Soraia: Dançando conforme a música



E lá vamos nós para mais algumas dicas para o casório. Desta vez, o tema é bem fácil de ser abordado, mas, ainda assim, requer alguns cuidados. Trata-se do repertório musical do enlace. Geralmente, os noivos já sabem os gostos um do outro e o que não vão querer que toque no casamento, só que esses não são os únicos detalhes que devem preocupar o casal.

Primeiramente, deve-se lembrar que as músicas possuem dois momentos: o da cerimônia religiosa e o da festa. As da cerimônia religiosa vão depender do local escolhido e normalmente ficam a cargo de um coral. Os noivos devem verificar muito bem os regulamentos de cada local, já que, por exemplo, existem igrejas católicas que não admitem músicas que não sejam religiosas, entre outras observações. Além disso, a quantidade de músicas e seu nível de dificuldade também refletem na escolha do coral e, por consequência, nos preços. Assim, às vezes é necessário verificar se os seus desejos cabem no orçamento.

A festa também requer atenção, mas com relação a outros quesitos. Um deles começa pela escolha de quem será o responsável pelo som: banda ou DJ. Cada uma delas tem as suas vantagens e as suas desvantagens. Quando as músicas são comandadas por um DJ, as chances de alguma coisa dar errado são menores do que quando são tocadas por uma banda. Os noivos apenas escolhem o repertório, apresentam para o DJ e ele toca ininterruptamente as músicas selecionadas. Sem falar que, geralmente, uma discotecagem sai mais barato do que uma banda (em média, R$ 2 mil).

Caso os noivos optem por uma banda, a primeira vantagem é a animação. Uma banda é bem mais animada do que um DJ, por mais que ele interaja com os convidados. Mas, por mais atraente que isso seja, atente na hora da seleção das músicas. O conjunto, além de ser mais caro (em média R$ 5 mil), pode não saber cantar direitinho as músicas selecionadas, mesmo tendo o repertório em mãos.

Em ambos os casos, as músicas selecionadas devem ser entregues com um mínimo de 30 dias antes do casório. Também é interessante colocar limites tanto para os DJ's quanto para a banda. Assim, aconselho que deixem claro para os contratados que a festa é de vocês e que eles estão proibidos de tocar qualquer música pedida pelos convidados sem a prévia autorização dos noivos. Isso diminui as chances de ter um engraçadinho impondo um funk ou tecno brega indesejável, por exemplo.

Outro ponto que os noivos não devem esquecer é que cada integrante que vocês acrescentam à festa (em um buffet) é uma pessoa a mais no orçamento. Isso quer dizer que se a banda tem 10 integrantes, você paga pela presença desses dez integrantes como se eles fossem convidados. O mesmo vale para fotógrafos e assessores de evento. Para aqueles que possuem uma lista restrita, esta informação é valiosa, não?

Atentando para esses detalhes, o que resta é aproveitar o evento! Até a próxima.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram