Maryah C. em: Eventos - MPB Total


Já que o assunto é música,  Maryah C. aproveita o universo alternativo e 'novidadeiro' PhD para compartilhar com vocês a incrível experiência de ter marcado presença num evento de MPB que aconteceu no último domingo (22), aqui em São Paulo - o MPB Total.

O festival rolou por divertidíssimas sete horas na Arena Anhembi, reunindo os memoráveis cantores e compositores da nossa música popular Arnaldo Antunes, Lenine, Seu Jorge e a diva mor Vanessa da Mata.



O primeiro artista a subir no palco foi o inconfundível ex-titã, Arnaldo Antunes, que apresentou as músicas do seu novo álbum Ao vivo lá em casa, cuja gravação teve as participações de ninguém mais, ninguém menos de Demônios da Garoa, Erasmo Carlos e Jorge Ben.

A banda de Antunes, que tocou por quase duas horas, relembrou alguns de seus singles, entre eles Consumado e Socorro, e ainda teve o ilustre reforço de Edgard Scandurra, ex- Ira!


Em seguida, para embelezar e (en)cantar no evento, a artista que dispensa qualquer comentário, (e sobre a qual Maryah C. é suspeitíssima para falar) Vanessa da Mata deu o ar de sua graça, botando todo mundo pra  "tomar um banho de chuva", sem a intempérie. Pra entender melhor e sentir todo o romantismo  da musa musical só vendo, ouvindo e cantando junto!




O músico e pernambucano completo, Lenine, que substituiu Vanessa no palco, não deixou por menos e começou agitando a galera com o tema-sucesso da abertura da última novela global das oito (Avassaladoooor), Passione, e fez um repertório diversificado, passando por todos os seus discos, se despedindo com a favorita de Maryah C., Do It.


Pra fechar o festival com maestria e chave de ouro, o cantor, compositor, multi-instrumentista e ator Seu Jorge, superou todas as expectativas deixando o banquinho e violão de lado, e arrasando no som com a sua super banda. Nem os cinco minutos de pausa forçada por causa de uma pequena falha no violão tiraram o brilho do show. Confira a parte que ele dedica especialmente para esta e todas as xarás de quem vos escreve, Carolina:





Imagens: site Oba Oba

E aí, curtiram?!
Não esqueçam que estamos concorrendo a Melhor Blog de Variedades 2011 pelo TopBlog e pra faturar este prêmio contamos com a ajuda de vocês que sempre estão por aqui, ou chegaram agora e já curtiram, pra votarem muito. É só clicar no banner do evento aqui ao lado esquerdo e participar!

2 comentários:

  1. O que falar desse festival? Ganhei os ingressos numa promoção, só tive que pagar minha passagem de Franca para Sampa. Eeee sorte!!! ;)
    O Arnaldo Antunes foi muito bom... A Vanessa da Mata tem uma presença de palco incrível, é praticamente impossível olhar para o resto da banda, ela consegue atrair todas as atenções com sua suavidade nos passos e seu vestido longo que dança com seus movimentos.
    Lenine? Ráááá, sou fã desse cara, músicas maravilhosas, rimas perfeitas, músicos tão quanto. O baterista do Lenine nasceu em outro planeta, eu tenho certeza...
    Seu Jorge? Ainda bem que Carolina ficou para o final... comecei a gostar daquela música da casinha de sapé e a versão de "Carne", da Elza Soares, e já gravada pelo Farofa Carioca, foi linda, somando todos os solos dos metais. Sem contar "Zé do Caroço" (de Leci Brandão) que foi incrementada com "Nego Drama" dos Racionais Mc's.
    Um ótimo domingo, um domingo de sorte... um domingo, ainda bem, diferente!

    Pedro

    ResponderExcluir
  2. O que falar desse festival? Ganhei os ingressos numa promoção, só tive que pagar minha passagem de Franca para Sampa. Eeee sorte!!! ;)
    O Arnaldo Antunes foi muito bom... A Vanessa da Mata tem uma presença de palco incrível, é praticamente impossível olhar para o resto da banda, ela consegue atrair todas as atenções com sua suavidade nos passos e seu vestido longo que dança com seus movimentos.
    Lenine? Ráááá, sou fã desse cara, músicas maravilhosas, rimas perfeitas, músicos tão quanto. O baterista do Lenine nasceu em outro planeta, eu tenho certeza...
    Seu Jorge? Ainda bem que Carolina ficou para o final... comecei a gostar daquela música da casinha de sapé e a versão de "Carne", da Elza Soares, e já gravada pelo Farofa Carioca, foi linda, somando todos os solos dos metais. Sem contar "Zé do Caroço" (de Leci Brandão) que foi incrementada com "Nego Drama" dos Racionais Mc's.
    Um ótimo domingo, um domingo de sorte... um domingo, ainda bem, diferente!

    Pedro

    ResponderExcluir

Instagram