A pressão pra vida trivial

Devo começar esse post dizendo que quando me disseram que depois dos 18 a vida passava mais rápido, eu não acreditei muito. Até ver a vida passar mais rápido mesmo.
Não sei se são as responsabilidades da vida adulta, que tendem a aumentar conforme a gente vai envelhecendo mais, mas de fato a vida passou cada vez mais rápido na medida que eu ia alcançando certos estágios da vida: depois que a faculdade acaba e a gente passa a correr mais atrás de um bom emprego, principalmente. 
E com esse passar do tempo, que muitas vezes você nem nota, vem também as cobranças. Se você é solteira, todos te perguntam quando você aparecerá finalmente com um namorado. Se tem namorado, te perguntam quando finalmente vocês vão se casar. Se são casados, perguntam quando finalmente o primeiro filho chegará. Se você ainda mora com os pais, te perguntam quando você finalmente irá para o seu apartamento. E quanto ao seu emprego, te perguntam quando finalmente você receberá uma promoção... é a incrível pressão de cobrarem de ti a estabilidade que provavelmente nossos pais tiveram ou acreditavam que já deveriam ter com a nossa idade.
E dependendo dessa tal nossa idade, essa pressão é pior ainda. É aquela coisa de achar que nossa "fábrica" fechará as portas muito em breve. Que o mercado de trabalho não dará oportunidades para alguém mais velho. Mas o que as pessoas esquecem é que cada um tem o seu tempo, e principalmente suas vontades. Nem todo mundo quer ter filhos. Nem todo mundo tem o dom para tal. Nem todo mundo que dividir a sua privacidade com outra pessoa em um casamento... nem todo mundo está preparado para lidar com certos tipos de cobrança.
Na época dos nossos pais (se você tem 25 anos pra cima), era muito comum se casar cedo, ter filhos antes dos 30, estabilizar a vida até os 40 com uma casa própria, carro etc... o trivial da vida era praticamente uma regra. Claro que há as exceções, mas tais exceções eram tidas como incomum, e hoje esse incomum é o que consideramos liberdade de decisão, e consequentemente se tornou o nosso comum da atualidade.
E aí tem também uma galera que acaba cedendo à essas cobranças. Casam pra sair de casa, fazem filhos sem ter o menor preparo estrutural e psicológico porque o tempo está passando, deixam de fazer aquela viagem que sonhou por tantos anos porque alguém falou pra ele que dar entrada em um apartamento seria bem melhor... pessoas que acreditam que a palavra de outra faz muito mais sentido do que as próprias vontades e sentimentos. Porque também acredita que o tempo está passando e precisa fazer algo por conta disso. 
Quem decide seu tempo é você, e não os outros. Quem vai ter que lidar com as consequências de uma frustração será você e não os outros. Portanto, a maravilha que é abstrair a pressão de fora é a melhor coisa que você pode adotar para a sua vida, porque além de cada um ter sua individualidade e ritmo, há também o tal do respeito pelo espaço do outro, não é mesmo?
Então se você é dessa categoria de pessoas que ficam balançadas com a opinião alheia a respeito de sua idade e seu ritmo de lidar com o trivial da vida, fica um recado: apenas ignore. Siga teu rumo, seus objetivos, suas vontades e distribua seus boletos e faturas para quem te questionar por isso. Quem terá que aguentar alguém dormindo do seu lado sem você querer é você, quem trocará fraldas sujas e acordar de madrugada com choro de criança será só você, quem vai ter que encarar uma prestação de um imóvel e não poder fazer mais nada da vida também será só você, e quem levantará todos os dias para ir trabalhar em um emprego do qual não gosta também será só você. Suas atitudes obviamente que determinarão como sua vida será conduzida, e como disse ali no começo do post, a vida passa muito rápido, e fazer somente o que os outros acreditam ser melhor pra você só tomará ainda mais o seu tempo corrido. Faz parte de ser adulto também saber o que é melhor pra si mesmo. Só você tem essa resposta.

3 comentários:

  1. Adorei seu texto, isso ae mesmo, afinal quem vai viver as consequencias das escolhas somos nos mesmos.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Instagram