E você? Tem amor próprio?

Mas Almendros, eu não sei mais viver sem ele!
Eu bato a mão na testa de desespero quando escuto isso de uma amiga!
E não é porque eu sou a entendida, a que supera rápido, nem a auto-suficiente não... é porque eu JÁ TOMEI um pé na bunda, como inúmeras outras pessoas, pensei que meu mundo tinha acabado, mas deu uma semana e descobri que ele era mais colorido, assim como todos os outros. E antes de descobrir o arco-íris da vida, eu também me desesperei e achei que nunca mais seria feliz.
E a primeira pergunta sempre é: onde foi que eu errei?
Na verdade, você, amiga desamparada e de coração partido, vai passar a errar a partir desta pergunta imperdoável. Rios de lágrimas serão derramados, declarações de uma derrotada serão tuitadas, inúmeros amigos pacientes ouvirão seus desabafos (os quais parecem que nunca vão aliviar o peito, mesmo repetindo como um mantra tudo o que você sente, tudo o que passa, tudo o que passou e tudo o que você acreditava que passaria...) e o pior, depois de tudo isso, você procurará desesperadamente por outro alguém que te ajude fazer a fila andar.

Reparou o quão preocupante está o seu estado?

Não por ser um coração partido e um fim de uma relação que você apostava todas as fichas, mas por ter se esquecido absolutamente de amar quem mais merecia o teu afeto: você!

Desde que ele terminou, você passou a andar igual uma mulamba. Vai pro trabalho descabelada, sem passar sequer um batom nessa boca pálida (sim, porque você tem se alimentado e dormido mal, comeu só porcarias e nem pegou um sol pra tirar essa aparência de defunta!) e não tem motivação nem pra ir no cinema com aquela amiga divertida... Nesse meio tempo todo que você se deixou de lado, quantas vezes você pensou nele, e quantas pensou em você?

Aí no ápice da saudade e desespero, você stalkeia o responsável pela sua dor de cotovelo até dizer chega: t
Twitter, Facebook, Orkut, joga o nome do cara no Google, e se der mais coragem, joga também o nome do infeliz na boca do sapo pra ver se ele nunca mais pega ninguém na vida... todas as dúvidas que pairam na sua cabeça são os motivos pelos quais ele te deixou, se ele tem outra, o que ele está fazendo... e você? Está onde em seus pensamentos?

Quando paro pra analisar tudo como uma terceira pessoa a olhar a situação de fora, percebo nitidamente que essa fase tem etapas que quase sempre TODAS as pessoas passam. A primeira é do desespero total; aquele que o chão abre e parece que você nunca vai parar de cair. Você precisa chorar até a dor passar. A segunda etapa é a procura de respostas (essa que narrei no parágrafo acima), a terceira é a necessidade inconsciente (e repetitiva) de demonstrar fragilidade (essa possivelmente para chamar a atenção de amigos, os quais são essenciais para qualquer um superar um pé na bunda, e quem sabe, fazer com que ele sinta pena de você - essa parte falarei mais sobre daqui a pouco...) e a quarta e mais preocupante, passa a procurar desesperadamente por outro alguém...

Sobre procurar por outro alguém, podemos poupar palavras repetidas, já que pode ser lido algo sobre clicando aqui.

E sobre sentir dó? Não, por Deus! Não passou pela sua cabeça que ele tenha que voltar com você por pena, né? Então, pegando essa linha de raciocínio, vamos deixar umas dicas de amiga do peito de...

Como superar um pé na bunda com classe em 10 mandamentos:

  1. Nunca se passe por coitada. Nem pra ele e nem pra ninguém. Ninguém merece atenção por piedade. Relacionamentos sempre acabam, sempre são doloridos, mas ensina muita coisa para o próximo ser bem melhor.
  2. Se ame, de verdade! Permita-se dormir na pia por uma semana. No oitavo dia, vá para a guerra renovada.
  3. Se já passou a fase de acreditar que sua vida não tem sentido sem ele, não reclame da sua falta de sorte no amor o tempo todo. Quem quer se relacionar com alguém tão pra baixo full time?
  4. Não fuce na vida dele. Isso é pior só pra você e ninguém mais.
  5. Assuma seus erros e exageros. Maturidade acima de tudo. Mas tenha um equilíbrio sobre isso: não se culpe pelo fim do namoro, e nem pinte o cara de ordinário para todo o sempre, amém.
  6. Se cuide. Alimente-se, pratique atividades que te façam bem, leia novos livros, procure conhecimento, saia mais com os amigos... divirta-se pelo amor de Deus!
  7. Se for muito difícil pra você não reclamar no Twitter sobre o teu caso, não logue. Tente ter outros assuntos com seus amigos, caso contrário, você ficará sem namorado e sem amigos.
  8. Ouça problemas alheios. Dar conselhos muitas vezes ajuda você a esquecer dos teus.
  9. Permita-se conhecer novas pessoas, mas também não vá virar uma biscate!
  10. ... e o principal de todos: SE AME. Se arrume, se olhe no espelho, procure por suas qualidades e sempre ressalte-as. Faça de você uma diva.... pra brilhar em todas as estações do ano.

4 comentários:

  1. hahaha aiii Deuuus!

    Depois de exatos 365 dias estou na fase do desessssppeeerooo denovo!

    aaaaaaaaaahhh!

    =(

    beijooo tukinha!

    ResponderExcluir
  2. Amei muito! Delicada como uma pedra, mas terrivelmente sincera, eis a TUKA!
    Psiu... esses 10 mandamentos ficariam ótimos no AGITE!

    ResponderExcluir
  3. Estou a exatamente 2 anos nessa, minha auto estima só caiu. Conheci varias pessoas interessantes, mas mesmo assim não consigo tira-lo da cabeça. Adorei o texto, abriu a mente, e vamos tentar esquece-lo pela 398174683 vez...talvez parar de sair com meus amigos seria uma boa sendo que ele é do grupo.
    Bom mas valeu, blog interessantíssimo, está de parabéns!

    ResponderExcluir

Instagram