Soraia: A dois passos do paraíso

08:00:00



Os preparativos para o casório envolvem inúmeros detalhes, tanto do ponto de vista da cerimônia como da recepção ou festa. E, além de terem que se preocupar com isso, os noivos também se deparam com outro ponto: a lua-de-mel. A viagem pós-casório é bastante tradicional e grande parte dos casais considera este um dos principais pontos do enlace. Assim, eles vão se preparando para fazer aquela viagem inesquecível, depois do estresse de preparar o casamento.

No entanto, as pessoas se atentam a tantos detalhes da festa e cerimônia, que acabam esquecendo que a lua-de-mel é mais do que simplesmente definir um destino e comprar as passagens. Envolve alguns procedimentos que podem ser decisivos para que tudo seja perfeito. Neste artigo, serão mencionados certos pontos que devem ser considerados para que o casal não passe por surpresas e dicas para gastar menos, justamente em uma época que quanto mais pudermos economizar, melhor.


Destinos


A primeira preocupação deve ser com relação ao destino da lua-de-mel, que pode ser aqui mesmo no Brasil ou fora do país. Definido o local da visita, tem início os procedimentos. Vamos começar com aqueles que demandam mais cuidados: destinos internacionais. Neste caso, são vários os pontos que devem ser considerados:


1) Hotel e passagens áreas – a qualidade do hotel é imprescindível para garantir uma boa viagem. Certifiquem-se que ele possui todas as características que julgam necessárias para que tenham uma boa estadia. Atualmente, vários sites e aplicativos (TripAdvisor, Decolar.com, apenas para citar alguns) apresentam opiniões de viajantes sobre hotéis e pousadas. Confiram esses sites antes de fechar o negócio. Não confiem cegamente no que veem nos sites dos hotéis. Propaganda é a alma do negócio e estas empresas sabem como iludir os clientes. Vejam questões sobre alimentação e higiene; esses são aspectos que não podem ser ignorados.

Com relação às passagens, quanto mais próximas da data da viagem, mais caras. Assim, planejem-se com antecedência para que consigam garantir bons preços. Chegue sempre com antecedência aos aeroportos. Lembrem-se que problemas como trânsito e overbooking ainda são frequentes em muitas cidades brasileiras. É por isso que se recomenda chegar com até três horas de antecedência nos aeroportos. Caso o casal opte por viajar sozinho, recomendo que verifique se o hotel oferece translado entre aeroporto – hotel e hotel – aeroporto. É um gasto (e uma preocupação) a menos.

2) Idoneidade da agência – o mundo digital proporciona um ambiente ideal para que os casais planejem e personalizem as suas viagens. No entanto, caso os noivos não tenham tanta segurança ou não queiram ter que se preocupar em montar um roteiro, sempre há a opção das agências de viagem. Elas cuidarão de aspectos como hotel, passagens aéreas e traslados em grande parte da lua-de-mel. Ainda assim, o casal deve verificar a idoneidade da agência para que não leve gato por lebre. Consultem pessoas que já utilizaram serviços dessas empresas e vejam se realmente vale a pena. Lembrem-se: tudo tem que ser inesquecível e num bom sentido, claro!

3) Passaporte e vistos – documentos são importantes para quem viaja para fora do Brasil. Se a viagem for para países da América do Sul, um RG original com foto atual é o bastante para entrar sem problemas nesses países. Porém, se o casal pretende ir além desses locais, é imprescindível o uso do passaporte. Caso não tenha esse documento, providencie-o com antecedência em postos específicos da Polícia Federal. Isso porque, além de ser difícil agendar horários de atendimento em cima da hora, sempre há o perigo de uma greve ou paralisação, e estes são estresses pelos quais os noivos não precisam passar, certo? Caso já tenham um passaporte, verifiquem algo muito importante: data de validade. Vejam se seus passaportes ainda estão válidos ou se não terão a validade expirada no decorrer da viagem. Se estiverem com este problema, o procedimento é semelhante ao de emissão do primeiro passaporte, tendo que os noivos agendarem dia e horário e tirarem nova via.

Outro ponto importante é com relação aos vistos. Confiram se o destino da lua-de-mel não requer vistos. Estados Unidos, México (muitos casais procurar por Cancún para viajar) e Japão precisam de vistos para que estrangeiros possam entrar no país. Cada localidade tem períodos e documentos específicos. Portanto, pesquisem sobre tudo o que é necessário antes mesmo de fechar o pacote.

4) Vacinas – alguns países são paradisíacos, mas podem possuir sérios problemas de higiene ou até mesmo de doenças decorrentes de picadas de inseto. Por este motivo, os governos desses países requerem que os estrangeiros estejam vacinados contra essas doenças, como, por exemplo, febre amarela. Faça uma pesquisa e veja se é o caso do destino escolhido pelo casal. Nem sempre os aeroportos oferecem serviço de vacinação e os noivos podem ser impedidos de embarcar, caso não comprovem que tomaram as vacinas.

5) Cultura local – outra observação é com relação a costumes locais, moeda e língua. Certos países possuem leis e hábitos bastante rígidos, principalmente quando comparados à cultura brasileira. Assim, façam um levantamento sobre roupas indicadas, gestos e postura para que não haja qualquer tipo de problema. Além disso, informem-se sobre a moeda utilizada e língua falada. Evitem constrangimentos. E, caso se sintam inseguros, optem por pelo menos um guia turístico.

6) Temperatura – o casal já verificou todos os itens acima e está pronto para a viagem. Querem mais uma dica? Confiram o tempo no local para onde viajarão. Isso evita surpresas desagradáveis e também ajuda no preparo da mala. Afinal, ninguém gosta de passar muito frio ou muito calor por não estar vestido de acordo com a temperatura ambiente, certo?


No Brasil, além das considerações feitas acima, dois pontos devem ser reiterados:


1) Documentos – em território nacional, para viagens aéreas e rodoviárias, o casal deve ter em mãos um documento recente e original com foto (não pode ter mais de 10 anos), como o RG ou a carteira de habilitação.

2) Vacinas – Sim, dependendo do estado que o casal for, elas também são requeridas em território nacional. Pesquisem se este é o seu caso e providenciem tudo com antecedência.


Essas são apenas algumas observações para que os noivos aproveitem ao máximo esta viagem tão especial. A última dica fica por conta de mais um detalhe: cuidado com estripulias. Lembre-se de que esta não é uma viagem qualquer; trata-se da sua lua-de-mel. Assim, cuidado para não cometer gafes como exagerar no bronzeado (a ponto de não aguentar um toque) ou optar por turismo de aventura (pular de cachoeiras ou fazer trilhas). Evite situações que podem comprometer o mais importante: curtir a pessoa amada!

Até a próxima!



You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe