Nacim Elias - Cinema, música, amor e sei lá mais o que.


O Cinema é o local mais movimentado no dia dos namorados, talvez só perdendo para os motéis. Mas enfim, não é de sacanagem que estou aqui pra falar hoje. É de amor, e consequentemente, cinema e um pouco música.


Barry: Você é tão linda. Eu te amo tanto que quero destruir sua cara com uma marreta.

Lena: Amo você tanto que quero arrancar seus globos oculares e chupá-los, e depois dar um soco nas suas bolas.

Um diálogo como esse pode soar bizarro, mas ele faz parte de um dos mais significativos filmes de romances dos anos 2000. Não é um filme que se enquadre em um gênero com facilidade, mas como todo amor é complicado, o filme que mais retratou particularmente a minha visão do amor, também não poderia ser.
E como já diz o novo ditado popular, coração não é tão simples quanto pensa.
Embriagado de Amor (2002) é quase uma poesia moderna filmada, é um soco na cara de quem ama e não consegue se expressar, ou um afago pra quem sabe o que é amar e não consegue se expressar de uma forma clara.
Não vou descrever cada cena, nem contar a história do filme, vou apenas dizer que quando, em algum momento, você já se sentiu inadequado por não saber se declarar, você pode se encontrar nesse longa.

Quem nunca teve aquela música que faz lembrar de outra pessoa, que jogue o primeiro vinil do Beatles em mim. Mas é tão certo quanto o calor do fogo (se você se lembra de alguém ao ouvir essa música não leia meu texto) que todo já passou por isso.
No meu caso, "I Want You" do Bob Dylan, nunca mais será escutada, mas existe uma música que serve para o processo de sofrimento antes de você amar a outra pessoa, naquela fase em que vocês trocam palavras, mas tudo é incerto, até que ela diz alguma coisa que de te deixa preso.
Bom, Hey Rosetta! banda canadense com diversas músicas para se apaixonar, tem especialmente uma que define bem o que é estar preso a uma pessoa apenas, pelas palavras que ela te diz, e uma frase em especial, da música "Becky I Keep Singing This Song" resume isso:

“how can you tell me that these beautiful things are holding me back before i even begin”, ou "Como você pode me dizer que essas coisas bonitas estão me prendendo antes mesmo de eu começar?"

Escute a música na íntegra abaixo, e sofra de amor um pouco mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram