Papo de Salão III - Repica tudo!



Tuka que vos fala sabe bem de cabelos curtos. Em meados de 2008, no ápice de uma mudança brusca da vida, topei deixar as longas madeixas de lado e partir para o bom e velho corte curto e repicado! Não que eu tenha bancado a Britney Spears em momento rehab - nãao! Mas foi a melhor escolha da minha vida largar aquele cabelo longo, que dava um trabalho danado e que consumia tubos e mais tubos de shampoos pelo rebelde e repicado curto. Mas, não é só chegar no cabeleireiro e pedir pra fazer qualquer coisa que significa que qualquer uma sairá linda e esplendorosa do salão: há uma série de fatores a estudar para que depois você não se arrependa do resultado.



Estude o formato de seu rosto

Nem sempre o formato do seu rosto favorece o corte do cabelo escolhido. Converse com o cabeleireiro antes de passar a tesoura para ver quais as melhores formas para 'ajustar' seu novo visual ao seu biotipo.
Vale lembrar que forçar algo que não combine com você fará com que sua vida vire um inferno: você não vai querer sair de casa, pois não terá a opção de 'prender' as madeixas, pois elas não existirão mais. Logo, para não ter arrependimentos e nem dores de cabeça, ouça atentamente os conselhos do especialista.
Você pode estudar o formato do seu rosto clicando aqui.



Cores e repicados

Se você pensa que pode abusar da coloração e outras químicas nos fios curtos e se livrar da hidratação... você está enganada! Seja grande ou pequeno, cabelo bonito é cabelo hidratado! E merecem atenção redobrada se as cores escolhidas forem as mais claras, como loiros e platinados, fios com californianas, luzes e balaiagens.
Algumas atitudes simples e básicas também transformam seus cuidados em algo prático, como despejar alguma vitamina em seu shampoo, e extrair a poupa da babosa e passar nos fios (não na raíz).




Faça as pazes com seu cabelo natural

Se você quer cortar o cabelo, mas não está afim de virar refém da escova progressiva ou da chapinha, opte por um corte que os seus fios ondulados ou enrolados fiquem em evidência. Dá pra repicar, mas sem armar uma guerra aos cachos, ou gastar rios de dinheiro com progressiva. Vale lembrar também que muita química junta (alisamentos e tinturas) acabam com a fortificação dos fios, fazendo com que eles caiam e quebrem com facilidade. Você não quer ficar com o cabelo curto parecendo um sabugo de milho, né?




Não dá pra fazer penteados. O que fazer?

Muito simples: se jogue nos acessórios! Presilhas, chapéus, lenços e headbands dão um charme extraordinário ao cabelo! E sim, dá pra fazer alguns penteados. Já transformei o meu cabelo em um charmoso moicano, usando somente laquê e alguns grampos. Clicando aqui você encontra 3 dicas bacanas para penteados, adaptáveis ao cabelo curto. A cobaia da matéria é minha amiga @daniellecruz.

Olha quantos acessórios fofos pra você escolher e ficar linda:

E Victoria Beckham, representante oficial das divas de cabelo curto, com algumas opções charmosas:



As vantagens que tive após picotar todo o cabelo:

  • Meu shampoo e condicionador duram cerca de 8 meses;
  • Como optei por não tingir mais os fios, eles são muito mais brilhantes;
  • Gasto cerca de 10 minutos para arrumar meu cabelo;
  • Bateu o vento? Ainda tô linda!
  • No calor não preciso mais fazer birote usando a caneta;
  • Sabe aquela mania besta de ficar toda hora pondo a mão no cabelo? Pois bem, passou!
  • Fiquei muito mais jovial e moderna.
Então, meninas... se a vontade é de picotar os fios: vão em frente! Super recomendo! Não tenham medo porque cabelo cresce rápido, e cortando as madeixas, elas nasceram com mais força e brilho, além de deixar você sempre diferente.



Um comentário:

  1. Eu falo que vou picotar bem curto, o dia que eu engravidar.
    hahahaha.....Espero que não demore muito... :P

    Seu cabelo é lindo.
    bjs

    ResponderExcluir

Instagram