Soraia: O Detox

08:00:00


Depois de tantas festas, é até complicado voltar à rotina, certo? E isso inclui o retorno aos nossos hábitos alimentares mais saudáveis (ou menos engordativos) que temos ao longo do ano. 
Geralmente nós, mulheres, temos um ciclo bem definido de alimentação: 
- Janeiro a março – desespero pelo peso adquirido e procura por dietas milagrosas para enxugar os quilos obtidos no final do ano.
- Abril a julho – a dieta acaba muitas vezes caindo por terra devido ao frio, o qual faz com que o nosso organismo naturalmente peça por mais comida. Assim, engordamos um pouquinho, mas nos conformamos, pois as roupas de frio ajudam a disfarçar bem os quilos obtidos. 
- Agosto a outubro – trata-se do limbo. Ainda não é o verão e nos confortamos em saber que ainda dá tempo para entrar em forma para o verão, o que inclui incursões à academia e dietas leves. 
- Novembro – é o mês decisivo. Fazemos dietas absurdas e malhamos como nunca para entrarmos nas roupas, lamentando, sempre, o fato de não termos feito nada a respeito durante o ano. 
- Dezembro – não estamos completamente na forma que queremos, mas conseguimos emagrecer dois ou três quilos, que serão rapidamente recuperados durantes as festas. E é assim que o ciclo vicioso começa novamente. 
Sei que não é fácil falar de alimentação e hábitos saudáveis de vida. Eu mesma não sou nenhum exemplo. No entanto, acho que sempre vale o esforço de tentar. Afinal, só temos a ganhar com isso, não é? Para tentar animá-las, fiz uma superpesquisa em um assunto que pode ajudá-las a dar o primeiro passo para dar uma quebrada neste ciclo vicioso: dietas desintoxicantes ou simplesmente dietas detox. Além de serem bem interessantes, elas colaboram para que seu organismo, de uma maneira geral, funcione melhor, o que inclui a diminuição de retenção de líquidos, aceleração do metabolismo e a regularização do funcionamento do seu intestino. 
Não sou nutricionista. Portanto, tudo que colocarei neste texto é fruto de pesquisa. Também optei por não colocar qualquer receita pronta encontrada na internet. Assim, vocês podem adaptar o conteúdo deste texto ao seu dia a dia. Quem sabe assim fica mais fácil de começar uma vida mais saudável.

Uma das informações mais úteis que encontrei durante a pesquisa foi que uma dieta detox significa um cardápio sem lactose, sem glúten e sem proteína animal. Se a sua dieta tiver qualquer uma dessas substâncias, ela não pode ser considerada detox. Outra coisa bem importante: essas dietas são de curta duração. Por ser uma espécie de tratamento de choque, elas não podem durar mais do que sete dias, uma vez que priva seu corpo de vários nutrientes. Além de eliminar por até uma semana seu corpo de lactose, glúten e proteína animal, você tem que inserir alguns alimentos que colaborem para que seu organismo volte a funcionar de maneira adequada. Assim, coma couve, brócolis, frutas vermelhas, sementes, castanha e/ou quinoa, de três em três horas. 
Temperos também auxiliam no processo. Eles fazem com que não enjoemos desses alimentos e, ademais, contribuem para acelerar o metabolismo. Entre os mais recomendados estão a pimenta, o coentro, o cravo e a canela. 
Encontrei ainda outros alimentos que podem nos ajudar na tarefa pós-festas. Shitake, limão, lima da pérsia e gengibre são ótimas pedidas. Mas tome cuidado no preparo! Não adianta, por exemplo, comer shitake no almoço e prepará-lo com muita manteiga e molho de soja (shoyu). Manteiga é gordura e molho de soja, mesmo que em sua forma light, possui muito sódio, o que ajuda a reter líquido no corpo.


Aliar líquidos à dieta pode igualmente ser outra alternativa bem bacana. No decorrer da pesquisa, encontrei muitas dietas compostas apenas por sucos desintoxicantes, com duração de no máximo três dias. Porém, sou avessa a coisas tão rígidas e que, na minha humilde opinião, não trazem benefícios ao organismo. Ainda assim, nada impede que você substitua uma daquelas refeições que fará de três em três horas por um suco detox ou líquidos que ajudem o corpo nessa fase de re-educação alimentar. 
Água, água de coco e chá verde são líquidos bem comuns, que hidratam e ajudam seu organismo a funcionar melhor em diferentes frentes. Já com relação a sucos detox, olhei diversas receitas e os ingredientes mais citados são: gengibre, couve, limão e maracujá. Para adoçar, esqueça os produtos artificiais. Dê preferência ao mel. Afinal, ele é natural e não há contraindicação. 
Esse texto foi só um empurrãozinho para uma possível mudança de vida. Lembre-se: dietas como as mencionadas são muito radicais e devem ser usadas com moderação. Boa sorte e até a próxima.


You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe