O Bardo e o Banjo

Foto: Válvula Rock

Foi andando na Avenida Paulista que conheci O Bardo e o Banjo, uma banda folk bluegrass paulistana, criada por Wagner Creoruska, - o cara do banjo - banda essa que ganhou meu coração assim que ouvi Ace of Spades em sua versão diferentona. Eles estavam ali em frente ao Conjunto Nacional fazendo um sonzinho bom, vendendo CD's e agradando criancinhas e senhorzinhos.
São quatro caras (3 brasileiros e um gringo) compondo a banda com banjo, bandolim, vocais, violoncelo e violino. Há composições próprias e versões incríveis como essa do Motorhead e de outras músicas que talvez você nem goste tanto, mas vai passar a amar quando ouvi-los.

Foto: Alan Neves

Obviamente que os caras são cheios de talento, mas outra coisa que faz de O Bardo e o Banjo uma banda do coração, é que rola um carisma natural durante suas apresentações. É uma interação divertida com o público, sabe? Soa como uma roda de amigos fazendo um som bacana naquele churrascão regado à cerveja. E foi no The Lord Black, precisamente no St. Patrick's Day, ou melhor ainda, na comemoração do aniversário do meu boy, que eu pude sentir essa energia boa, como se eu realmente estivesse em um pub irlandês: a casa estava lotada, todo mundo estava animado, e acredito que foi um dos melhores shows que já vi naquele pub. Foi difícil deixá-los ir embora porque cada saidera era um pedido de 'mais um'.
Dá uma espiada nos registros clicando aqui. (o vídeo abaixo não tem qualidade de imagem nenhuma, mas dá pra ouvir um pouquinho).


A minha sugestão para você que curte uma música boa, é segui-los no Spotify, e em seguida procurar um show mais próximo para você conhecê-los ao vivo (no site com certeza terá alguma data boa). De preferência, compre também um CD e uma camiseta pra dar uma ajudinha. Garanto que vocês não vão se arrepender.





Site oficial: www.obardoeobanjo.com
Youtube | Facebook | Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram