Sara Richena: Vacaciones

Como já disse aqui no PhD quando falei sobre o 15 Tons de Constrangimento, sigo a Polly há um tempo e vamos deixar claro que não sou psicopata. Já havia ouvido falar muito no Vacaciones, mas sabe como é, fui deixando passar e enrolando, e deixando passar mais um pouco... acabou que só li agora em 2014 depois de ler o seu segundo ebook (o 15 Tons), e depois de claro ficar sensibilizada pela alta do dólar. E claro que foi a segunda coisa mais sensata que fiz esse ano, a primeira foi o outro livro. Polly (desculpa, mas Polly é o nome do papagaio no desenho da Peppa e o mesmo roda 24h aqui em casa) muito obrigada por deixar a vergonha de lado, ou não, e nos brindar com o que a sua vida tem de melhor, ou não, me garantiu muitas risadas e reflexões, é sério. 

Com o Vacaciones a gente aprende que pegar carona com caminhoneiros não é a melhor coisa a se fazer, mas que se a sorte estiver ao seu lado eles podem sim te levar a um destino certo, que não seja o inferno. Aprendemos também que antes de morar em uma pensão devemos verificar muitas coisas como: se o proprietário já está muito velho, se ele dá o livre arbítrio para as saídas noturnas, se os banheiros são limpos, se funcionam e se podem ser fechados durante um banho. Aprendi também que quando a gente tá meio que na merda aceitamos qualquer proposta de emprego, mesmo que esse emprego não passe de um mês e no final o salário nem venha por falência da empresa. Que amores vem e vão em menos de 24h. Mas que também podemos descobrir nas horas mais difíceis amigos de verdade. Vide Paulinha AID. 

Vacaciones é um compilado das postagem de um blog da Ana Paula, onde ela retratava uma péssima fase da sua vida. Paulinha dançou miudinho para ter onde morar, para ter o que comer e para poder tomar um banho decente. O que eu mais gosto no livro? A leitura não é de longe um pingo de cansativa, parece que estamos conversando com a Polly em um barzinho, pelo telefone ou pelo e-mail, como ela faz  no livro com o seu amigo Didi F. Algumas passagens são tão mas tão trágicas que eu não sei como ela consegue retratar o caso de forma que a gente ri da desgraça alheia. Poxa, Polly, assim fica difícil de não cometer mais um milhão de pecados nesse mundo! 


Antes de ler os seus livros jamais imaginei os perrengues que você poderia ter passado. e preciso confessar que quando começou a contar sobre a sua família e todo o seu relacionamento com a sua "mãe" eu fiquei emocionada de verdade, não sei se era a sua intenção, mas aconteceu. Espero de coração que isso tenha mudado, de verdade. E quanto a sua irmã e os tapas que deu nela... super entendo, até eu daria. 

A leitura de Vacaciones é quase que uma obrigação na vida de vocês, ok? Juro que não tem como se arrepender, é risada garantida na certa e muito aprendizado de vida. Sabe aquela amiga que acha que o mundinho cor de rosa dela é perfeito e nunca o castelinho vai cair? Indica pra ela ver que o mundo lá fora está bem longe de ser o que ela vive a custas dos pais. Sem contar que comprando os livros da Polly você ajuda a autora em sua caminhada, que no momento deve ser em Londres se não me engano, o dólar está alto e a pensão deve estar cara! rs. Agora, vemk Polly, cadê mais? Onde estão os outros livros? cade a continuação da sua vida? Queremos pra ontem. Bêajs.

Compre Vacaciones na Amazon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram