Soraia: Sinal amarelo para o grande evento

12:09:00


Você percebe que a data de seu enlace está próxima quando alguns eventos (poderíamos até dizer rituais de passagem) vão se aproximando, como a entrega dos convites, e os convites formais aos padrinhos, madrinhas e daminhas/pajens. No entanto, um dos mais importantes sinais de que o grande dia se aproxima é mesmo quando se realiza (e obviamente planeja) os chás. Coloquei a palavra no plural por um simples motivo: hoje em dia, podemos escolher basicamente entre três tipos de chá, cada qual com o seu perfil. Todos eles têm o mesmo objetivo, que é aproveitar de maneira divertida um dos últimos momentos dos noivos ainda solteiros. O chá é realizado de três a dois meses antes do casamento e , apesar de ser mais simples que o enlace, possui alguns trâmites burocráticos. A seguir, falo um pouco sobre cada um deles.


Chá de cozinha


Este é um dos mais tradicionais eventos antes do casório. Também conhecido como chá de panela, ele é tão tradicional que vale a pena saber porque foi instituído. Várias são as explicações sobre a sua origem, mas a que vigora é que na região da Holanda, durante a Idade Média, um casal apaixonado resolveu casar. O problema é que o moço era pobre e a menina, rica, o que naquela época inviabilizaria o casamento. Os noivos não se preocuparam com isso e resolveram dar prosseguimento aos seus planos. O pai da noiva, inconformado com a rebeldia da filha, cancelou seu dote, o que fez com que o casamento se tornasse impossível. Os amigos do casal, no intuito de ajudar, deram de presente móveis e utensílios domésticos. Começava, assim, o chá de cozinha.

No Brasil, a tradição data da década de 1960 e ainda é bastante praticada pelas noivas. Sim, noivas. Neste evento, homens não entram, sejam eles o noivo ou o pai da noiva. Como mostra a tradição, o intuito da reunião feminina não é dar presentes caros, mas sim ajudar a futura esposa a ter o mínimo possível de utensílios para o dia a dia dos afazeres domésticos. Isso inclui desde panos de prato, até pregadores, vasilhames de plástico etc.

Assim, em meio a brincadeiras, comes e bebes, as noivas tentam adivinhar quais presentes foram dados. Trata-se, portanto, de algo bem descontraído.

Vale lembrar que, por ser uma reunião mais informal, não é obrigatório chamar todas as mulheres que foram convidadas para o casamento. Neste caso, geralmente participam da confraternização a família da noiva e do noivo (mãe, irmãs, primas), suas amigas mais íntimas e, caso você tenha intimidade (e vontade), amigas do noivo.

A informalidade também se reflete na lista de presentes. A noiva tem duas opções simples. A primeira consiste em colocar em uma loja especializada em artigos domésticos uma lista de possíveis presentes. Assim, a pessoa ao ser convidada para o chá de cozinha recebe o convite e um pequeno papel com o endereço (físico e virtual) da loja que disponibiliza a lista. Dessa forma, a convidada pode escolher o que dar para a futura esposa. Outra opção é fazer uma lista personalizada dos itens que quer ganhar e já colocar escrito no convite o que cada convidada terá que levar para a festinha.


Chás alternativos


Os tempos mudam e temos que nos adaptar a novas realidades. Muitas vezes, o tradicional chá de cozinha não atende às necessidades dos noivos, ora porque os noivos moram juntos há algum tempo e já possuem a maior parte dos itens que serão comprados para a reunião, ora porque os noivos querem curtir juntos este momento, ora porque as mulheres querem se divertir com as amigas. Seja qual for o motivo que originou essas opções, a verdade é que atualmente o casal pode optar por mais dois tipos de chá: o chá de lingerie e o chá bar.



O chá de lingerie continua sendo uma reunião apenas para as luluzinhas. Homem, mais uma vez, não entra (a não ser para fazer um striptease, o que conversaremos adiante). Essa reunião é mais informal ainda, e as convidadas contribuem dando lingeries ou produtos eróticos (dependendo do grau de intimidade) para a noiva. É importante destacar que, neste caso, a noiva não sugere o que cada uma das pessoas dará para ela, de modo que o ideal é convidar apenas mulheres com as quais se tenha realmente intimidade.

As brincadeiras nessa reunião também são bem-vindas, mas elas podem ser diferentes das praticadas em um chá de cozinha tradicional. Assim, não é incomum ver noivas contratando profissionais como sexólogas e strippers (masculinos e femininos) para dar dicas picantes às convidadas.



Outra prática bastante utilizada atualmente é o chá bar. Ele é o mais indicado para aqueles casais que gostam de fazer tudo junto e que têm muitos amigos em comum. Nele, participam homens e mulheres, e o casal de noivos, em meio a brincadeiras, recebe os presentes dos convidados. Mais uma vez, vale lembrar que os presentes recebidos ou colocados na lista são para a “casa”, algo bastante semelhante ao chá de cozinha, podendo os noivos colocar listas de presentes em lojas especializadas. O clima também é informal e intimista, estando presentes apenas os amigos e familiares.

Esses são os chás mais praticados atualmente. Como vocês puderam ver, trata-se de uma reunião simples, que pode ser personalizada de acordo com o casal ou a noiva. Afinal, essa tradição é mais feminina do que masculina, certo?

E embora eu tenha ressaltado inúmeras vezes ao longo do texto que é um ambiente informal e intimista, certos detalhes não devem passar despercebidos. Assim, atente para pontos como:


1) não esqueça de convidar familiares e amigas do noivo (Mesmo sendo essa reunião apenas “da noiva”, educação cabe em qualquer lugar e evita possíveis desentendimentos);

2) envie convites com informações como endereço e horário do chá, bem como indicações de lojas e/ou do presente para ser levadas para a reunião (Aqui vale mais algumas dicas. A primeira é que esse convite não precisa ser necessariamente feito em papel. Ele pode perfeitamente ser enviado por e-mail ou ainda por meio de ferramentas específicas, como eventos no Facebook ou no site/blog dos noivos, caso o casal tenha um. A segunda é que a noiva sempre tem a opção de colocar uma lista de presentes em uma loja ou, se preferir, apenas indicar o que cada um pode dar, como, por exemplo Tia Josefina – uma dúzia de pregadores; Vó Anastácia – dois panos de prato, no convite. A terceira é que, caso a noiva opte por um chá de lingerie, é de bom tom que ela deixe a escolha dos acessórios por parte das convidadas. Afinal, se são pessoas ligadas a ela, devem saber o que ela gosta ou não);

3) dê preferência ao período da tarde para a realização do chá. (Quero deixar claro que essa é uma sugestão. Por ser algo mais familiar, ele pode perfeitamente ser feito no período da tarde, de modo a dar um clima maior de confraternização entre amigas).

Espero que tenham gostado das dicas e não esqueçam de opinar e contar suas experiências. Até a próxima!



You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe