♥ Buenos Aires, pt 3

08:00:00


Continuando a nossa saga em Buenos Aires (você pode conferir a primeira parte aqui, e a segunda aqui), hoje vou mostrar o nosso terceiro dia na capital argentina. Creio que foi o dia mais legal e cansativo da viagem!




O domingo foi recheado de passeios históricos e marcantes. O sol estava bem quente, quase judiando, mas isso não deixou o nosso pique cair não, viu?
Depois de um reforçado café da manhã, pegamos um táxi e começamos nossa saga em terras hermanas:


Começamos pela feirinha de antiguidades de San Telmo, um bairro muito conhecido por ter diversas lojas vintage. Esta feirinha só rola aos domingos, e há diversas barracas com um monte objetos da época da nossa bisavó. Além dos variados corredores com tais ornamentos, também encontramos camelôs, bandas de tango tocando ao vivo pra todo mundo curtir gratuitamente, diversos restaurantes e muitos turistas.


Ali é uma ótima pedida pra comprar lembracinhas para as amigas cancerianas, viu? Pra quem gosta de antiguidades, é o paraíso!


Ainda em San Telmo encontramos uma pizzaria super simples, e almoçamos uma bela pizza de camarão por apenas 15 reais. Era ou não era o paraíso?
Também encontramos a Casa Menor - uma porta, uma janela... e só!
Um lugar que vale muito a pena visitar, mas não tivemos tempo é o El Zanjon, uma casa muito antiga que já foi diversas coisas, entre refúgio, vila de italianos... até que um empresário comprou-a, e no meio de um rigoroso processo de restauração, descobriu diversos túneis subterrâneos. Tudo está intacto e aberto para visitação.


A caminho de Puerto Madero encontramos inúmeras construções monumentais na cidade. Grande parte (pra não dizer todos, pois não tenho certeza) dos prédios que recebem unidades de trabalho da prefeitura são antigos, muito bem restaurados e tomados como patrimônio histórico. O taxista nos contou que eles sempre recebem reformas em sua estrutura e tudo mais. Legal né?
Ah! Encontramos talgumas diversas placas com uma estrela amarela espalhadas pela cidade (brincamos de Super Mario, hohohoho). Alguém sabe o que significam?

o namorado esqueceu o boné e ficou com cara de terrorista com a camisa amarrada na cabeça

Puerto Madero é um dos bairros mais lindos de Buenos Aires. Tem todo um clima de Miami, segundo os próprios moradores de lá.  Muitas empresas multinacionais se instalaram nas margens do rio, assim como hotéis e restaurantes magníficos. Lá há o o maior cartão postal da cidade, a Puente da Mujer, que imita a posição de uma dançarina de tango. Os casais costumam deixar por lá cadeados com suas iniciais gravadas, simbolizando o amor eterno.


Vale ler a história interessantíssima do bairro e toda a sua restruturação clicando aqui.


Ancorado em Puerto Madero tem o Fragata Sarmiento, um navio de guerra que hoje virou museu, e como tudo em Buenos Aires, grande parte dos compartimentos do barco ainda estão preservados e há uma infinidade de ornamentos que a tripulação ganhava durante suas passagens em países diversos. 


Há toda uma história sensacional do Fragata, que você pode conhecer clicando aqui (use o Google Chrome, assim você pode traduzir a página).


A entrada? DOIS PESOS! Não dá nem 50 centavos de Real! Então nem tem desculpa pra você deixar de ir!
Depois desse passeio debaixo do sol, nada melhor que se acabar em um Freddo de chocolate bem suculento pra repor as baterias...


É na Plaza de Mayo que fica a linda Casa Rosada. Dona Cristina está muito bem localizada, viu? Sugiro que a visita seja feita a noite (a casa fica aberta até as 21h), pois tudo fica lindamente iluminado... uma jóia aos olhos! A visita é rápida, mas vale uns ótimos cliques!


O Casino Puerto Madero foi o nosso destino noturno, e cá entre nós, foi um passeio bem miadinho, viu? O lugar é realmente lindo, ainda mais por ser dentro de um navio, mas de Cassino mesmo, não tem nada. Lembrou muito os extintos bingos brasileiros, sabe? 
Fora que quase fomos expulsos depois que vieram atrás da gente e pediram que a Lari apagasse as duas fotos que ela tirou lá dentro (risos contidos).


Depois da ida furada ao Cassino, fomos para Palermo no Soul Cafe, um bar todo aconchegante, com dados no teto, papel de parede do Hendrix e um vinho aprovado pelos boys. O ambiente é lindo, o atendimento sensacional e deixou a gente com gostinho de quero mais. 

Gostaram? Semana que vem mostrarei os últimos dois dias em Buenos Aires e duvido que você não vai querer colocar na listinha de desejos de viagens, hein? Não esqueça de dar o seu pitaco nos comentários e clicar no botão de curtir aqui embaixo, para as amigas virem participar também. Um beijo pra você!


You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe