Soraia: Se conselho fosse bom... especial Orlando

13:41:00

Depois de um ano ficando louca com os preparativos do casório e me perguntando sobre o que poderia ser a minha nova coluna no PhD, percebi que há diversos temas que me intrigam e despertam meu interesse. Assim, a decisão foi abraçar diferentes assuntos que podem ser úteis. Espero que gostem! 
Essa semana terei como base dicas infalíveis para quem viajará pra Orlando. Parques, passeios, gastronomia e por aí vai! Seus planos é ir pra lá? Então tome nota:

Clube do Mickey


Não importa a sua idade ou seu sexo, se tem um lugar na Terra que todos deveriam ir pelo menos uma vez na vida é a Disneyworld. Nada contra cidades históricas, ou até mesmo contra a matriz (Disneyland) ou suas filiais ao redor do mundo, mas a Disneyworld é um quase um universo paralelo, onde todos podem voltar sem qualquer tipo de vergonha à sua infância e aproveitar cada segundo em brinquedos de pura magia ou adrenalina. Cabe apenas ao visitante escolher o que quer em Orlando.

Fantasia x Adrenalina


Para começar, vamos esclarecer uma coisa: a Disney não é uma coisa única. A maior parte das pessoas dizem “Vou para a Disney” como se fosse um só parque, com um só dono. Isso não é verdade. Localizados em Lake Buena Vista, os parques que pertencem ao complexo Disney são seis, sendo que, destes, dois são parques aquáticos. Eles são mais indicados para as crianças, mas os adultos também podem ter uma boa dose de diversão lá.

Magic Kingdom é o mais clássico de todos e é indicado sobretudo para as crianças. É lá que estão o castelo da Cinderela e brinquedos como carrossel, xícara maluca e o Dumbo voador. Não esperem por brinquedos de emoção; só há uma montanha russa e ela é bem light. No entanto, os visitantes podem se deparar com os personagens de seus desenhos preferidos e com brinquedos que nos remetem a uma infância (um pouco) longínqua. As dicas que dou deste parque, além das atrações propriamente ditas, são a queima de fogos do castelo (na segunda foto do quadro acima), a parada elétrica e a nova Fantasyland, onde foram inauguradas outras atrações e até um novo castelo, o da Fera. Outro destaque são os restaurantes. Neles, você pode tomar café da manhã, almoçar ou jantar com os personagens Disney, desde que tenha uma reserva. Se está planejando sua viagem com uma certa antecedência, entre neste site  e reserve já o seu encontro. Afinal, tem restaurantes que possuem até quatro meses de espera.



Se por um lado o Magic Kingdom é mais voltado para as crianças, o Epcot é mais indicado para os adultos. Suas atrações são repletas de simuladores, o que pode fazer com que sejamos desde astronautas até aventureiros em uma viagem de asa delta. Isso sem contar as atrações que remetem a diferentes partes do mundo, como Marrocos, Inglaterra, México, Canadá etc. Nessas atrações, os visitantes podem ter uma ideia dos costumes, cultura e alimentação desses lugares. Um grande destaque do parque fica por conta da queima de fogos, um show pirotécnico que encanta até mesmo o mais resistente dos turistas.

O Disney's Hollywood Studios mistura a magia e a aventura dos estúdios Disney. As atrações são bastante variadas, agradando crianças e adultos de igual maneira. Há desde simuladores, até montanhas russas e elevadores em queda livre, bem como filmes em 3D e musicais. Não tem como resistir a este parque. À noite, quem puder ainda pode conferir de perto um show pirotécnico, o qual, na minha humilde opinião, é um dos mais bonitos.

O mais novo dos parques Disney é o Animal Kingdom. Ele não possui muitas atrações como os demais parques, mas é bastante interessante. A temática selvagem e a presença de animais de verdade são pontos positivos do parque, e os interessados podem percorrer tudo em pouco mais de quatro horas (se não estiver muito lotado).

Os parques aquáticos Typhoon Lagoon e Blizzard Beach também são bem bacanas, mas, ao contrário dos outros parques Disney, não ficam abertos o ano todo. Assim, se vocês quiserem curtir esses locais, não planejem suas férias no inverno norte-americano (que coincide com o verão brasileiro).


