais seios fartos. Um nariz mais largo ou grande pode se tornar um mero detalhe diante de outros traços valorizados em um rosto... Acredito muito na perfeição da assimetria natural e sou fã de carteirinha de quem sabe valorizar isso na hora de se arrumar, por exemplo, mas posso parecer um pouco contraditória ao dizer que também acredito e defendo que as pessoas devem fazer aquilo que as fazem se sentir bem consigo mesmas, mas dentro da coerência e sem exageros, claro. O caso da Angelina é algo que requer muita coragem diante de um possível problema. Possível porque é uma probabilidade, não necessariamente uma certeza. Li um artigo que dizia que tal método também não garantia 100% que Jolie pudesse se livrar da doença, pois as células cancerígenas podiam se manter no tecido mamário mesmo após a remoção. Contudo, com os recursos financeiros que não faltam a ela, a atriz não teria nada a perder em se precaver."

Fofoqueira Gita: 

" Quando digo que vou a academia, ou que pratiquei esportes por um bom tempo por prevenção à saúde, ouço que a minha vaidade é maior do que deveria ser. Obviamente que muita gente não acredita e me taxa de vaidosa fútil. Mas a verdade é que numa escala muito menos agressiva, a minha atitude é de prevenção... Creio que a nossa cultura feminina não é imediatista, assim como a faixa etária dos 20 aos 35, não ter a preocupação com a saúde, mas tem tanto SE diante de uma condição genética, e SE cada mulher avaliasse suas gerações, no mínimo teria o bom senso de ir ao médico por prevenção e não para remediar um problema de saúde. Juro que não sei dizer se faria a cirurgia, mas o fato de poder reparar esteticamente com certeza ajudaria na decisão mesmo que fosse uns 20%, ou seja, dizer SE teríamos a mesma atitude que Jolie é muita petulância para quem está 100% saudável. Acredito que é prudente e muito valioso passar de mãe para filha (e filhos) um histórico familiar sobre saúde, porque essa atitude também só vai contribuir para que a estatística de risco seja mais sensível e enfática. No mais, não bastava ser linda, tem que ser PhD em formar opinião e provar que atitudes falam mais que mil fotos da cutis, boca, olhos, tatuagens... e tudo mais de naturalmente belo que essa mulher poderosa e tão humana quanto a gente tem. Sorte sua Brad!"

Fofoqueira Soraia: 

" Creio que apenas quem já teve algum tipo de contato com o câncer, seja de forma direta ou indireta, sabe a dor que esta doença promove. Não é somente a dor física (que por si só é muito triste), mas também o desgaste emocional e psicológico que a doença causa ao enfermo (a) e às pessoas próximas. A decisão da Senhora Pitt é digna de aplausos. Ela foi corajosa e optou por aumentar o seu tempo de vida com qualidade. A amputação (sim, a operação não deixa de ser isso para uma mulher) é extremamente dolorosa, porém muitas vezes temos que dar um passo para trás para dar dois para frente."

Fofoqueira Sara:

" Angelina foi merecedora de todos os aplausos que recebeu, além de tomar uma decisão difícil em sua vida, teve cara e coragem para expor isso ao mundo todo. Para uma pessoa tão evidente como ela aparecer na mídia e dizer que retirou seus seios para se prevenir de algo que levou a sua mãe é no mínimo uma atitude de glória. Não deve ter sido nada fácil pra ela passar por tudo isso, se mutilar, o medo de adoecer e ainda em todo esse processo se lembrar a cada minuto da mãe. A única coisa revoltante no caso foram as pessoas que tiveram a coragem de dizer que ela fez pela mídia. Alô, né? Desde quando Angelina Jolie precisa disso para ter mídia? Ela fez isso para que pessoas como essas que a criticaram estejam mais conscientes de que essa doença está aí para todos, sem escolher classe social e que se essa for uma forma de prolongar a sua vida e a sua família...então que seja feita! Cirurgias plásticas estão ai para isso nada que um bom silicone depois não resolva, se fariam isso pela estática, façam pela vida. "

Se você quer saber mais sobre a opinião da própria Angelina Jolie, leia na íntegra o artigo escrito para o The New York Times. 

You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe