O segredo é não se importar


Sabe aquelas ruguinhas de preocupação que insiste em aparecer no seu rosto? As mesmas que surgem quando nos preocupamos com as contas, com a falta de dinheiro, com a briga com o namorado, com o comportamento do colega de trabalho... Sua vontade é de sumir com as tais rugas? Então sente aqui e vamos conversar...

Depois de ler, reler diversas coisas sobre este assunto, de conversar com pessoas mais maduras e vividas e provar por A + B pra mim mesma que isso era verdadeiramente um fato, reuni todos os ótimos conselhos e dicas para propagar para as 'colégas' do PhD, mas uma coisa que posso adiantar e é o que vamos destrinchar é o seguinte:  a solução de tudo é se importar menos.

Calma que eu não estou dizendo pra tocar o 'foda-se' pra tudo e sair por aí com a calcinha na cabeça... na verdade, o se 'importar menos' é continuar se importando, mas em doses homeopáticas. Digo isso por experiência própria, pois já fui a pessoa mais ansiosa do mundo, e sabe quais eram os efeitos colaterais dessa ansiedade? Não dormia direito, ou não dormia, adquiri uma gastrite nervosa, agia por impulso e na maioria das vezes, tomava atitudes que não resolviam nada. E antes que você me diga 'mas Tuka, eu não consigo, eu sou assim..', saiba que você é assim porque você quer, e sim... dá pra mudar. Nunca é tarde pra melhorar a nossa vida, não é mesmo? Quer umas dicas? Então vamos lá...

O primeiro passo, o principal de tudo, é se conhecer melhor:

Você sabe quais são os seus medos, suas virtudes, seus principais objetivos na vida e as metas que deseja seguir para chegar até o seu objetivo? Pois bem, se você não traçar isso, não saberá quais são suas principais prioridades na vida. Não basta você querer algo, sem saber ao menos como alcançá-lo. Já imaginou a quantidade de rugas que adotará choramingando pelos cantos porque quer algo que não consegue? A preocupação aqui será com algo que você nem sabe se poderá acontecer. Ao invés de uma realização, a conquista será uma enorme frustração.

Você quer morar sozinha, mas tem medo de não ter ninguém em casa e não sabe cozinhar? É ótima com os números, mas fez letras pra agradar sua mãe? Saber os seus limites, o que você gosta e não gosta é essencial para que você não enlouqueça, porque não adianta você fazer as coisas que não gosta ou quer somente para agradar. O que acontece depois? Você culpará eternamente os outros por nunca ter feito aquilo que realmente desejava.

Se o problema não pode ser resolvido por você, jogue nas mãos da força que você acreditar

Muitas vezes alguma situação nos tira o sono e não há nada o que você possa fazer para resolver isso. Antes de ficar a noite inteira acordada, a melhor coisa é saber se o problema é realmente seu, porque pode parecer frio, mas quando o problema é dos outros, você não precisa se envolver de cabeça no assunto, não é? Se este não for o caso, procure ser paciente e esperar no que vai dar... jogue nas mãos de Deus!

Saber se o problema é seu ou de outras pessoas

Já se pegou super preocupada com os problemas da sua amiga, ou de algum parente? Complicado isso, hein? Ser prestativa não significa se envolver demais...então sempre dê os melhores conselhos, o ombro pra hora do desabafo, tente ajudar a pessoa a encontrar uma solução, mas não ache que você é a responsável pela solução de todos. Seja responsável somente pelas suas responsabilidades... já está bom demais!

Nunca se colocar na posição de vítima nas situações

Este é o tópico mais genial de todos. Um pepino nunca é solucionado se você ficar de mimimi pra sempre. Desabafar sempre é bom, mas não resolve nada pra ninguém. Portanto, antes de cair na cama de tanto chorar, pense primeiro em como você resolverá aquele desentendimento com o seu pai ou aquele problema com o chefe... Por mais fragilizada e vitimada que você seja na situação, a autopiedade impede que qualquer pessoa bote a mão na massa pra remediar as coisas. Portanto, enxugue essas lágrimas e vá pra luta, gata!

Nunca tente mudar as pessoas

É triste dizer isso, mas as pessoas nunca mudam pra agradar outras. E nada mais egoísta que você querer que as pessoas sejam do jeito que você quer. Cada um tem sua personalidade, gênio, identidade e educação diferente, portanto, saiba respeitar a individualidade de quem você convive, se não você virará a chatona da galera. E caso haja alguém que tenha algum defeito que te incomode muito... cuide da sua vida! O defeito é dele, e não seu! Pra que ficar esquentando a cabeça com a forma de agir dos outros? O importante é você não ser do jeito que você mesma não se toleraria.

Se você não pode resolver hoje, relaxe

Seu problema é lá no trabalho e são duas da manhã. Ao invés de dormir, você está rolando igual frango assado na cama pensando em tudo, menos no travesseiro... grande solução, né? Sabe o que pode ser feito? Leia um livro, assista um filme... algo que te relaxe e te dê sono... assim você pode chegar no trabalho sem olheiras e de cabeça descansada pra pensar no que pode ser feito.

Não misture as coisas

Se na sua vida pessoal as coisas andam um pouco estranhas, não leve isso para o seu trabalho, e vice-versa. Seu desempenho na empresa não pode ser afetado porque brigou com o namorado, e nada de brigar com o marido e com o mundo só porque teu chefe e você andam se estranhando... A melhor solução para o caso 1 é: durante o caminho para o trabalho, escute músicas que te anime, se arrume com roupas confortáveis e bonitas (uma melhorada no visual revigora sempre!), converse com seus colegas sobre coisas agradáveis e foque sempre nos seus objetivos profissionais. Concentração é a palavra chave.
Já para o caso 2 a dica é mais gostosa ainda: vá embora pensando em um prato bem gostoso que vai preparar, ou o que vai pedir pra entregar na sua casa (caso o seu dom não seja cozinhar)... se mora sozinha, capriche na lista de músicas que escutará enquanto toma banho... escolha um filme ou programa divertido para se entreter. Se há cia na sua casa, como o marido, filhos ou os pais, converse com eles, faça algo juntos... o importante é se DESLIGAR. Problemas devem ser deixados onde eles estão enraizados e ponto!

Aprenda a relaxar e agradar a si mesma

Não tem coisa melhor na vida que pedir pro mundo parar pra você descer. Tá nervosa? Suma um pouquinho e vá se agradar! Se suas condições favorecem, vá passear no shopping, compre uma blusa que seja. Mas vá devagar pra você não arranjar outro problema, desta vez com seu cartão de crédito, hein? Outra saída é dar um pulinho no salão de beleza, mesmo que seja pra fazer uma simples hidratação ou as unhas... Se não curte fazer nada sozinha, escale aquela sua amiga do peito que está com você em todas pra dar um passeio. Um cineminha, ou os mesmos programas citados acima... se a grana está curta, uma caminhada no parque pode ajudar até no teu projeto verão! Quem sabe essa saída não se torne até um hábito?

E para todas as dicas acima, nunca, mas nunca se preocupe com o que os outros vão pensar. Em 100% dos casos das decisões que você toma pensando nisso, 100% serão fails. Quem paga suas contas é você, portanto, ninguém tem nada a ver com os seus problemas. Deixe os outros comentarem o que quiser, porque a maldade da língua alheia jamais deve influenciar no seu modo de viver.  Também porque quem fala nunca arranjará as soluções para os seus problemas. Só você sabe o que te faz bem, o que te deixa feliz e das suas escolhas... portanto: deixe que digam, que pensem, que falem...



4 comentários:

  1. Muito bom!!! Parabéns pelo blog, não sabe o bem que me fez! Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delicia ler isso!
      Obrigada pela visita! Volte sempre!

      Excluir
  2. Queria poder ser relax assim querida...sou super ansiosa...queria me curar disso..bjus e boa semana...adorei seu blog...mesmo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com o tempo você consegue! É só se policiar que aos poucos fica mais fácil ;)
      Um beijo pra você, obrigada pela visita!

      Excluir

Instagram