Iatan GM: Mudanças: bom ou ruim?

08:00:00

As mudanças são necessárias, e costumeiramente chegam sem avisar. E quando avisam, são momentos antes. Elas não são aqueles amigos que te ligam pra avisar da visita, elas são mais como aqueles parentes chatos que aparecem de surpresa e você tem que se virar pra acolher. Muitas vezes parece que o mundo enjoou de girar tranquilamente e resolveu dar uma sacudida pra bagunçar tudo. E, como sempre, só lamentar não resolve nada. Uma hora ou outra precisamos ser maduros o suficiente para aceitar que somos capazes de pelo menos tentar organizar essa bagunça, e acreditem, quanto mais rápido melhor.

Vamos ser sinceros, não existe vida sem mudanças. As pessoas mudam, o tempo muda, as coisas mudam. Acredito que não há nada, nem no tempo e nem no espaço, que permaneça unicamente igual - seja física ou mentalmente - por toda uma vida.

É um direito humano resistir, afinal de contas, fugir da rotina e sair da zona de conforto, que muitas vezes demoramos pra construir, nos amedronta e nos deixa com uma certa insegurança. Claro, existem alguns momentos que favorecem as mudanças, como por exemplo algumas crises pessoais, insatisfações profundas, surgimento de novas oportunidades, necessidade de se adaptar e descobrir quem somos e qual o nosso lugar. Ou mesmo a própria vontade de mudar.

Ficar irritado e bravo não vai ajudar, as mudanças tendem a ser ruins apenas durante o processo de adaptação, depois disso elas só tendem a nos impulsionar em direção de novos conhecimento e realizações, sejam elas pessoais, profissionais ou sentimentais. Surpresas podem vir quando quebramos certos padrões, coisas que dificilmente conseguiriamos se permanecermos na nossa rotina. Após aceitar que não dá pra voltar atrás, adaptar-se as mudanças é o único passo necessário.

A questão é ir no seu próprio ritmo, se a mudança for lenta, acompanhe ela. Se a mudança for brusca, vá os seus passos até conseguir acompanhar. Nem sempre temos escolhas sobre as mudanças, mas a maneira como reagimos é a única coisa com a qual podemos e devemos nos preocupar em controlar.


You Might Also Like

1 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe