Maryah C.: Nostalgia


Momento em que nos deparamos, geralmente na companhia dos bons e velhos amigos, da grande família, ou no contato com pessoas próximas e agora distantes, que de alguma forma fizeram parte de nossa vida.
O diferente é que esse sentimento não cessa quando você se põe de encontro (novamente) com elas. As lembranças marcam, é uma saudade que não passa. Vai ressurgir com a mesma intensidade, não importa quantas vezes for relembrada.
É como se você revivesse aquele instante, mas não poderá, e talvez nem queira mais repetir a dose.
São fases. Boas ou ruins, difíceis ou felizes, mas sempre passageiras.
A sensação inexplicável daqueles dias, noites e madrugadas... sem comentários.
Recordações inócuas, pueris, sem sentindo, mas cada qual com a graça do seu tempo e que nem sempre permanecem, mas acordam com um simples convite: E você lembra aquela vez...? A memória pode até trair momentaneamente, mas com certeza e mesmo sem aquela empolgação com que foi vivida e lembrada, um pequeno sorriso, ou uma lágrima vai escapar.
O essencial neste momento, é a percepção ao relembrar e sentir, que sua vida não está se passando, nem passou inutilmente.


Felicidade esta noite é isso.


Imagem: Photobucket

Um comentário:

  1. Carol, que post sensível...amei! na verdade amei porque sinto muito isso. Tem algo que em mim tb é muito constante que é uma saudade de algo que não vivi, não é falta, é saudade mesmo de algo que não sei o que é..."é como uma saudade de um tempo que ainda não passou"(Lenine)...essa é minha música.

    ResponderExcluir

Instagram