Gita: Mensagem de um Natal em Crise.



Caro Amigo e Amiga,
Pela primeira vez, esse "caro" soará como ironia do destino, dessa nossa condição atual - A Crise. 
Graças à crise, tudo está caro... entendeu? Mas por falta de piada menos infame, fica o trocadilho ao desrespeito dessa tal crise assolando nossas festividades. Eu não sei se é o seu primeiro Natal e Ano Novo de pindaíba, mas até uma saudação que antes tinha conceito de boa estima, agora tem lá sua dupla personalidade e claro, isso se deve a minha momentânea pobreza, inclusive de espírito natalino. Bom, é Natal, e deveria por educação e muito gosto, lhe dar um presente ou uma lembrançinha. Mas você já sabe, os tempos não permitem até mesmo o básico, então meu novo básico é um velho artifício - Uma carta, com uma bela mensagem, eu garanto. Mas acho bom avisar né? A tal mensagem não é religiosa, nem moralista, tão pouco uma infindável lista de desejos, mas de coração, é um étimo (bora lá ver no dicionário o que é isso?) - É a lembrança de uma palavra, que de todas as suas formas, fará bem ao nosso consciente coletivo, e principalmente, para nossa própria comunhão com recomeços... Sem essa palavra, o futuro próximo parece-me apenas um ponto de referência no meio do nada e em constante nebulosa, por falta de perspectivas... Então meu presente pra ti é o desejo muito digno de pensar a sua parte a respeito, do que realmente é ter Esperança. Minha mensagem é uma palavra-chave, cuja importância estará nas suas conclusões, e que delas se faça chover bênçãos de otimismo e atos.

***

A Etimologia da Esperança


O dicionário define seus sinônimos, como ser verbo de impaciência esperar... A Psicologia, decifra esperança por algo que é fato na nossa querência enquanto a espera é fato neste tempo em querer. A religião revela benevolentes e martírios significados. A esperança diante da fé é viço e ao mesmo tempo, sacrifício, mas acima de tudo é sentimento justificado pelas vontades geradas no ventre das escolhas e credos... Aos Filósofos a esperança se explica em tese sentimentalista, fundamentada por variantes como a emoção e a razão, é fato pré concebido em idéias, que só serão atos quando damos ao mundo o que esperamos ter e ter do mundo o que esperamos dar... Para os Mais Simples, esperança é uma semente, geminada com os desejos e colhida com atos. É provisão que a mente necessita para alimentar o coração... Esperança para aos Sábios significa ter o tempo de amanhã nas mãos das palavras de hoje. É futuro em pensar. É presente em agir... Para os Céticos, esperança é lei de ação e reação, aos Cientistas também mas tudo isso em outra dimensão, paralelo à realidade. Para os Otimistas não há melhor etimologia da palavra esperança que fazer dela um livro, como fariam os Poetas em metáforas e os Músicos em melodia... Esperança para qualquer Artista é criação! Para os Infelizes a esperança existe, mas é objeto de luxo, caro aos olhos. É desejo de consumo que só consome tempo... Aos Visionários o significado é mas futurista que realista, mas permite viajar e chegar mais perto de sentir o gosto pela satisfação do que ao próprio desejo. Esperança para uma Criança, é esperar a manhã de amanhã sem pressa para acabar mas... com toda a ansiedade para aproveitar! Enfim... a etimologia de interpretação mais explícita, singela e bela, ainda está de posse dos Amantes: Aqueles que amam e são amados tem esperança, não á esperam (sob forma alguma). Seres que amam, convivem com a esperança pela sobrevivência do amor, que é a esperança diária e sumária por estar vivendo e amando, Para estar Sempre e sentir Quando...

***
Espero que meu presente lhe sirva como um abraço bem apertado no desânimo, que é fase, você sabe. Também espero que no lugar do pessimismo, se lembre mais de cogitar as coisas boas, como um simples gesto de gentileza, ou um desejo primário de estar bem, seja como for. Pense com carinho, no quanto uma palavra pode até NÃO mudar a nossa vida, mas pode definir caminhos... Mas se meu presente não lhe cair bem, sinto muito dizer, acho mesmo que você não acredita, que onde há esperança, há luz no fim de todo túnel, daí vou ficar devendo o par de meias de todos os anos... Talvez o que lhe falta é se contentar de ter meias novas, vestidas todos os dias para ir trabalhar periodicamente satisfeito, com a falsa verdade das velhas esperanças (porque velhas esperanças são como meias furadas, não servem pra nada). Feliz Natal meu caro... estamos em crise!
Com carinho, Gita Habiba.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram