Sara Richena: Sobre cabelos e mudanças

Sabe quando você não aguenta mais olhar no espelho e ver a mesma coisa todos os dias? Pois eu estava assim e precisava urgente fazer algo pra  mudar a aparência e me amar um pouquinho mais. Passei alguns dias pensando o que poderia fazer, mas devido a minha atual condição de gestante eu não tenho muitas opções, afinal os tratamentos químicos devem ser abolidos na vida de uma futura mamãe. Me restou optar por um novo corte - mas eu não queria cortar, havia prometido ao boy que deixaria crescer -. Mas tem aquela coisa de universo conspirando, sabe? Quando pensei: "cortar não!", começaram a surgir fotos de pessoas com o cabelo curto e eu fui me apaixonando pela ideia e resolvi pensar um pouco melhor sobre o assunto. 


Essas lindas foram as responsáveis, mesmo que indiretamente para que eu batesse o martelo para a decisão final de cortar radicalmente os meus cachinhos. Bruna Bianconi, a nossa amiga e ex PhDete e Cinthya Rachel, sim, aquela do Castelo Rátimbum. Acabei acessando o blog da Cinthya quase que por acaso e em um dia, mais precisamente em uma noite eu li tudo o que ela escreveu sobre cabelos e assisti aos seus videos, anotei todas as dicas, era o que faltava para eu voltar a me apaixonar por cachos. Fora que conversando com alguma mamães elas me disseram que depois que o baby nasce eu ficarei com quase zero de tempo para me dedicar aos cabelos e não quero ficar parecendo uma maria louca descabelada ou viver de birotes o tempo todo. 


Se fosse fazer um antes do antes, meu cabelo estava na altura dos seios, mas não tenho nenhuma foto para comprovar isso no momento. Esse é o tamanho que venho cultivando há um ano, sem progressiva ou qualquer outra coisa que seja... ele dá um trabalho! Ficava quase que impossível usar naturalmente e mesmo não sendo fã de cachos eu não tenho um pingo de paciência para passar horas no secador e na chapinha. Gosto do cabelo liso, porém não gosto do processo. Como já disse, graças as minhas inspirações criei coragem, marquei horário no salão um dia antes, não avisei o boy do que exatamente faria e fui na cara e na coragem dizendo que queria cortar, mas cortar mesmo. E o resultado foi...


Já quando me olhei no espelho, no salão mesmo, pensei: "nossa, fiquei mais gorda ainda!". Depois, pensando bem, fica meio difícil ser magrinha com a Cissa na barriga. Ok, sensação de peso passou, depois veio o medo do que o namorado pensaria, mas foi só chegar em casa que a paranoia acabou, fui aprovada no teste. Até o momento estou in love com o novo cabelo, com os cachos, pesquisando mil maneiras de tratá-lo, de como arrumar. E por falar em arrumar, está a coisa mais linda do mundo acordar e dar aquela ajeitadinha com a mão e ficar tudo no lugar. Aconselho do fundo do coração a todas as lindas que tem o cabelo encaracolado a deixar a química de lado, adotar a tesoura e se amar ao natural.

6 comentários:

  1. Amei o novo visual!
    Eu sou adepta e amante de cabelos curtos pra vida inteira!

    ResponderExcluir
  2. Oi mamãe do ano! rs. Gostei também do visu, por experiência própria posso dizer que as vantagens do cabelo curto na gravidez são várias. A principal é que ocorre muita queda, e os cabelos ficam enfraquecidos, por isso o corte ajuda a manter a saúde das madeixas. Linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg Gita, preciso pegar mais dicas com você sobre essa vida de mãe! rs.

      Excluir
  3. Ficou muito bom. Eu também vou passar a tesoura nos meus em breve, mas não por ser mamãe, hehe é por que já enjoei mesmo. Felicidades pra você e a Cissa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Letícia. Passe a tesoura mesmo, faz bem pro cabelo e pro nosso ego. Beijos.

      Excluir
  4. Gostei e eu também vou passar a tesoura nos meus em breve. Não por ser mamãe hehehe mas por que enjoei mesmo. Felicidades para você e a Cissa.

    ResponderExcluir

Instagram