O que tivemos na noite de sábado com o Maroon 5 em São Paulo

13:05:00

Foto: G1

No último dia 19 estava eu lá no Allianz Parque (o novíssimo estádio do Palmeiras) para conferir meu segundo show do Maroon 5. O terceiro deles no Brasil. E tô aqui hoje pra contar pra vocês um pouco das minhas impressões.
Vou começar pela estrutura: realmente o Allianz foi projetado lindamente para receber shows. Organização nota 10, sem nenhuma muvuca, informações e funcionários para todos os lados. Estávamos no setor mais baratinho e mesmo assim tivemos uma visão ótima de tudo (principalmente da banda subindo as escadas do backstage, e dedamos para todo mundo esse momento a ponto do pessoal gritar sem saber o motivo hehehe):



A qualidade do som estava excelente, e mesmo com a gritaria que impera nos shows do Maroon 5, desta vez consegui ouvir ao menos o Adam Levine cantando (coisa que não consegui em 2012).
A banda de abertura foi o Dashboard Confessional. Não conhecia, e sinceramente as músicas não fazem muito o meu estilo, mas achei os caras bem carismáticos.
Tanto a banda de abertura como a principal foram bem pontuais. Tanto é que o Maroon 5 esperou cravar as 22h no relógio, mesmo já estando em cima do palco, para soltar o primeiro acorde. E a gritaria se tornou generalizada.
Em vista do show de 2012, achei o show do dia 19 morno. E amigas que foram no dia 17 compartilharam da mesma opinião que a minha. O show foi curto e não senti aquela energia boa saindo lá do palco como foi na Arena Anhembi da outra vez. Eram 35 mil pessoas onde cabiam 10 mil, e provavelmente isso fez os olhos dos integrantes brilharem naquele dia. Mas pudemos conferir um espetáculo muito bem ensaiado, engessado, mas com poucas músicas. Tivemos somente uma hora e meia de show. Sem mais e nem menos.

Uma foto publicada por Heineken Brasil (@heinekenbr) em


Senti falta de muitas músicas, mas fiquei feliz por ver Lost Stars na voz e violão. Aliás, senti falta de algumas baladas da banda, que é justamente a hora que vemos Adam Levine sossegando um pouco no palco e cantando pra valer mesmo. 
O público que lotou o estádio era de todas as faixas etárias que você pode imaginar, mas que independentemente da idade, se divertiu bastante. Mas sinceramente eu como espectadora não saí satisfeita porque queria mais: pelo menos mais umas cinco musiquinhas, vai... Tive que terminar minha noite selecionando as que fizeram falta no meu Spotify.
Quem sabe na próxima, né?

Termino esse post ao som da minha mais esperada da noite: Lost Stars, Um beijo!



Don't you dareLet our best memories bring you sorrowYesterday, I saw a lion kiss a deer
Publicado por Sheila Almendros em Sábado, 19 de março de 2016

You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe