Sara Richena: Fogos de artificio x Animais


Nos últimos dias tenho falado bastante nas minhas redes sociais sobre o meu pavor e ódio por fogos de artificio, o popular rojão. Apesar de estarmos em julho as festas julinas rolando, nas cidades do interior  acontecendo as festas de peão (outro absurdo, mas não é o foco) e no Brasil todo uma caralhada de queima de fogos por causa de uma final de campeonato. Através desses posts, na maioria revoltosos, percebi que boa parte das pessoas não tem conhecimento do mal causado aos animais a cada rojão estourado. Vou tentar explicar um pouco e quem sabe assim conseguir enfiar na cabeça de alguns ignorantes o que eles fazem quando estão "festejando" alguma coisa.

A audição de um gato ou um cachorro é extremamente sensível, mais que a dos humanos, com o barulho causado pelos fogos o animal fica assutado, perturbado, com medo e arisco. Para se proteger de tudo isso o animal procura se esconder em cantos que podem ser pequenos e podem por fatalidade acabar entalando no lugar e se machucando. Alguns fogem de suas casas naquele momento de desespero, podem não conseguir retornar ou até acabar sendo atropelados.

Fica a dica para quem quer proteger seu amiguinho:

Não mantenha seu animal preso a coleiras ou correntes, além de ficar mais assustado ele pode acabar se enforcando.
Procure deixá-lo em um local da casa em que não haja objetos que possam oferecer perigo. O melhor a ser feito é que você o deixe escolher onde quer ficar, se seu pet for procurar abrigo debaixo de sua cama deixe que permaneça lá até que tudo se acalme.
Outra dica bem interessante é a de você entreter seu bicho com brinquedinhos ou aqueles petiscos que eles tanto gostam, procure deixar ele relaxado. Mas ai vai um aviso: Se você der colo pra ele no momento do pânico o seu animal pode acabar associando que aquele momento é perigoso e assim nunca vai perder o medo do barulho.
Feche a casa toda, janelas e portas... faça o que for possível para amenizar o barulho vindo de fora.
Mas se o caso do seu animal for mais sério o aconselhável é procurar um veterinário, para que possa ser passado um medicamento ou até um adestramento diminuindo assim os feitos do barulho estarrecedor.

Esse vídeo de uma matéria exibida na Record explica um pouco mais dos danos e do que pode ser feito nesses casos.


Espero ter esclarecido o porque não gosto (odeio) dos fogos de artificio, você pode achar bonito, mas os animais não. Tome consciencia e diga NÃO a queima de fogos. 

-
A loja Animma está dando um super desconto para as leitoras do PhD. Clique e confira.

Um comentário:

  1. amei o post. meu cachorro (RIP Cookie) nasceu dia 31/12 e passou a vida inteira detestando fogos de artifício por causa do trauma do dia do nascimento dele... pobrezinho :/

    ResponderExcluir

Instagram