Agora, vamos falar sobre os parques que ficam em Orlando. Comecemos com os da Universal: o Island of Adventure e o Universal Studios. Em ambos, o bacana é que o território dos adultos e das crianças está bem definido, sendo que algumas atrações, desde que as crianças tenham tamanho suficiente, podem ser frequentadas por qualquer faixa etária. Os parques ficam um do lado do outro e se a pessoa for bem guerreira pode até ir nos dois parques no mesmo dia.



O Universal Studios possui simuladores e montanhas russas, além de cinemas 3D e 4D. Você pode também tirar fotos com personagens como o Salsicha, o Scooby, Bart e Homer Simpson, Bob Esponja, ET, entre outros. O Island of Adventure tem quase os mesmos atrativos em termos de brinquedos, só que com temáticas diferentes. Os destaques ficam por conta dos setores relacionados aos super-heróis da Marvel e o parque do Harry Potter. Para os fãs, essas são atrações de tirar o fôlego.




Há ainda os parques referentes ao grupo Sea World. Três deles ficam em Orlando e um fica em Tampa. Os três que ficam em Orlando são: Sea World, Discovery Cove e Aquatica. O primeiro está associado à famosa Shamu, a baleia orca que sempre fez shows no parque. Mesmo com várias atrações tendo como temas centrais animais aquáticos, como belos aquários e apresentações de golfinhos e morsas adestrados, o parque também conta com montanhas russas e brinquedos aquáticos bem bacanas. Assim, até mesmo quem não suporta ver animais presos pode se divertir em outros locais do parque. Já o Discovey Cove é o local ideal para quem quer ter um contato mais direto com golfinhos, peixes e outros animais aquáticos. Trata-se de um local onde você pode mergulhar com essas criaturas marinhas, alimentá-las, beijá-las, enfim, fazer em um ambiente controlado coisas que não seriam possíveis sem a devida supervisão. Lógico que não é nada barato e o parque não fica aberto todos os dias do ano, por conta da temperatura, mas vale a pena cada centavo pela experiência. 

O Aquatica, por sua vez, é o parque aquático do grupo. As atrações são as mesmas de praticamente todo parque aquático, mas deve ter uma atenção maior por ser um dos últimos a serem inaugurados na área. O único que fica em Tampa é o Busch Garden. Ele é o paraíso para quem gosta de montanhas russas e vida selvagem. Lá os visitantes podem contar com diferentes tipos de montanhas russas, desde as de madeira até as repletas de loopings e reviravoltas, bem como têm a oportunidade de fazerem safáris com animais de verdade. Tampa fica a cerca de uma hora de Orlando, mas a diversão faz a distância valer a pena.

Outro parque é o Wet'n Wild. Um dos mais famosos parques aquáticos do mundo também tem uma unidade em Orlando e é sempre uma boa pedida em tempos de calor.

Para os adultos, beleza. Essas são boas dicas para aqueles que gostam de parques, mas e se esse não for o meu caso?

Bem, confesso que se você não gostar de parques, Orlando perde boa parte de seu poder atrativo. No entanto, ainda há o que fazer fora do circuito oficial de parques. Uma das alternativas é fazer compras. Além dos supermercados, como Walmart e Target, os visitantes podem se deliciar em outlets, shoppings e lojas especializadas em eletrônicos e perfumes. Os preços sempre são mais atraentes lá fora e você consegue fazer boas aquisições se tiver tempo para isso.

As atrações noturnas são outra opção viável. Atrelados ao conceito dos parques há o Downtown Disney e o Universal Citywalk. O primeiro está dentro do complexo Disney e é composto por lojas (como a da Lego e a maior loja com produtos Disney fora dos parques), bares e restaurantes, como o Planet Hollywood, e atrações (como o Cirque du Soleil). O Universal Citywalk segue o mesmo padrão, com bares, lojas e restaurantes. Os destaques ficam por conta do Bubba Gump, restaurante temático do filme Forrest Gump, do Hard Rock Café e das apresentações do Blue Man Group. Fora esses dois locais, os turistas podem ter gratas surpresas em termos de restaurantes e bares ao longo de toda a International Drive. Vá sem medo de ser feliz.

Conclusão: vá para Orlando, independente de sua idade, sozinho ou acompanhado, mesmo que seja apenas para criticar sua decisão para o resto da vida. Garanto que em algum momento (ainda que breve) se entregará a alguma de suas delícias e não vai se arrepender. E, como diz o bordão dos parques Disney, “deixe as lembranças começarem” e aproveite!

Até a próxima!



You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe