Iatan GM: Mensagens Borradas



Não e possível forçar ninguém a permanecer na tua vida. Alias, tu sequer pode obrigar alguém a entrar nela. Perceba que algumas das pessoas que estão fixas a ti foram aos poucos invadindo espaço no teu coração
É uma coisa complicada, qualquer relação humana.
Seu café ardia na xícara enquanto ele observava o movimento da rua pela janela de vidro. Todas as mesas daquela cafeteria estavam ocupadas, as pessoas demonstravam uma descontração retraída, dava pra notar eram felizes do seu jeito, dava pra perceber mesmo sem ter um sorriso estampado no rosto de cada um.
A fumaça que escapava do café levava um borrão para as lentes de seus óculos quadrados, borrão esse que se sobrepôs ao borrão que as lagrimas trazia aos seus olhos enquanto lia atentamente as mensagens de texto em seu celular.
- Não vou te procurar, você faz questão de se esconder.

- É isso?

- Sério, não vou te implorar, nem te mendigar.

- Me parece justo.

- Vou parar de dedicar palavras. Sejam elas escritas, faladas, pensadas, sentidas ou vividas.

- Não vou questionar. Mas aproveita também pra parar de imaginar o que há depois do horizonte. Se preocupa em enxergar o que há diante dos teus olhos.

- Mas minha visão é ótima. Vejo tudo que ocorre ao meu redor.

- Ver não é a mesma coisa que enxergar.
Um café era tudo que precisava. Um café doce e forte, pra trazer um contraste para aquela fraca manhã amarga. Pra ela foi uma frustração enorme. Isso porque ele afirmava sempre que percebe tudo que ocorre ao seu redor. (Ou ele estava mentindo esse tempo todo, ou ela estava disfarçando muito bem seus sentimentos, mesmo sem querer. A segunda opção não é a mais confiável.) Mas de fato era o jeito dela, Melissa é sempre assim: a deslocada que só cai de amores por aqueles caras estranhos. Caras tão confusos quanto ela.
O olhar dela pra rua era como o modo com o qual o olhar dele se perde no vazio das outras pessoas. Como a mente dele sobrevoa capturando coisas imperceptíveis aos que vivem de pressa. Parecia estar fria e morta.
Mas estava bem viva, calculando os passos que daria dali pra frente sem ele.


Um comentário:

  1. EU ENTENDO VAMOS CONVERSAR OLHOS NOS OLHOS. VAMOS CHEGAR AO UM DENOMINADOR COMUM,EU GARANTO.

    ResponderExcluir

Instagram