Sara Richena: Viva o verdadeiro

08:00:00


Sempre quis ter uma vida perfeita. Desde criança cobro isso de mim, mas é desde essa época também que eu percebo que é quase impossivel chegar a tal perfeição e de que nada me adiantava cobrar cada vez mais. As coisas nunca foram perfeitas, a vida sempre tratou de colocar obstáculos na minha frente, um após o outro e as vezes um pior que outro. Via as pessoas do lado de fora (vida) e tentava pensar em algo que me esclarecesse o motivo da minha vida, o meu tão sonhado mundo perfeito nunca ser solidado. Pensei por muitas vezes desistir, não da vida em si, mas sim dos meus sonhos e daquela tal "perfeição" que eu sempre busquei. As coisas nunca se ajeitavam, nunca davam certo, e cada vez mais eu me decepscionava com o que a vida havia reservado pra mim. Cobrei e culpei muito as pessoas por isso, pode até ser que elas tenham uma parcela de culpa, mas de que adiantou? Nada.
Até que eu comecei a me culpar por tudo de errado ao meu redor, e de que adiantou? Nada.
Nada além de eu cada vez mais destruir o que existia de bom em mim. Não via mais beleza nas coisas, nem mais mais possibilidade de felicidade e muito menos de amor... nenhum tipo de amor. Quando tudo não passava de escuridão, solidão, (e não existe pior solidão do que aquela que você sente mesmo rodeado de pessoas) cheguei a achar que tudo estava perdido e que nada mais tinha importância na minha vida, a não ser apenas vivê-la sem sonhos, apenas com pequenas realizações do dia a dia.
Mas eu não era assim. E por realmente não ser assim foi que algo muito pequeno ainda restava dentro de mim, e mesmo sendo pequeno ele ficou lá dentro esperando a hora certa para ganhar todo o seu tamnho e sua força. Foi quando sem eu esperar e nem pedir por nada, um sentimento verdadeiro aconteceu, e aquele algo pequeno que estava adormecido foi despertado, recuperou toda a sua força e o seu tamanho original. Quando parei de me cobrar e de cobrar as pessoas por algo que nunca dava certo, foi que eu abri um espaço pra um sentimento de verdade acontecer. E quando esse sentimento toma conta de você, ah... não tem escuridão e nem obstáculo que te segure. Recuperei todos os meus sonhos, até os de criança... toda a minha vontade de viver a magia da vida, a vontade de lutar por tudo e o que tem se encaixado de forma perfeita. Com pouco tempo de vida, mas muita bagagem, aprendi que devemos nos abrir para os sentimentos bons, sejam quais forem, mas principalmente nos abrir nos momentos mais dificeis, pois são nesses momentos que todas as coisas boas vão trabalhar a favor de você, da sua vida.
-
A votação do TopBlog ta rolando ainda, corre lá votar na gente! O banner fica no canto esquerdo do blog, só clicar e correr pro abraço.

You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe