Sara Richena: Os livros preferidos do PhD

08:00:00

Nós aqui do PhD somos apaixonados por leitura e não dispensamos um bom livro, foi pensando nisso que eu resolvi fazer esse post para compartilhar com vocês que também gostam o que a gente tem lido de melhor. E para vocês que não são tão fãs assim...quem sabe não é um estimulo para começar, não é mesmo?

Os livros do Iatan

Dom Casmurro 

Não posso me declarar um amante da literatura brasileira, embora eu leia e goste muito da Clarice Lispector, do Pedro Bandeira, do Paulo Coelho, da Raquel de Queiroz e alguns outros ótimos escritores da nossa nação. Mas posso dizer que Dom Casmurro, do Machado de Assim é um dos meus livros preferidos, e acho que muitos devem conhecer. A história é narrada do começo ao fim por Bentinho, o Dom Casmurro. Primeiramente somos apresentados a vida do protagonista e depois somos sua história, que trata-se de um suposto adultério. Digo suposto porque durante o livro todo temos apenas o ponto de vista de Bentinho, que acredita fielmente na ideia de que sua esposa de “olhos de cigana oblíqua e dissimulada” Capitu o trai com Escobar, seu melhor amigo. O que mais me prendeu ao livro foi isso, ele não se trata de fatos, mas de suposições do Bentinho, pensamentos exclusivamente dele. Acabei o livro perguntando a si mesmo se Capitu traiu ou não Bentinho ou se tudo isso não passou de um “delírio” da imaginação dele, como aquela sensação que a gente tem quando alguém senta do nosso lado e nos conta uma história enorme da vida dela, e depois que ela vai embora a gente se pergunta se aquilo realmente aconteceu ou não. O livro ganhou há pouco tempo uma adaptação para a TV, o título foi alterado e a obra foi apresentada ao público como “Capitu”. Achei que foi bem fiel , e a sonora encabeçada por “Elephant Gun” do “Beirut’ tornou a minissérie global baseada na história de um suposto adultério algo encantador. 


Querido John 

 Do autor de “Diários de uma paixão”, “Um amor pra recordar”, “A última música”, “Noites de tormenta” “Querido John” é mais um dos belíssimos romances de Nicholas Sparks. O livro conta a história de John e Savanah, dois jovens que se conhecem em um verão e envolvem-se profundamente. John é um garoto problemático que vive apenas com seu pai desde pequeno. Certo verão, conhece Savanah e ambos se envolvem e mantém uma relação até certo ponto sólida. Chega a hora do alistamento e John é convocado a servir, ficando assim longe de sua amada, e sustentado o amor por cartas que ambos trocavam durante todo o tempo de serviço militar. Após o cumprimento do serviço John retorna planejando viver sua vida com Savanah, porém a queda das torres gêmeas, consequência do o ataque terrorista de 2001, chega para mudar a vida do casal. A base da história e praticamente essa, se eu contar mais vira spoiler, e eu prefiro que vocês leiam o livro para saber o que acontece. Para quem gosta de romance Querido John é uma ótima opção. E depois de ler o livro vocês podem conferir o filme que é protagonizado pelo Channing Tattum e a Amanda Seyfried.


O Pequeno Príncipe 

O Pequeno Príncipe do francês Antoine Saint-Exupéry é um livro taxado como infantil, porém pelo forte tom poético e filosófico eu chego a discordar desse rótulo. Eu simplesmente amo esse livro por zilhões de motivos, e acho que Pequeno Príncipe é um sábio que nos ensina lições importantíssimas que devem ser carregadas pra sempre dentro da gente. O narrador conta um encontro acontecido quando seu avião caiu no deserto do Saara, quando se depara com um pequeno garoto pedindo-lhe para que desenhasse um carneiro. Porém esse garoto na verdade é um príncipe que não pertence ao planeta Terra, e sim ao Asteroide B612, e viajou por diversos planetas até lá. Durante toda a narrativa somos apresentados a história do principezinho, que nos apresenta ao seu planeta, às suas viagens e daqueles que o cativaram.



Saga Harry Potter 

Agora falo de uma série de livros conhecida mundialmente, e falo sério quando digo que quem nunca ouviu falar dela no mínimo passou os últimos dez anos preso em uma caverna ou em algum mundo paralelo. A saga do bruxo Harry Potter, nascido da mente de J. K. Rowling, conta com sete livros: A Pedra Filosofal, A Câmara Secreta, O Prisioneiro de Azkaban, O Cálice de Fogo, A Ordem da Fênix, O Enigma do Príncipe e as Relíquias da Morte. Então em um breve resumo: no primeiro livro somos apresentados a um jovem garoto que mora com seus tios e seu primo que aparentemente os odeiam. No seu aniversário de onze anos ele recebe uma carta de Hogwarts, a maior escola de magia e bruxaria do mundo. No primeiro livro também somos apresentados a Rony e Hermione, amigos leais que acompanham fielmente nosso herói durante toda sua jornada. A cada livro somos apresentados a um ano turbulento da formação do bruxo na escola de magia e bruxaria. Agora você me diz: “ah, existe filme, não preciso ler o livro”. Eu digo que você não faz ideia do que está perdendo, pois a série durante todos esses anos de adaptação cinematográfica perdeu muito conteúdo, muita história e muitos personagens. Harry Potter marcou a vida de muita gente, e ainda dá tempo de marcar a sua. Tramas e personagens marcantes aguardam vocês nas páginas dos sete livros da série Harry Potter.

Os livros da Sarry

Dewey - um gato entre livros

Não pensei duas vezes em comprar este livro quando o encontrei na livraria. Tinha ido para começar a comprar minha saga Crepúsculo, mas como uma apaixonada por gatos e amante dos livros eu não poderia deixá-lo na loja, ele precisava ir para a prateleira de casa. Vicki Myron, a autora do livro, é uma funcionária da biblioteca publica de Spencer que em um dia de rigoroso inverno achou o gatinho na caixa de devoluções de seu trabalho. Dewey mudou não só a vida de Vicki, mas também a vida dos moradores daquela  pequena cidade. O bichano acolhia a todos que diariamente passavam pela biblioteca para buscar algum livro ou até mesmo para ler ali mesmo na companhia do sempre amado Dewey. Por dezenove anos ele viveu em meio a livros, papéis, caixas, pessoas e muito amor para dar e receber. Vicki conta também um pouco de sua vida fora da biblioteca, os conflitos dentro de casa, seus problemas de saúde, mas sempre, claro, lembrando do querido Dewey Readmore Books, como ficou conhecido, que esteve sempre ao seu lado para lhe dar força. Aos amantes de gatos, este livro torna-se perfeito, pois conhecendo a vida de um bichano fica mais fácil de entender e interpretar as atitudes e brincadeiras de Dewey. Me identifiquei muito com o livro pois quando comprei eu tinha um gato com as mesmas características piscologicas e físicas do gato mais famoso de Spencer, isso acabou me ajudando a saber como lidar com ele, me emociono cada vez que leio.

The Secret

Está há cinco anos na lista dos livros mais vendidos dos EUA e o seu sucesso não foi por menos. "Ao longo da existência da humanidade, um grande segredo foi protegido a ferro e fogo. Homens e mulheres extraordinários o descobriram e não só alcançaram feitos incríveis como também mudaram o curso de nossa historia. Platão, Da Vinci, Galileu, Thomas Edison, Beethoven, Napoleão, Abraham Lincoln e Eisnten foram alguns dos grandes homens que controlavam, dominavam e utilizavam a força desse mistério". Famosos como Oprah disseram que The Secret mudou a sua vida. O livro que se transformou em documentário reúne historias e depoimentos de pessoas que aplicaram em suas vidas o conteúdo que leram e que a partir dai foram transformados. Rhonda Byrne, a autora, contou com a ajuda de professores, cineastas, pesquisadores, autores e guias espirituais para passar em papel todo esse  mistério que ronda a nossa humanidade há seculos. Se você se propor a ler The Secret e entender o que ele quer te dizer, verá que tudo o que acontece em sua vida é controlado pela grande força que tem o seu pensamento, aprenderá que devemos, antes de tudo, agradecer por aquilo que temos e que queremos ter para depois pedir.

A saga Crepúsculo

E que atire a primeira pedra a pessoa que nunca se interessou em saber um pouco mais sobre os livros, que assim como Harry Potter tornaram-se um fenômeno mundial. Você pode até não ter lido nenhum desses exemplares, mas eu aposto que alguma vez parou frente a TV ou até mesmo foi ao cinema para ver a história de Stephenie Meyer reproduzida nas telas. Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse e Amanhecer conta a história de Bela Swan e Eduard Cullen, um vampiro e uma humana que se apaixonam... se você ainda não leu, o que eu acho meio difícil, e gosta de um bom romance e uma historia fantasiosa, não sabe o que está perdendo, pare já de preconceito com o que dizem ser uma historia para adolescentes e comece agora a sua leitura - eu me viciei nos livros e nos filmes. Não sei vocês, mas eu prefiro primeiro ler o livro para depois ver o filme, senão a graça perde, acho mais gostoso ler e ir montando as cenas na minha imaginação, um prato cheio para os amantes de boas sagas.

Os livros da Sheila

O primeiro, na verdade é uma trilogia. A saga Millennium é composta pelas obras "O Homem que não amava as mulheres", "A menina que brincava com fogo" e A rainha do castelo de ar", todos escritos pelo sueco Stieg Larsson. O autor aborda o tema violência contra as mulheres em toda a saga, pois quando ele era jovem, presenciou um estupro coletivo de uma jovem, que hoje é retratada como a protagonista e heroína de suas histórias, a Lisbeth. Comecei a ler o primeiro livro pelo computador... meio incômodo, né? Acabei deixando de lado porque queria mesmo o livro, mas fui postergando, postergando... até que surgiu a readaptação em versão americana para as telonas. O primeiro filme foi lançado em 2005, uma versão sueca bem mais fiel ao livro, mas há opiniões divididas de amigos sobre qual versão é a melhor. Acho que "O homem que não amava as mulheres" não é segredo pra ninguém (pelo menos pra quem assistiu algumas das versões para o cinema), mas pra quem não sabe, vou contar um pouquinho: Mikael Blomkvist é um jornalista investigativo renomado, e é contratado por um rico empresário para investigar a morte de sua sobrinha na década de 60. Mikael conta com a ajuda de Lisbeth, uma jovem problemática que leva a vida como investigadora secreta do governo, e que sempre soluciona todos os seus casos. Em meio as investigações, Lisbeth não contava em se apaixonar pelo jornalista, e também não contava que essa investigação se tornaria pessoal para ambos. E por conta desses dois fatores, a trama toma um rumo delicado e incerto. Vale muito a pena conferir essa história! Não vejo a hora de terminá-lo para começar o segundo livro!


O segundo é um livro especial do Harry Potter (que eu, Sara e Iatan muito amamos) chamado "Harry Potter das páginas para a tela", registrado por Bob McCabe e lançado pela Panini aqui no Brasil em novembro de 2011. Esta 'bíblia' enorme foi meu presente de Natal que mais me tirou o fôlego, junto com o box completo dos filmes (que você pode conferir aqui http://www.phdemseilaoque.com/2012/01/tuka-loucas-por-harry-potter.html) e conta tim tim por tim tim tudo o que rolou para a saga Harry Potter se tornar filme, até o que rolou nos bastidores, como preparação de elenco, figurino, cenários... o trabalho de toda equipe, como diretores, roteiristas, da própria autora, desenhistas, maquiadores, figurantes... enfim! Pra quem é fã, é uma tentação, mesmo que sendo um pouco carinho, viu? Uma maneira de recordar o crescimento de cada ator/personagem e relembrar os melhores momentos da saga do Bruxo.

Os livros da Gita

Veronika decide morrer 

Apesar de muitas pessoas colocarem o autor Paulo Coelho na berlinda para amá-lo ou odiá-lo, é inegável o talento para escrever sobre a psicologia... Este livro em especial foi indicação de um amigo, e sabendo da minha situação na época, foi bem vindo, pois naquele momento estava precisando de comparações mais drásticas para reanimar minha vida. Em suma, a história é simples, uma jovem linda e não apenas bonita, deseja cometer o suicídio. A primeira vista, é insano imaginar que alguém que tem um ótimo apartamento, excelente emprego, aparentemente tudo para ter uma vida normal não se encaixa na sociedade. Pelo ato do suicídio, a personagem vai parar numa instituição psiquiátrica e logo descobre que os remédios que tomara causaram danos irreparáveis ao seu coração. Então a partir deste lugar, o autor vai encaixando outros personagens de vidas e necessidades completamente diferentes, porém o tempo todo, a indagação é sua de achar ou não se realmente somos tão diferentes em nossas necessidades mais básicas, como o amor e a paz. Mas é fato que não há como deixar de observar que não vivemos sem a busca do equilíbrio nem que seja momentâneo. E um ponto do livro que denuncia isso é quando a personagem tem um estranho romance com um dos loucos da instituição. Não se trata de um livro de autoajuda, apenas uma mostra da postura de cada um de ter medo de ser diferente ou horror a ser igual a todo mundo, o autor diz que a inspiração foi a própria internação psiquiátrica e fala dele mesmo em forma do seu ego feminino na terceira pessoa. Diria que o lema do livro é “a loucura é a incapacidade de se comunicar”

A casa dos Budas Ditosos Série
Plenos Pecados - Luxúria João Ubaldo Ribeiro 


 O livro já começa com uma polêmica amistosa, de que a história é verídica e foi deixada com um bilhete na portaria da casa do autor. Muitos já acham que ele fala de si em primeira pessoa na pele da senhora de 68 anos, baiana e devassa. Dá pra dizer que o livro é sobre sexo, erotismo e várias ramificações do gênero, então prefiro generalizar dizendo que fala sobre comportamento sexual. Enfim, a ideia surgiu de uma série chamada Plenos Pecados, no qual cada autor convidado deveria falar sobre um pecado, então João Ubaldo, fala sobre luxúria. A história já começa com a descoberta da sexualidade da personagem desde infância e até o fim, conta suas vastas experiências sexuais, bem detalhadas e as que não são já arrepiam todo o corpo só pela ideia de como foram concebidos aqueles momentos. Eu diria que é uma montanha russa de sentimentos e descobertas. Confesso que ler e falar sobre sexualidade me atrai muito e neste livro, senti prazeres e horrores, o pior foi ler quando ela faz sexo com seu próprio irmão, mas mesmo diante do pavor, quando você chega nesse capítulo, percebe que já leu o suficiente para entender tamanha liberdade sexual dessa mulher. É algo desmedido para a maioria da sociedade e o mais interessante é ter noção da época de militarismo e moralismo imperativo em que ela nasceu e viveu suas experiências. Olha gente, dá pra falar tanta coisa a respeito deste livro, mas prefiro dizer que o meu motivo para ler foi curiosidade e depois descobri que com intenções de autoafirmação, porque foi meu irmão quem indicou e disse “você vai chegar à conclusão de que não é tão maluca assim” – E a minha sugestão é essa, que nossas necessidades estão além do que fazemos questão de ser. A maior parte da nossa felicidade depende do quanto estamos satisfeitos com as escolhas e vivências íntimas. O livro é dedicado às mulheres pelo autor, e afirma explicitamente a intensidade de uma vida regada de entrega, satisfação, liberdade, libertinagem, encorajamento, amor próprio apesar da ousadia. Lema do livro “Tudo no mundo é segredo”

As correções - Jonathan Franzen

Este livro está na cabeceira e mais uma vez indicado por um amigo, que conhece bem meus momentos. Escolho minha leitura mais por necessidade emocional do que ao léu. Quase sempre estou lendo algo a respeito de conflitos então este livro está fazendo jus a minha situação de filha, mãe e esposa. Diria que é um livro para quem quer fazer ideia do que é ser quando mais velho, como é estar casado e ter sua família indissolúvel e mesmo assim a busca por entendimento. O autor fala da família americana, os Lambert, e dá-lhe conflitos religiosos, de costumes, gerações... Olha, como todo bom americano, a história é permeada de outras informações paralelas, como o mercado financeiro, cultura, sempre um nicho que tem ligação intrínseca a principal ideia do texto. Como estou no começo da leitura, abstenho a falar que até agora os genitores da família, pai e mãe, vivem o infortúnio das consequências quando a rotina, o tédio, o desapego são obras do seu passado e agora, o que parece restar são as manias, os maus hábitos cotidianos e corriqueiros. A escrita é bem ácida, e mesmo assim rio muito com as denúncias do autor ao jeito típico de um casal velho, ambos convenientes aos princípios morais e vivem em silêncio a espreita da infelicidade. Ao longo vê-se que os filhos também carregam as consequências da convivência familiar, todo mundo sempre tentando viver em família, mas em nenhum momento, abrindo mão do entendimento mútuo. É muito engraçado para quem como eu quer refletir de como está levando a própria vida de chefe de família, de mãe,de esposa... Ou de conflito com a idade.

Os livros da Tatte

Comprometida

Obra de Elizabeth Gilbert. Um livro que foi escrito para mostrar como fazer o passo mais importante de uma relação dar certo. É a continuação de uma história real, "Comer, rezar e amar". Comecei a ler essa obra quando fui pedida em casamento. Ele fala sobre pessoas que já casaram ou conviveram juntas e tiveram decepções e estão tentando ser felizes novamente, buscando a forma de fazer dar certo nessa nova chance... É muito interessante, pois a autora viaja por vários lugares do mundo para conhecer a cultura do casamento em várias linguagens. 




616 tudo é inferno 


Autores: ANGEL GUTIERREZ, David Zurdo Saíz. Para quem curte terror e suspense, esse livro mescla todos os sentimentos de repulsa que se pode sentir pelo mal. Adoro filmes de terror e talvez, por essa paixão tenha me interessado em ler esse livro. Comecei a lê-lo e não conseguia parar... dava até um medinho, tipico de quando estamos assistindo aqueles altos filmes de suspense e terror. Fiquei bem fula da vida devo confessar, com tanta brutalidade, mas é uma obra muito bem escrita e rica de detalhes. 




A Cabana 

De William P. Young, uma linda história que fala de fé, confiança e amor divino. Muito difícil de parar de ler... Esse foi mais um livro que não conseguia parar... Não sei, parece que algo lhe toca profundamente e sua fé em alguma coisa maior se torna mais clara e positiva... Não sou muito religiosa, mas é uma historia que me fez repensar meus conceitos e crer em algo, nem que seja uma força universal, sei lá...









E quais são os livros preferidos de vocês? Contem pro PhD.

You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe