Juliana Trinci: É impossível ser feliz sozinho... será?


No set list, só musicas da Adele e da Maisa. Uma garota debruçada em uma pia, maquiagem borrada. Se este foi o cenário que você se viu no último dia dos namorados, pegue um banquinho e vem cá. Vamos conversar. 
Eu, solteira que sou, sei como bate uma bad quando chega o dia dos namorados. Sempre somos bombardeados que as pessoas precisam ser duas para se sentirem completas. Nas novelas, séries e filmes , apenas o vilão acaba só. Nos anúncios de TV, sempre que mostram pessoas bem sucedidas, estas têm um companheiro. Raramente encontrará no mercado porções individuais de alimentos e produtos de limpeza. As coisas são sempre fracionadas para servir mais de duas pessoas. Nas festas de família, sempre virá um alguém com a pergunta “Não desencalhou ainda?”. Depois de tudo isso, acabamos colocando em nossas cabeças que, apesar de sermos ótimas profissionais, boas filhas, estudantes exemplares, sempre nos faltará algo. Ou, pior. Achamos que não conseguimos as coisas na vida por faltar alguém que será nosso salvador (ou salvadora). 
Já parou para pensar em quantas coisas incríveis deixou de fazer por achar que estava incompleta? Quanto tempo perdeu tentando corrigir em si possíveis defeitos que te impediam de encontrar sua “ metade da laranja”, mesmo que este defeito não fosse na verdade um defeito? Quantas e quantas vezes leu revistas, livros e tentou seguir regras para conseguir achar a pessoa ideal? E o pior de tudo... quantas e quantas vezes ficou chorando na pia, se humilhando, se rebaixando, por pessoas nada a ver com você, se enfiando em relacionamentos problemáticos, apenas para dizer ao mundo  “Olha, eu tenho alguém”? E ficou na falácia de dizer que pessoas não são perfeitas e temos que ponderar pequenos defeitos, mesmo quando estes “pequenos defeitos” sejam: Traição, brutalidade, agressão psicológica? 
Tudo isso para não perder seu troféu, seu selo de pessoa bem sucedida. Não gente... Está tudo errado. Você pode experimentar o amor das mais diversas formas. Você pode substituir esta busca incansável por um cobertor de orelha, por amor próprio, por exemplo. Ter uma pessoa que te ama, te respeita e está do seu lado deve ser uma experiência incrível, assim como a satisfação de realizar um sonho, de ajudar pessoas também é. Você pode sim ter a tampa da sua panela, e isso ser perfeito, assim como também pode ser uma frigideira, e isso ser perfeito também. Pois ao contrário do que diz o poeta, é possível sim ser feliz sozinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram