Quem disse que mulher não gosta de jogar?

08:00:00


Se você é daquelas que sofre com o vício do namorado pelo vídeo-game, cá estou para te dar uma saída muito boa e justa: jogue com ele! 
Sei que no começo, principalmente pra quem não está acostumada, será entortar o nariz. Mas você já procurou pelo menos assistir o que ele está jogando?
Se teu boy curte só aqueles jogos de esportes, que envolvem futebol, corrida, luta e o escanbal, eu vou te dar toda a razão do mundo em achar ruim (porque eu acho um pé no saco também), mas há outros jogos absurdamente geniais e tão bem feitos, que vale prestar atenção e ainda ajudar o gato a finalizar as missões do babado, viu?

Vou tentar te convencer que o negócio é muito bom mostrando alguns jogos que me apaixonei, ok? Caso o boy não tenha, quem sabe você não o convence de comprá-los e ficar mais habilidosa que ele?
PS: todos os jogos mencionados neste post são para XBox 360.

Alan Wake



Confesso que ainda não consegui continuar a jogá-lo. Não por ser ruim, mas porque sou bundona assumida. 
A história (dividida por capítulos, como uma série) é de um escritor que vai para o interior com sua esposa, na busca de sossego para escrever o seu próximo livro. Acontece que quando eles chegam na cabana alugada, uma série de coisas estranhas passa a acontecer, incluindo o sumiço de sua mulher. 
Mas a missão não é só encontrá-la (claro que não pode ser tão fácil). A cidade é tomada pela escuridão, e os moradores ficam possuídos. Agora, imagine você andando no escuro, com uma lanterninha fajuta nas mãos, e um monte de gente vem pra cima de você, o controle começa a tremer... sobrou pro meu boy me salvar de vários, viu?
Veja o trailer (em breve lançarão o Alan Wake 2):




L.A Noire



Este jogo já é bem LIKE A BOSS, sabe? Ele é todo trabalhado na mesma tecnologia do filme Avatar, do James Cameron. Nele você pode encontrar alguns rostos conhecidos, como do Aaron Staton, o protagonista, que está na serie Mad Men, e Greg Grunberg, do extinto Heroes. Mas se você não domina pelo menos um pouco de inglês, ficará meio complicado de jogar, já que todas as missões são investigativas. É necessário interrogar, conversar em 80% dos casos... e sem o domínio da língua é impossível de entender qualquer coisa.
O resuminho básico é: você começa como um policial, e conforme vai participando de casos, vai elevando o seu nível. A história se passa em Los Angeles nos anos 1940, então pra quem curte um vintagezinho básico, dá pra perder a cabeça com os carros, figurinos, decorações, trilha sonora e tudo que envolve aquela época charmosa. 
Tudo indica que dependendo das escolhas feitas durante o jogo, o final é diferente. Nem tem como dar muitos detalhes se não perde a graça.




Red Dead Redemption + Undead Nightmare


Sem fotos de minha autoria porque o boy o emprestou. 
Ainda não pude jogá-lo mas este foi assistido com fervor por mim. Além de ter um gráfico perfeito, o jogo te envolve tanto com as missões que o tempo passa que a gente nem sente. Fora que ele é enorme (dois CDs, assim como o LA Noir, mas com esta edição especial com os dois jogos), mas foi jogado durante as férias... então já dá pra ter uma ideia de quanto tempo ele levou para terminá-lo, né?
A história se passa no velho oeste de 1911, contando a história de John, um criminoso que teve sua família sequestrada pelo governo, para que assim ele fosse forçado a ir atrás de seus antigos comparsas e matá-los em troca da liberdade de sua esposa e filho. 
A primeira versão lançada em 2010 acabava por aí, mas o sucesso foi tamanho que lançaram uma extensão absurdamente genial para o jogo, o Undead Nightmare. Nessa continuação, a missão de John é encontrar a cura para seu filho e esposa, que foram mordidos por zumbis, e também precisa lidar com a epidemia que assombra a cidade. Um dos jogos mais legais que vi e estou ansiosa pra jogá-lo.







Dead Rising 2


Dead Rising 2 foi lançado em 2010 e, assim como a primeira versão, Chuck Greene é o protagonista que enfrentará uma cacetada de zumbis em uma cidade criada para um reality show. Sua filha, que o acompanha nessa jornada, é mordida e necessita de uma vacina por dia, para que não se torne um deles. Logo, esta é a missão de Chuck, além de sobreviver e salvar pessoas perdidas naquele grande estabelecimento. 
Há a possibilidade de jogar com até 4 pessoas ao mesmo tempo, ou se enfrentando, ou de modo cooperativo. Essa versão da imagem é uma edição especial, que acompanha uma caneta em formato de seringa, um bloco de prescrição, um livro sobre a construção do jogo, uma lata linda de viver como embalagem do CD, entre outras tranqueirinhas sensacionais.
Vale lembrar que o Dead Rising é extremamente violento, então não vá comprar com a desculpa que é para o seu filho pequeno, porque né? Não tem cabimento...




Assassin's Creed




Este é o primeiro de uma série de jogos Assassin's Creed, lançado em 2007. Apesar de existir jogos com uma tecnologia muito mais avançada, no meu ponto de vista este é um dos mais bonitos que vi até então. 
Como a história é um pouco complexa para explicar, peguei este trechinho no Wikipedia pra eu não confundir a cabeça de quem se interessar:

"Os jogos da série se passam inicialmente em 2012, no qual Desmond Miles, um barman e descendente de uma linhagem da Ordem dos Assassinos, é sequestrado por membros das Indústrias Abstergo - uma fachada para os cavaleiros templários atuais - para descobrir a localização dos Pedaços de Éden, artefatos antigos de grande poder criados pela Aqueles Que Vieram Antes. Para isso, Warren Vidic, um empregado da Abstergo, e Lucy Stillman, uma assassina infiltrada, forçam Desmond a usar o Animus, um dispositivo capaz de criar projeções em três dimensões a partir de memórias de ancestrais contidas no DNA, chamadas na série de memórias genéticas. Assim, Desmond vive a vida de Altaïr Ibn-La'Ahad, um assassino da época da Terceira Cruzada da Terra Santa. Ao conseguir a informação desejada pela Abstergo, a morte de Desmond é ordenada, mas ele é salvo por um pequeno grupo de assassinos, compostos por Lucy Stillman, Shaun Hastings e Rebecca Crane. Com isso, Desmond ajuda os Assassinos na corrida pelos Pedaços do Éden usando uma nova versão do Animus para fazer uso das memórias de Ezio Auditore da Firenze e Connor, assassinos da Renascença e da Revolução Americana, respectivamente, para assim descobrir a localização dos outros artefatos."



E aí? O que acharam? A dica principal pra gente finalizar esse texto é um site muito bacana que o boy encontrou para comprar jogos. O preço é muito mais acessível, e apesar da demora, chega direitinho (por conta do site importar tanto os jogos quanto os vídeos games disponíveis por lá). Clique aqui e dê uma conferidinha.
Separei um vídeo de um Xbox dos sonhos, edição especial Star Wars. Olha que lindão!



Há também outras edições especiais de XBox que podem ser conferidos aqui.



You Might Also Like

0 Comente aqui!

Parceria

Parceria

Facebook

follow me

follow me

Subscribe